an online Instagram web viewer
  • langruoficial
    LANGRU
    @langruoficial

Images by langruoficial

Alzheimer atinge 25% das pessoas com mais de 85 anos
Há algumas décadas, poucas pessoas chegavam a idades em que problemas relacionados à velhice surgem. Hoje, como se vive mais tempo, ocorrem com mais frequência questões como dificuldade de memória, de raciocínio e de capacidade intelectual, que, na maior parte das vezes, são causadas pelo Mal de Alzheimer. É o que afirma o neurologista Ricardo Nitrini, do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC-USP). O especialista explica que o Alzheimer é uma doença degenerativa do sistema nervoso. “As células nervosas, os neurônios, apresentam alterações e passam a morrer, de tal maneira que o cérebro vai diminuindo, atrofiando. Com isso, há problemas, inicialmente, de memória. Depois, de orientação no espaço e dificuldade para resolver tarefas mais complicadas da vida cotidiana, como cuidar do talão de cheques ou preparar o jantar para a família”, afirma.
 Fonte: pfizer.com.br
#neurologia #alzheimer #uni9 #meduni9 #mednovedejulho #med9gru #pfizerbrasil  #ministeriodasaude #med #cerebro #doencasneurodegenerativas #dianacionaldeconcientizacaodapessoacomalzheimer #neurociencias
Alzheimer atinge 25% das pessoas com mais de 85 anos Há algumas décadas, poucas pessoas chegavam a idades em que problemas relacionados à velhice surgem. Hoje, como se vive mais tempo, ocorrem com mais frequência questões como dificuldade de memória, de raciocínio e de capacidade intelectual, que, na maior parte das vezes, são causadas pelo Mal de Alzheimer. É o que afirma o neurologista Ricardo Nitrini, do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC-USP). O especialista explica que o Alzheimer é uma doença degenerativa do sistema nervoso. “As células nervosas, os neurônios, apresentam alterações e passam a morrer, de tal maneira que o cérebro vai diminuindo, atrofiando. Com isso, há problemas, inicialmente, de memória. Depois, de orientação no espaço e dificuldade para resolver tarefas mais complicadas da vida cotidiana, como cuidar do talão de cheques ou preparar o jantar para a família”, afirma. Fonte: pfizer.com.br #neurologia  #alzheimer  #uni9  #meduni9  #mednovedejulho  #med9gru  #pfizerbrasil  #ministeriodasaude  #med  #cerebro  #doencasneurodegenerativas  #dianacionaldeconcientizacaodapessoacomalzheimer  #neurociencias 
O que é
A epilepsia é uma condição neurológica bastante comum, acometendo aproximadamente uma em cada 100 pessoas. A doença é caracterizada pela ocorrência de crises epilépticas, que se repetem a intervalos variáveis. Essas crises são as manifestações clínicas de uma descarga anormal de neurônios, que são as células que compõem o cérebro.

Causas
A doença pode ter diversas causas, que variam de acordo com o tipo de epilepsia e com a idade do paciente. Em crianças, por exemplo, a anóxia neonatal (falta de oxigênio no cérebro durante o parto) e os erros inatos do metabolismo (alterações metabólicas que existem desde o nascimento) são causas frequentes de epilepsia.

Em idosos, por outro lado, as doenças cerebrovasculares (acidente vascular cerebral, ou AVC), bem como os tumores cerebrais, estão entre as causas mais frequentes.
Fonte: https://www.einstein.br/doencas-sintomas/epilepsia
#neurocirurgia #neurocirurgia #epilepsia #langru #langru #neurociencia #medicina #meduni9 #uni9 #medgru #med9gru❤️🖤 #med9gru #med9dejulho
O que é A epilepsia é uma condição neurológica bastante comum, acometendo aproximadamente uma em cada 100 pessoas. A doença é caracterizada pela ocorrência de crises epilépticas, que se repetem a intervalos variáveis. Essas crises são as manifestações clínicas de uma descarga anormal de neurônios, que são as células que compõem o cérebro. Causas A doença pode ter diversas causas, que variam de acordo com o tipo de epilepsia e com a idade do paciente. Em crianças, por exemplo, a anóxia neonatal (falta de oxigênio no cérebro durante o parto) e os erros inatos do metabolismo (alterações metabólicas que existem desde o nascimento) são causas frequentes de epilepsia. Em idosos, por outro lado, as doenças cerebrovasculares (acidente vascular cerebral, ou AVC), bem como os tumores cerebrais, estão entre as causas mais frequentes. Fonte: https://www.einstein.br/doencas-sintomas/epilepsia #neurocirurgia  #neurocirurgia  #epilepsia  #langru  #langru  #neurociencia  #medicina  #meduni9  #uni9  #medgru  #med9gru ❤️🖤 #med9gru  #med9dejulho 
TCE por arma de fogo
#neuroimages #neurologia #neurociencias #med9 #uninove #med9gru @neurocirurgiafortaleza
Ainda sobre o primeiro encontro da LANGRU!
Equipe maravilhosa!!
#neurociencia #langru #uni9 #medicina #med9gru
Nossa primeira aula foi um sucesso!!!!
Agradecemos a todos que participaram, em especial a professora Adriana!
Teve muito aprendizado, guloseimas e parabéns!! 🧠🧠🧠🧠🍬🍭🎂
#neurociencia #langru #medicina #uni9 #med9gru #neurologia #conhecimento
O que é Esclerose Múltipla?

A Esclerose Múltipla (EM) é uma doença neurológica, crônica e autoimune – ou seja, as células de defesa do organismo atacam o próprio sistema nervoso central, provocando lesões cerebrais e medulares. Embora a causa da doença ainda seja desconhecida, a EM tem sido foco de muitos estudos no mundo todo, o que têm possibilitado uma constante e significativa evolução na qualidade de vida dos pacientes. Os pacientes são geralmente jovens, em especial mulheres de 20 a 40 anos.
A Esclerose Múltipla não tem cura e pode se manifestar por diversos sintomas, como por exemplo: fadiga intensa, depressão, fraqueza muscular, alteração do equilíbrio da coordenação motora, dores articulares e disfunção intestinal e da bexiga.
Fonte: http://abem.org.br/esclerose/o-que-e-esclerose-multipla/ . #neurociencia #neurologia #esclerosemultipla #langru #medicina
O que é Esclerose Múltipla? A Esclerose Múltipla (EM) é uma doença neurológica, crônica e autoimune – ou seja, as células de defesa do organismo atacam o próprio sistema nervoso central, provocando lesões cerebrais e medulares. Embora a causa da doença ainda seja desconhecida, a EM tem sido foco de muitos estudos no mundo todo, o que têm possibilitado uma constante e significativa evolução na qualidade de vida dos pacientes. Os pacientes são geralmente jovens, em especial mulheres de 20 a 40 anos. A Esclerose Múltipla não tem cura e pode se manifestar por diversos sintomas, como por exemplo: fadiga intensa, depressão, fraqueza muscular, alteração do equilíbrio da coordenação motora, dores articulares e disfunção intestinal e da bexiga. Fonte: http://abem.org.br/esclerose/o-que-e-esclerose-multipla/ . #neurociencia  #neurologia  #esclerosemultipla  #langru  #medicina 
Neurônios sensoriais humanos, criados pela primeira vez em laboratório, respondem a substâncias químicas causadoras de irritações. Expectativa é que o método usado por pesquisadores brasileiros ajude em estudos sobre a dor crônica e diminua o uso de animais no desenvolvimento de analgésicos (imagem: Rodrigo Madeiro/INDOR)
#neurociencia #pesquisacientifica #neurologia #pesquisadoresbrasileiros
Neurônios sensoriais humanos, criados pela primeira vez em laboratório, respondem a substâncias químicas causadoras de irritações. Expectativa é que o método usado por pesquisadores brasileiros ajude em estudos sobre a dor crônica e diminua o uso de animais no desenvolvimento de analgésicos (imagem: Rodrigo Madeiro/INDOR) #neurociencia  #pesquisacientifica  #neurologia  #pesquisadoresbrasileiros 
A craniotomia pterional foi descrita por Yasargil em 1975e constitui um dos marcos iniciais do advento da microneurocirurgia. A sua exposição propicia em particular a exposição de todo o opérculo frontoparietal e viabiliza a abertura de toda a fissura silviana.
#neurociencia #neurocirurgia #langru #uni9 #med9gru #medicina
A craniotomia pterional foi descrita por Yasargil em 1975e constitui um dos marcos iniciais do advento da microneurocirurgia. A sua exposição propicia em particular a exposição de todo o opérculo frontoparietal e viabiliza a abertura de toda a fissura silviana. #neurociencia  #neurocirurgia  #langru  #uni9  #med9gru  #medicina 
Assinatura do Estatuto com a incrível professora Adriana
Assinatura do Estatuto com a incrível professora Adriana