an online Instagram web viewer
  • anaintowine
    Ana into Wine
    @anaintowine

Images by anaintowine

🍷Saldo de uma Black Friday produtiva!!🍷
@vinumday
.
[Black Friday balance!!]
.
#anaintowine #winelover #winelovers #winetasting #degustacao #vinho #wine #vin #vino #instawine #winestsgram #winetime #amovinho #lovewine #vinoterapia #winetherapy
🍾Clube do Vinho: Champagnes & Espumantes Brasileiros🥂
.
Aproveitando o clima de fim de ano, o último encontro do Clube do Vinho em 2018 teve borbulhas!🥂
.
A ideia? Comparar às cegas 😎 exemplares de Champagne🇫🇷 e Espumantes Brasileiros🇧🇷 top! A cada garrafa, os “degustadores oficiais”🤓 opinavam quanto à origem do vinho... apesar de termos uma especialista com muita quilolitragem em Champagne (ouvi @paolaenham?), não é que tivemos borbulhas brasucas se passando por francesas e vice-versa?🤔
.
E a noite começou com pegadinha: entre as garrafas, havia uma intrusa! Um Blanquette de Limoux abriu as degustações e foi unanimemente aclamada como Champagne! Só que não!😂 Para quem não conhece, o Blanquette é o vinho espumante mais antigo do mundo, produzido no Languedoc (sul da França), originalmente feito pelo método ancestral (precursor do método champenoise), embora hoje também se adote o método tradicional na região.
.
Voltando aos Champagnes e Espumantes que duelaram na noite, aí vai a super seleção, na ordem em que foi servida, e as reações que evocaram:
.
🍾Casa Valduga 130 Brut🇧🇷 - “Espumante, com certeza!”👍🏼
🍇Pinot Noir
🥂Vivino: 4,0
💸R$116
.
🍾Ruinart Champagne Brut🇫🇷 - “Champagne, com certeza!”👏🏼
🍇Chardonnay, Pinot Noir, Pinot Meunier
🥂4,2
💸€48
.
🍾Casa Valduga 130 Special Edition Blanc de Blanc - “Champagne de novo! Muito bom!”😳
🍇100% Chardonnay
🥂4,2
💸R$114,50
.
🍾Cave Geisse Blanc de Blanc Brut🇧🇷 - “Espumante, e bem gostoso!”👌🏼
🍇Chardonnay 🥂4,1
💸R$106
.
🍾Ruinart Champagne Blanc de Blanc Brut🇫🇷 - “Espumante, mas muito top!”🙈
🍇100% Chardonnay 🥂4,3
💸€60
.
🍾Moët & Chandon Champagne 2008 Grand Vintage Brut - “Wowww! Champagne, com certeza! Sensacional!! O melhor da noite!”🤩
🍇Chardonnay, Pinot Noir, Pinot Meunier
🥂4,1
💸€56
.
Santé/Saúde!🥂
.
#anaintowine #winelover #winelovers #winetasting #degustacao #vinho #wine #vin #vino #instawine #winestsgram #winetime #amovinho #lovewine #vinoterapia #winetherapy #anaintowinesparkling #anaintowinechampagne #anaintowinebrazil #anaintowinefrance #cavegeisse #casavalduga #ruinart #moetchandon
🍾Clube do Vinho: Champagnes & Espumantes Brasileiros🥂 . Aproveitando o clima de fim de ano, o último encontro do Clube do Vinho em 2018 teve borbulhas!🥂 . A ideia? Comparar às cegas 😎 exemplares de Champagne🇫🇷 e Espumantes Brasileiros🇧🇷 top! A cada garrafa, os “degustadores oficiais”🤓 opinavam quanto à origem do vinho... apesar de termos uma especialista com muita quilolitragem em Champagne (ouvi @paolaenham?), não é que tivemos borbulhas brasucas se passando por francesas e vice-versa?🤔 . E a noite começou com pegadinha: entre as garrafas, havia uma intrusa! Um Blanquette de Limoux abriu as degustações e foi unanimemente aclamada como Champagne! Só que não!😂 Para quem não conhece, o Blanquette é o vinho espumante mais antigo do mundo, produzido no Languedoc (sul da França), originalmente feito pelo método ancestral (precursor do método champenoise), embora hoje também se adote o método tradicional na região. . Voltando aos Champagnes e Espumantes que duelaram na noite, aí vai a super seleção, na ordem em que foi servida, e as reações que evocaram: . 🍾Casa Valduga 130 Brut🇧🇷 - “Espumante, com certeza!”👍🏼 🍇Pinot Noir 🥂Vivino: 4,0 💸R$116 . 🍾Ruinart Champagne Brut🇫🇷 - “Champagne, com certeza!”👏🏼 🍇Chardonnay, Pinot Noir, Pinot Meunier 🥂4,2 💸€48 . 🍾Casa Valduga 130 Special Edition Blanc de Blanc - “Champagne de novo! Muito bom!”😳 🍇100% Chardonnay 🥂4,2 💸R$114,50 . 🍾Cave Geisse Blanc de Blanc Brut🇧🇷 - “Espumante, e bem gostoso!”👌🏼 🍇Chardonnay 🥂4,1 💸R$106 . 🍾Ruinart Champagne Blanc de Blanc Brut🇫🇷 - “Espumante, mas muito top!”🙈 🍇100% Chardonnay 🥂4,3 💸€60 . 🍾Moët & Chandon Champagne 2008 Grand Vintage Brut - “Wowww! Champagne, com certeza! Sensacional!! O melhor da noite!”🤩 🍇Chardonnay, Pinot Noir, Pinot Meunier 🥂4,1 💸€56 . Santé/Saúde!🥂 . #anaintowine  #winelover  #winelovers  #winetasting  #degustacao  #vinho  #wine  #vin  #vino  #instawine  #winestsgram  #winetime  #amovinho  #lovewine  #vinoterapia  #winetherapy  #anaintowinesparkling  #anaintowinechampagne  #anaintowinebrazil  #anaintowinefrance  #cavegeisse  #casavalduga  #ruinart  #moetchandon 
🍇VINHO VERDE🇵🇹
.
Não era grande fã de Vinho Verde... até provar os deliciosos😋 Vila Nova (da @vinumday) e Soalheiro Alvarinho (ontem na @absrio.oficial), que foram beeem além do que o meu pré-conceito esperava: apenas um branquinho refrescante e sem muita expressão...🤷🏻‍♀️
.
Para começar, vamos desmistificar: Vinho Verde não é um vinho de cor verde (dúvida muito comum), e sim um vinho branco (a maioria), rosé ou mesmo tinto. Vinho de cor verde não existe, ok?😉
.
O nome identifica a região de origem desses vinhos, já que “Vinho Verde” é uma DOP do norte de Portugal, ora pois!🇵🇹👨🏻
.
Há várias teorias sobre a origem do nome - a paisagem da região é muito verde? As uvas são colhidas ainda verdes? São vinhos para beber jovens, e não “maduros”? E segue a criatividade...😂 -, mas pouco importa!
.
O fato é que a característica geral dos Vinhos Verdes brancos é seu frescor, devido à alta acidez (fazendo a boca🤤salivar a cada gole!), e alguns apresentam certa efervescência (“agulha”), embora os produtores hoje tendam a evitá-la. São vinhos leves, pouco alcoólicos, com aromas frutados e florais, perfeitos como aperitivo ou harmonizando com peixes e frutos do mar.
Quanto aos tintos, o destaque fica por conta dos taninos potentes.
.
A DOP permite várias 🍇:
👉🏻Alvarinho reina absoluta entre os brancos, ao lado de Arinto, Loureiro, Avesso...
👉🏻Vinhão, Borraçal e Espadeiro (entre outras) para os tintos.
.
E é essa variedade de castas que rende Vinhos Verdes desde os mais levinhos e descomplicados, até os mais complexos e elegantes. Minha sugestão? Aposte na Alvarinho!🤩
.
#anaintowine #winelover #winelovers #winetasting #degustacao #vinho #wine #vin #vino #instawine #winestsgram #winetime #amovinho #lovewine #vinoterapia #winetherapy #vinhoverde #anaintowineportugal
🍇VINHO VERDE🇵🇹 . Não era grande fã de Vinho Verde... até provar os deliciosos😋 Vila Nova (da @vinumday) e Soalheiro Alvarinho (ontem na @absrio.oficial), que foram beeem além do que o meu pré-conceito esperava: apenas um branquinho refrescante e sem muita expressão...🤷🏻‍♀️ . Para começar, vamos desmistificar: Vinho Verde não é um vinho de cor verde (dúvida muito comum), e sim um vinho branco (a maioria), rosé ou mesmo tinto. Vinho de cor verde não existe, ok?😉 . O nome identifica a região de origem desses vinhos, já que “Vinho Verde” é uma DOP do norte de Portugal, ora pois!🇵🇹👨🏻 . Há várias teorias sobre a origem do nome - a paisagem da região é muito verde? As uvas são colhidas ainda verdes? São vinhos para beber jovens, e não “maduros”? E segue a criatividade...😂 -, mas pouco importa! . O fato é que a característica geral dos Vinhos Verdes brancos é seu frescor, devido à alta acidez (fazendo a boca🤤salivar a cada gole!), e alguns apresentam certa efervescência (“agulha”), embora os produtores hoje tendam a evitá-la. São vinhos leves, pouco alcoólicos, com aromas frutados e florais, perfeitos como aperitivo ou harmonizando com peixes e frutos do mar. Quanto aos tintos, o destaque fica por conta dos taninos potentes. . A DOP permite várias 🍇: 👉🏻Alvarinho reina absoluta entre os brancos, ao lado de Arinto, Loureiro, Avesso... 👉🏻Vinhão, Borraçal e Espadeiro (entre outras) para os tintos. . E é essa variedade de castas que rende Vinhos Verdes desde os mais levinhos e descomplicados, até os mais complexos e elegantes. Minha sugestão? Aposte na Alvarinho!🤩 . #anaintowine  #winelover  #winelovers  #winetasting  #degustacao  #vinho  #wine  #vin  #vino  #instawine  #winestsgram  #winetime  #amovinho  #lovewine  #vinoterapia  #winetherapy  #vinhoverde  #anaintowineportugal 
Essas fotos descrevem bem o clima deste ano, cercado de amigos❤️, gargalhadas 😂, e bons vinhos🍷! As amizades se fortaleceram, novos amigos se agregaram, e esse é o saldo de 2018, que não medimos em garafas (e olha que foram muitas... rs), mas em momentos inesquecíveis!! Mal posso esperar por 2019!!
Essas fotos descrevem bem o clima deste ano, cercado de amigos❤️, gargalhadas 😂, e bons vinhos🍷! As amizades se fortaleceram, novos amigos se agregaram, e esse é o saldo de 2018, que não medimos em garafas (e olha que foram muitas... rs), mas em momentos inesquecíveis!! Mal posso esperar por 2019!!
A melhor coisa sobre o vinho? Reunir os AMIGOS! 🍷🥂
.
Noite passada, sem programação prévia (e depois de sair de um workshop de Champagne 🙈), juntamos uma garrafa daqui, outras dali, e não é que saiu uma despretensiosa (mas deliciosa) degustação de Chardonnay? França🇫🇷, Argentina🇦🇷 e Chile🇨🇱 marcaram presença. Excelente comparação de terroirs e “colocação de papo em dia”! Bom fim de semana a todos!!☀️🥂😘
.
🇫🇷Les Argelières Chardonnay Grande Cuvée 2015, par Marilyn Lasserre
🇦🇷Pulenta Estate Chardonnay VIII, 2017, Mendoza
🇨🇱Leyda Single Vineyard Falaris Hill Chardonnay 2016, Valle de Leyda
.
#anaintowine #winelover #winelovers #winetasting #degustacao #vinho #wine #vin #vino #instawine #winestsgram #winetime #amovinho #lovewine #vinoterapia #winetherapy #chardonnay #leyda #lesargelieres #pulentaestate #fatwineclub
A melhor coisa sobre o vinho? Reunir os AMIGOS! 🍷🥂 . Noite passada, sem programação prévia (e depois de sair de um workshop de Champagne 🙈), juntamos uma garrafa daqui, outras dali, e não é que saiu uma despretensiosa (mas deliciosa) degustação de Chardonnay? França🇫🇷, Argentina🇦🇷 e Chile🇨🇱 marcaram presença. Excelente comparação de terroirs e “colocação de papo em dia”! Bom fim de semana a todos!!☀️🥂😘 . 🇫🇷Les Argelières Chardonnay Grande Cuvée 2015, par Marilyn Lasserre 🇦🇷Pulenta Estate Chardonnay VIII, 2017, Mendoza 🇨🇱Leyda Single Vineyard Falaris Hill Chardonnay 2016, Valle de Leyda . #anaintowine  #winelover  #winelovers  #winetasting  #degustacao  #vinho  #wine  #vin  #vino  #instawine  #winestsgram  #winetime  #amovinho  #lovewine  #vinoterapia  #winetherapy  #chardonnay  #leyda  #lesargelieres  #pulentaestate  #fatwineclub 
🍾Destino: CHAMPAGNE🥂
.
Concluindo nossa semana do Champagne, um resumão para quem pretende turistar✈️ na região:
.
A aproximadamente 150km a leste de Paris (acessível por trem, ônibus ou carro), Reims (capital) e Épernay são as principais cidades da região da Champagne, e onde estão as grandes Maisons para visitar. Optei por ficar em Reims, que além do vinho (e muitas lojas de 🍾) ainda tem outras importantes atrações, como a belíssima Catedral gótica aí das fotos👆🏼, onde os reis da França eram coroados👑.
.
De Reims a Épernay é um bate-volta de 30km🚙, e vale a pena almoçar na última (sugiro o restaurante Chez Max, francesão da maior qualidade👌🏼 e preço justo!)
.
Além das casas que postei nos últimos dias, já tinha visitado a Mumm em 2013 (pena que não achei as fotos😕), e igualmente recomendo a visita. Quem quiser ver mais fotos das Maisons, dá uma olhada no arquivo de stories “Champagne”.👆🏼
.
E para deixar vocês com água na boca🤤 e vontade de já sair planejando a viagem ou a lista de compras, segue uma “colinha” de grandes Maisons⭐️ (e respectivos rótulos premium):
.
👉🏻Ruinart (Dom Ruinart)
👉🏻Moët & Chandon (Dom Pérignon)
👉🏻Veuve Clicquot (La Grande Dame)
👉🏻Taittinger (Comtes de Champagne)
👉🏻Pommery (Cuvée Louise)
👉🏻G.H.Mumm (Cordon Rouge Collection du Chef de Caves)
👉🏻Louis Roederer (Cristal)
👉🏻Laurent-Perrier (Grand Siècle)
👉🏻Perrier-Jouët (Belle Epoque)
👉🏻Krug (Clos du Mesnil, Clos D’Ambonnay)
👉🏻Bollinger (R.D.)
👉🏻Pol Roger (Sir Winston Churchill)
.
Algumas estão bem preparadas para o enoturismo e as visitas são agendadas e pagas diretamente nos sites👌🏼. Outras são mais exclusivas e as visitas requerem certo poder de persuasão por email ou telefone!🤷🏻‍♀️
.
Último detalhe: quem for de carro🚗, saiba que o trânsito para sair e entrar em Paris é o “ó”😣! Então, no seu planejamento dobre o tempo de trajeto indicado no GPS, para não correr o risco de perder a hora de algum compromisso!😉
.
#anaintowine #winelover #winelovers #winetasting #degustacao #vinho #wine #vin #vino #instawine #winestsgram #winetime #amovinho #lovewine #vinoterapia #winetherapy #anaintowinechampagne #anaintowinefrance #champagne #reims #lovechampagne
🍾Destino: CHAMPAGNE🥂 . Concluindo nossa semana do Champagne, um resumão para quem pretende turistar✈️ na região: . A aproximadamente 150km a leste de Paris (acessível por trem, ônibus ou carro), Reims (capital) e Épernay são as principais cidades da região da Champagne, e onde estão as grandes Maisons para visitar. Optei por ficar em Reims, que além do vinho (e muitas lojas de 🍾) ainda tem outras importantes atrações, como a belíssima Catedral gótica aí das fotos👆🏼, onde os reis da França eram coroados👑. . De Reims a Épernay é um bate-volta de 30km🚙, e vale a pena almoçar na última (sugiro o restaurante Chez Max, francesão da maior qualidade👌🏼 e preço justo!) . Além das casas que postei nos últimos dias, já tinha visitado a Mumm em 2013 (pena que não achei as fotos😕), e igualmente recomendo a visita. Quem quiser ver mais fotos das Maisons, dá uma olhada no arquivo de stories “Champagne”.👆🏼 . E para deixar vocês com água na boca🤤 e vontade de já sair planejando a viagem ou a lista de compras, segue uma “colinha” de grandes Maisons⭐️ (e respectivos rótulos premium): . 👉🏻Ruinart (Dom Ruinart) 👉🏻Moët & Chandon (Dom Pérignon) 👉🏻Veuve Clicquot (La Grande Dame) 👉🏻Taittinger (Comtes de Champagne) 👉🏻Pommery (Cuvée Louise) 👉🏻G.H.Mumm (Cordon Rouge Collection du Chef de Caves) 👉🏻Louis Roederer (Cristal) 👉🏻Laurent-Perrier (Grand Siècle) 👉🏻Perrier-Jouët (Belle Epoque) 👉🏻Krug (Clos du Mesnil, Clos D’Ambonnay) 👉🏻Bollinger (R.D.) 👉🏻Pol Roger (Sir Winston Churchill) . Algumas estão bem preparadas para o enoturismo e as visitas são agendadas e pagas diretamente nos sites👌🏼. Outras são mais exclusivas e as visitas requerem certo poder de persuasão por email ou telefone!🤷🏻‍♀️ . Último detalhe: quem for de carro🚗, saiba que o trânsito para sair e entrar em Paris é o “ó”😣! Então, no seu planejamento dobre o tempo de trajeto indicado no GPS, para não correr o risco de perder a hora de algum compromisso!😉 . #anaintowine  #winelover  #winelovers  #winetasting  #degustacao  #vinho  #wine  #vin  #vino  #instawine  #winestsgram  #winetime  #amovinho  #lovewine  #vinoterapia  #winetherapy  #anaintowinechampagne  #anaintowinefrance  #champagne  #reims  #lovechampagne 
🍾Dica de Leitura📚: A VIÚVA CLICQUOT🥂
.
Já que falamos nela ontem, para quem quiser saber mais da história da Grande Dama da Champagne, suas origens familiares (adiantei que ela era neta de uma Ruinart, né 😉), os desafios e preconceitos que enfrentou ao ficar viúva e assumir, aos 27 anos, os negócios do marido, a parceria com a família fundadora da Taittinger, a disputa com Jean-Remy Moët para ter o melhor Champagne e conquistar os mercados internacionais, o contraste entre o pulso firme nos negócios e o lado matriarca que mimava a família... está tudo no livro “A Viúva Clicquot”, de Tilar J. Mazzeo.
.
Mais que traçar a biografia de uma mulher à frente de seu tempo, que com determinação, criatividade e ousadia, ergueu um império, o livro traz o importante panorama histórico que levou muitas Maisons de Champagne a sucumbirem e outras poucas a triunfarem, construindo e consolidando a indústria do vinho espumante🍾 mais famoso do mundo, símbolo absoluto de luxo e prestígio! Santé🥂
.
#anaintowine #winelover #winelovers #winetasting #degustacao #vinho #wine #vin #vino #instawine #winestsgram #winetime #amovinho #lovewine #vinoterapia #winetherapy #anaintowinechampagne #anaintowinefrance #champagne #veuveclicquot #veuveclicquotponsardin #lovechampagne
🍾Dica de Leitura📚: A VIÚVA CLICQUOT🥂 . Já que falamos nela ontem, para quem quiser saber mais da história da Grande Dama da Champagne, suas origens familiares (adiantei que ela era neta de uma Ruinart, né 😉), os desafios e preconceitos que enfrentou ao ficar viúva e assumir, aos 27 anos, os negócios do marido, a parceria com a família fundadora da Taittinger, a disputa com Jean-Remy Moët para ter o melhor Champagne e conquistar os mercados internacionais, o contraste entre o pulso firme nos negócios e o lado matriarca que mimava a família... está tudo no livro “A Viúva Clicquot”, de Tilar J. Mazzeo. . Mais que traçar a biografia de uma mulher à frente de seu tempo, que com determinação, criatividade e ousadia, ergueu um império, o livro traz o importante panorama histórico que levou muitas Maisons de Champagne a sucumbirem e outras poucas a triunfarem, construindo e consolidando a indústria do vinho espumante🍾 mais famoso do mundo, símbolo absoluto de luxo e prestígio! Santé🥂 . #anaintowine  #winelover  #winelovers  #winetasting  #degustacao  #vinho  #wine  #vin  #vino  #instawine  #winestsgram  #winetime  #amovinho  #lovewine  #vinoterapia  #winetherapy  #anaintowinechampagne  #anaintowinefrance  #champagne  #veuveclicquot  #veuveclicquotponsardin  #lovechampagne 
🍾VEUVE CLICQUOT🥂
.
Se a Champagne é região de mulheres fortes que assumiram e triunfaram✨ nos negócios das famílias, certamente o nome mais conhecido desse seleto rol é o da Viúva Clicquot.
.
A Maison foi fundada em 1772, por Philippe Clicquot, que logo transferiu seu comando para o filho, François, ao lado de sua jovem esposa, Barbe-Nicole Ponsardin Clicquot. Em 1805, aos 27 anos, viúva e com uma filha pequena, Madame Clicquot assumiu a direção da vinícola, com o apoio (um tanto quanto desconfiado🤔) do sogro. Com sua determinação, criatividade e ousadia, que lhe renderam o apelido de “a Grande Dama” da Champagne (que batiza o rótulo premium da casa), Madame Clicquot transformou a pequena Maison em um império!🤑
.
Só para citar alguns dos feitos de Madame Clicquot:
👉🏻1810: criou o primeiro Champagne safrado (vintage) da história;
👉🏻1814: foi a primeira produtora de Champagne a lançar mão de estratagemas e furar o embargo comercial da Europa em tempos de guerra, fazendo seu vinho chegar à Rússia;
👉🏻1816: inventou a mesa de remuage (processo até hoje utilizado para retirar as leveduras de dentro das garrafas, proporcionando um vinho cristalino🥂);
👉🏻1818: criou o primeiro Champagne de rosé d’assemblage (mistura de vinhos tintos com brancos).
.
Como se não bastasse, sua história ainda está intimamente ligada à de outras duas grandes⭐️ Maisons: sua avó era da família Ruinart (fundadora da primeira casa de Champagne) e seu primeiro sócio foi Alexandre Fourneaux (neto do fundador da atual Taittinger).
.
Para finalizar, dados atuais da Maison:
.
👉🏻Pinot Noir é a 🍇 dominante no estilo Veuve (cerca de 50% PN, 30% Chardonnay e 20% Pinot Meunier);
👉🏻400 hectares de vinhas;
👉🏻25km caves, 40 milhões de garrafas nas caves;
👉🏻as galerias das caves têm nomes de trabalhadores que atuaram na empresa por mais de 40 anos;
👉🏻só 1% da remuage é feito manualmente;
👉🏻períodos de envelhecimento superiores à legislação:
- 30 meses para o tradicional rótulo amarelo (não safrado);
- 5 a 7 anos para os safrados (vintage);
- 7 a 10 anos para o “La Grande Dame” (rótulo premium, só uvas Grand Cru).
.
Info & visitas: www.veuveclicquot.com
@veuveclicquot
.
#lovechampagne #anaintowinedestination
🍾VEUVE CLICQUOT🥂 . Se a Champagne é região de mulheres fortes que assumiram e triunfaram✨ nos negócios das famílias, certamente o nome mais conhecido desse seleto rol é o da Viúva Clicquot. . A Maison foi fundada em 1772, por Philippe Clicquot, que logo transferiu seu comando para o filho, François, ao lado de sua jovem esposa, Barbe-Nicole Ponsardin Clicquot. Em 1805, aos 27 anos, viúva e com uma filha pequena, Madame Clicquot assumiu a direção da vinícola, com o apoio (um tanto quanto desconfiado🤔) do sogro. Com sua determinação, criatividade e ousadia, que lhe renderam o apelido de “a Grande Dama” da Champagne (que batiza o rótulo premium da casa), Madame Clicquot transformou a pequena Maison em um império!🤑 . Só para citar alguns dos feitos de Madame Clicquot: 👉🏻1810: criou o primeiro Champagne safrado (vintage) da história; 👉🏻1814: foi a primeira produtora de Champagne a lançar mão de estratagemas e furar o embargo comercial da Europa em tempos de guerra, fazendo seu vinho chegar à Rússia; 👉🏻1816: inventou a mesa de remuage (processo até hoje utilizado para retirar as leveduras de dentro das garrafas, proporcionando um vinho cristalino🥂); 👉🏻1818: criou o primeiro Champagne de rosé d’assemblage (mistura de vinhos tintos com brancos). . Como se não bastasse, sua história ainda está intimamente ligada à de outras duas grandes⭐️ Maisons: sua avó era da família Ruinart (fundadora da primeira casa de Champagne) e seu primeiro sócio foi Alexandre Fourneaux (neto do fundador da atual Taittinger). . Para finalizar, dados atuais da Maison: . 👉🏻Pinot Noir é a 🍇 dominante no estilo Veuve (cerca de 50% PN, 30% Chardonnay e 20% Pinot Meunier); 👉🏻400 hectares de vinhas; 👉🏻25km caves, 40 milhões de garrafas nas caves; 👉🏻as galerias das caves têm nomes de trabalhadores que atuaram na empresa por mais de 40 anos; 👉🏻só 1% da remuage é feito manualmente; 👉🏻períodos de envelhecimento superiores à legislação: - 30 meses para o tradicional rótulo amarelo (não safrado); - 5 a 7 anos para os safrados (vintage); - 7 a 10 anos para o “La Grande Dame” (rótulo premium, só uvas Grand Cru). . Info & visitas: www.veuveclicquot.com @veuveclicquot . #lovechampagne  #anaintowinedestination 
🍾MOËT & CHANDON🥂
.
Primeira Maison de Champagne estabelecida em Épernay (junto com Reims, as principais cidades da região vitivinícola), a Moët & Chandon foi fundada em 1743, por Claude Moët, alcançando imenso sucesso✨ pouco tempo depois, sob a gestão de seu neto, Jean-Remy Moët.
.
As conexões de Jean-Remy com a nata da sociedade🌟 do séc.XVIII são lendárias! Diz-se, p.ex., que Madame de Pompadour (amante do Rei Louis XV🤴🏻) era grande apreciadora do Champagne da Moët, e assim a marca teria se tornado a provedora oficial da corte francesa. Ela teria dito a célebre frase “Champagne é o único vinho do mundo que torna toda mulher bonita”.
.
Napoleão era outro amigo próximo, tendo visitado a sede em Épernay várias vezes e condecorado Jean-Remy com a Medalha da Legião de Honra🎖, alta honraria da França. O rótulo Moët Imperial (carro-chefe da casa), aliás, foi batizado em homenagem ao Imperador. Reza a lenda, ainda, que a tradição da sabragem para abrir as garrafas foi ideia de Napoleão e suas tropas, comemorando vitórias com garrafas de Moët.
.
Em 1832 foi acrescido o Chandon, sobrenome do genro de Jean-Remy (Pierre-Gabriel), que assumiu a direção dos negócios ao lado de Victor (filho de JR), com grande êxito.
.
Os dias de glamour não ficaram para trás... hoje a Maison pertence ao grupo LVMH (maior conglomerado de produtos de luxo do mundo), é a fornecedor oficial de Champagne à Rainha Elizabeth II👑, e seu atual embaixador é ninguém menos que o top tenista🎾 Roger Federer! Sem falar que a cada segundo uma garrafa de Moët é aberta no mundo!
.
Sempre lançando moda, foi a Moët que começou com a cascata de Champagne na pirâmide de taças🥂, além de ter criado o primeiro Champagne especialmente feito para ser bebido com gelo, o Moët Ice Imperial. Para não deixar de sair na frente em nada, em 1962 foi a primeira produtora listada na Bolsa de Valores da França.
.
Seu rótulo premium, o Dom Pérignon, homenageia o monge beneditino que é dito o “pai do Champagne”.
.
Para finalizar, alguns fatos da Maison no comentário seguinte (não teve jeito, é história demais para caber num post só...🤷🏻‍♀️).
.
Info e visitas: www.moet.com
@moetchandon
.
#anaintowinedestination #lovechampagne
🍾MOËT & CHANDON🥂 . Primeira Maison de Champagne estabelecida em Épernay (junto com Reims, as principais cidades da região vitivinícola), a Moët & Chandon foi fundada em 1743, por Claude Moët, alcançando imenso sucesso✨ pouco tempo depois, sob a gestão de seu neto, Jean-Remy Moët. . As conexões de Jean-Remy com a nata da sociedade🌟 do séc.XVIII são lendárias! Diz-se, p.ex., que Madame de Pompadour (amante do Rei Louis XV🤴🏻) era grande apreciadora do Champagne da Moët, e assim a marca teria se tornado a provedora oficial da corte francesa. Ela teria dito a célebre frase “Champagne é o único vinho do mundo que torna toda mulher bonita”. . Napoleão era outro amigo próximo, tendo visitado a sede em Épernay várias vezes e condecorado Jean-Remy com a Medalha da Legião de Honra🎖, alta honraria da França. O rótulo Moët Imperial (carro-chefe da casa), aliás, foi batizado em homenagem ao Imperador. Reza a lenda, ainda, que a tradição da sabragem para abrir as garrafas foi ideia de Napoleão e suas tropas, comemorando vitórias com garrafas de Moët. . Em 1832 foi acrescido o Chandon, sobrenome do genro de Jean-Remy (Pierre-Gabriel), que assumiu a direção dos negócios ao lado de Victor (filho de JR), com grande êxito. . Os dias de glamour não ficaram para trás... hoje a Maison pertence ao grupo LVMH (maior conglomerado de produtos de luxo do mundo), é a fornecedor oficial de Champagne à Rainha Elizabeth II👑, e seu atual embaixador é ninguém menos que o top tenista🎾 Roger Federer! Sem falar que a cada segundo uma garrafa de Moët é aberta no mundo! . Sempre lançando moda, foi a Moët que começou com a cascata de Champagne na pirâmide de taças🥂, além de ter criado o primeiro Champagne especialmente feito para ser bebido com gelo, o Moët Ice Imperial. Para não deixar de sair na frente em nada, em 1962 foi a primeira produtora listada na Bolsa de Valores da França. . Seu rótulo premium, o Dom Pérignon, homenageia o monge beneditino que é dito o “pai do Champagne”. . Para finalizar, alguns fatos da Maison no comentário seguinte (não teve jeito, é história demais para caber num post só...🤷🏻‍♀️). . Info e visitas: www.moet.com @moetchandon . #anaintowinedestination  #lovechampagne 
🍾POMMERY🥂
.
A Champagne é terra de viúvas famosas, mulheres à frente de seu tempo, que ousaram assumir os negócios da família na ausência dos maridos e triunfaram num campo antes dominado pelos homens, transformando pequenas vinícolas familiares em grandes Maisons de sucesso internacional🌎.
.
Foi o caso de Madame Louise Pommery, que se viu viúva (com um filho adolescente e uma bebê de meses) e à frente dos negócios em 1858, apenas um ano após seu marido, Alexandre Pommery, ter fundado a Maison (em 1857).
.
Madame Pommery não apenas levou sua Maison ao hall das grandes marcas🤩, como teve papel fundamental para toda a indústria do Champagne. Para agradar seus consumidores ingleses, criou o primeiro Champagne brut🍾, em 1874 (o Pommery Nature), que passou a ditar o estilo das outras casas (até então, os vinhos tinham muito açúcar e álcool).
.
Também foi pioneira ao oferecer planos de saúde e aposentadoria para seus funcionários, e grande patrona das artes🖼.
.
Suas caves subterrâneas, acessíveis por uma escadaria de 116 degraus (prepare o fôlego!😬), são decoradas por espetaculares painéis esculpidos em baixo relevo (de 1882) e recebem exposições de arte contemporânea. E, por tradição, as galerias das caves recebem o nome de grandes cidades do mundo onde os Champagnes da Maison são comercializados.
.
Para finalizar, alguns fatos e dados:
.
👉🏻255 hectares de vinhedos🍇 próprios;
👉🏻18km de caves, com 20 milhões de garrafas;
👉🏻produção anual de 5 milhões de garrafas;
👉🏻períodos de envelhecimento superiores à exigência da legislação:
- 3 anos para os não safrados (non-millesimés);
- 7 anos para os safrados (millesimés);
- 12 anos para o Cuvée Louise (premium da casa, exclusivamente Chardonnay de vinhedos Grand Cru).
.
A visita termina com degustação🥂 de alguns rótulos da Maison, no winebar instalado em meio a obras de arte do acervo da casa. Bela experiência!👌🏼
.
Info e visitas: http://www.champagnepommery.com/
@champagnepommery
.
#anaintowine #anaintowinechampagne #anaintowinefrance #pommery #champagnepommery #champagne #lovechampagne #anaintowinedestination #winetourist
🍾POMMERY🥂 . A Champagne é terra de viúvas famosas, mulheres à frente de seu tempo, que ousaram assumir os negócios da família na ausência dos maridos e triunfaram num campo antes dominado pelos homens, transformando pequenas vinícolas familiares em grandes Maisons de sucesso internacional🌎. . Foi o caso de Madame Louise Pommery, que se viu viúva (com um filho adolescente e uma bebê de meses) e à frente dos negócios em 1858, apenas um ano após seu marido, Alexandre Pommery, ter fundado a Maison (em 1857). . Madame Pommery não apenas levou sua Maison ao hall das grandes marcas🤩, como teve papel fundamental para toda a indústria do Champagne. Para agradar seus consumidores ingleses, criou o primeiro Champagne brut🍾, em 1874 (o Pommery Nature), que passou a ditar o estilo das outras casas (até então, os vinhos tinham muito açúcar e álcool). . Também foi pioneira ao oferecer planos de saúde e aposentadoria para seus funcionários, e grande patrona das artes🖼. . Suas caves subterrâneas, acessíveis por uma escadaria de 116 degraus (prepare o fôlego!😬), são decoradas por espetaculares painéis esculpidos em baixo relevo (de 1882) e recebem exposições de arte contemporânea. E, por tradição, as galerias das caves recebem o nome de grandes cidades do mundo onde os Champagnes da Maison são comercializados. . Para finalizar, alguns fatos e dados: . 👉🏻255 hectares de vinhedos🍇 próprios; 👉🏻18km de caves, com 20 milhões de garrafas; 👉🏻produção anual de 5 milhões de garrafas; 👉🏻períodos de envelhecimento superiores à exigência da legislação: - 3 anos para os não safrados (non-millesimés); - 7 anos para os safrados (millesimés); - 12 anos para o Cuvée Louise (premium da casa, exclusivamente Chardonnay de vinhedos Grand Cru). . A visita termina com degustação🥂 de alguns rótulos da Maison, no winebar instalado em meio a obras de arte do acervo da casa. Bela experiência!👌🏼 . Info e visitas: http://www.champagnepommery.com/ @champagnepommery . #anaintowine  #anaintowinechampagne  #anaintowinefrance  #pommery  #champagnepommery  #champagne  #lovechampagne  #anaintowinedestination  #winetourist 
🍾TAITTINGER🥂
.
Embora tenha sido estabelecida como Champagne Taittinger em 1932, esta Maison não é uma novata no hall das grandes casas. O rótulo dos vinhos dá a dica: “Ancienne Maison Fourneaux Forest fondée en 1734”.
.
A Maison foi fundada em 1734, pelo avô de Alexandre Fourneaux, que veio a ser o primeiro sócio da Viúva Clicquot (quem diria?🤔) e deixou os negócios da Grande Dame para se dedicar à vinícola da família. Fato é que, apesar da qualidade de seu vinho, a casa só ganhou mesmo os holofotes✨ a partir da aquisição por Pierre Taittinger, em 1932, sendo renomeada.
.
A Taittinger é uma das Maisons de Champagne com maior difusão internacional🌎, não apenas pelos excelentes vinhos, mas também pela estratégia de marketing acertada👌🏼. Das edições especiais da Taittinger Collection (garrafas desenhadas por artistas renomados) à escolha como o Champagne oficial da Copa do Mundo da Rússia 2018⚽️, é uma boa jogada atrás de outra!
.
A verve mais comercial se reflete na visita à sede, em Reims, que começa com um videozinho🎞 bem pop, e depois o grupo (grande, viu!) segue para as caves subterrâneas e salão de degustação🥂, conduzido por guias estilo capa de revista (a nossa era a cara da Letícia Birkheuer). Eis os destaques da visita:
.
👉🏻são 290 hectares de vinhas;
👉🏻a 🍇 mais utilizada é a Chardonnay;
👉🏻4km de caves em Reims, com 2 milhões de garrafas, e caves em outras vilas, com cerca de 24 milhões de garrafas;
👉🏻na cave principal, toda a remuage (processo para soltar as borras de leveduras da lateral da garrafa) é feita manualmente. Já nas outras caves o trabalho é mecanizado, com gyropalettes;
👉🏻rótulos safrados (millesimés) são lançados só 2 a 3 vezes por década, e apenas de 🍇 dos vinhedos Grand Cru;
👉🏻períodos de envelhecimento maiores que o exigido pela legislação:
- 3 anos para os não safrados;
- 5 anos para os safrados (millesimés);
- 10 anos para o Comtes de Champagne (rótulo premium, Blanc de Blancs, em que 5% do blend passa 4 meses em barricas de carvalho);
👉🏻a cada 10.000 garrafas, 1 explode durante a produção; e
👉🏻a garrafa mais antiga na cave é de 1966.
.
Info e visitas: http://www.taittinger.com
@champagnetaittinger
.
#anaintowinedestination
🍾TAITTINGER🥂 . Embora tenha sido estabelecida como Champagne Taittinger em 1932, esta Maison não é uma novata no hall das grandes casas. O rótulo dos vinhos dá a dica: “Ancienne Maison Fourneaux Forest fondée en 1734”. . A Maison foi fundada em 1734, pelo avô de Alexandre Fourneaux, que veio a ser o primeiro sócio da Viúva Clicquot (quem diria?🤔) e deixou os negócios da Grande Dame para se dedicar à vinícola da família. Fato é que, apesar da qualidade de seu vinho, a casa só ganhou mesmo os holofotes✨ a partir da aquisição por Pierre Taittinger, em 1932, sendo renomeada. . A Taittinger é uma das Maisons de Champagne com maior difusão internacional🌎, não apenas pelos excelentes vinhos, mas também pela estratégia de marketing acertada👌🏼. Das edições especiais da Taittinger Collection (garrafas desenhadas por artistas renomados) à escolha como o Champagne oficial da Copa do Mundo da Rússia 2018⚽️, é uma boa jogada atrás de outra! . A verve mais comercial se reflete na visita à sede, em Reims, que começa com um videozinho🎞 bem pop, e depois o grupo (grande, viu!) segue para as caves subterrâneas e salão de degustação🥂, conduzido por guias estilo capa de revista (a nossa era a cara da Letícia Birkheuer). Eis os destaques da visita: . 👉🏻são 290 hectares de vinhas; 👉🏻a 🍇 mais utilizada é a Chardonnay; 👉🏻4km de caves em Reims, com 2 milhões de garrafas, e caves em outras vilas, com cerca de 24 milhões de garrafas; 👉🏻na cave principal, toda a remuage (processo para soltar as borras de leveduras da lateral da garrafa) é feita manualmente. Já nas outras caves o trabalho é mecanizado, com gyropalettes; 👉🏻rótulos safrados (millesimés) são lançados só 2 a 3 vezes por década, e apenas de 🍇 dos vinhedos Grand Cru; 👉🏻períodos de envelhecimento maiores que o exigido pela legislação: - 3 anos para os não safrados; - 5 anos para os safrados (millesimés); - 10 anos para o Comtes de Champagne (rótulo premium, Blanc de Blancs, em que 5% do blend passa 4 meses em barricas de carvalho); 👉🏻a cada 10.000 garrafas, 1 explode durante a produção; e 👉🏻a garrafa mais antiga na cave é de 1966. . Info e visitas: http://www.taittinger.com @champagnetaittinger . #anaintowinedestination 
🍾MAISON RUINART🥂
.
Se é para falar de Champagne, comecemos pelo começo! Primeira casa produtora de Champagne, a Maison Ruinart foi estabelecida na cidade de Reims em 1729, por Nicolas Ruinart, e desde então vem sendo conduzida pela família.
.
A belíssima sede🤩, onde estão a linha de produção e as caves subterrâneas, foi reconstruída sob a gestão de Charlotte Ruinart, após o prédio original ter sido bombardeado na 1a Guerra Mundial.
.
A Ruinart é não apenas umas das melhores Maisons de champagne (a minha queridinha!❤️), como também é grande patrona das artes, contando com interessante acervo de arte contemporânea e, ainda, o primeiro quadro que retratou o consumo de Champagne (pintado para o Rei da França, em 1735).
.
Voltando aos vinhos, a Ruinart busca manter o frescor de aromas em seus rótulos🍐🍑🍋. Por isso a Maison tem predileção pela Chardonnay, que entra em todos os seus vinhos, e ainda produz o delicioso Blanc de Blancs.
.
Na produção, menos de 2% do trabalho é feito manualmente, e a mecanização pode ser vista durante a visita. A Maison possui 8km de caves em Reims, em 3 níveis, e envelhece seus vinhos por mais tempo que o exigido pela legislação:
👉🏻2,5 anos para os não safrados;
👉🏻5 anos para os safrados (millesimé); e
👉🏻de 10 a 12 anos para o Dom Ruinart, safrado 🔝 de gama da casa.
.
As visitas à Maison são em grupos pequenos e conduzidas por guias experientes (nada de videozinhos comerciais)! Nossa guia, a simpática Catherine, nos levou pela história da casa, seu acervo artístico, a linha de produção e as caves, concluindo com excelente degustação do Blanc de Blancs e o Dom Ruinart 2006 (meu Champagne preferido da vida!!😍). Imperdível!!
.
Info e visitas: www.ruinart.com
@ruinart
.
#anaintowine #anaintowinechampagne #anaintowinefrance #ruinart #maisonruinart #champagne  #winelover #winelovers #winetasting #degustacao #vinho #wine #vin #vino #instawine #winestsgram #winetime #amovinho #lovewine #vinoterapia #winetherapy #winetourist #anaintowinedestination #lovechampagne
🍾MAISON RUINART🥂 . Se é para falar de Champagne, comecemos pelo começo! Primeira casa produtora de Champagne, a Maison Ruinart foi estabelecida na cidade de Reims em 1729, por Nicolas Ruinart, e desde então vem sendo conduzida pela família. . A belíssima sede🤩, onde estão a linha de produção e as caves subterrâneas, foi reconstruída sob a gestão de Charlotte Ruinart, após o prédio original ter sido bombardeado na 1a Guerra Mundial. . A Ruinart é não apenas umas das melhores Maisons de champagne (a minha queridinha!❤️), como também é grande patrona das artes, contando com interessante acervo de arte contemporânea e, ainda, o primeiro quadro que retratou o consumo de Champagne (pintado para o Rei da França, em 1735). . Voltando aos vinhos, a Ruinart busca manter o frescor de aromas em seus rótulos🍐🍑🍋. Por isso a Maison tem predileção pela Chardonnay, que entra em todos os seus vinhos, e ainda produz o delicioso Blanc de Blancs. . Na produção, menos de 2% do trabalho é feito manualmente, e a mecanização pode ser vista durante a visita. A Maison possui 8km de caves em Reims, em 3 níveis, e envelhece seus vinhos por mais tempo que o exigido pela legislação: 👉🏻2,5 anos para os não safrados; 👉🏻5 anos para os safrados (millesimé); e 👉🏻de 10 a 12 anos para o Dom Ruinart, safrado 🔝 de gama da casa. . As visitas à Maison são em grupos pequenos e conduzidas por guias experientes (nada de videozinhos comerciais)! Nossa guia, a simpática Catherine, nos levou pela história da casa, seu acervo artístico, a linha de produção e as caves, concluindo com excelente degustação do Blanc de Blancs e o Dom Ruinart 2006 (meu Champagne preferido da vida!!😍). Imperdível!! . Info e visitas: www.ruinart.com @ruinart . #anaintowine  #anaintowinechampagne  #anaintowinefrance  #ruinart  #maisonruinart  #champagne  #winelover  #winelovers  #winetasting  #degustacao  #vinho  #wine  #vin  #vino  #instawine  #winestsgram  #winetime  #amovinho  #lovewine  #vinoterapia  #winetherapy  #winetourist  #anaintowinedestination  #lovechampagne 
Os Essenciais: CHAMPAGNE🍾🥂
.
Bateu saudades❤️ de nossa visita à Champagne mês passado... para lembrar, teremos uma semana inteira dedicada ao mais famoso vinho espumante🥂 do mundo! E o melhor para começar é falar do essencial, certo?
.
Antes de mais nada: o vinho é “O” Champagne🍾, enquanto “A” Champagne é a região onde o vinho é produzido, que fica 150km a leste de Paris🇫🇷.
.
1887: decisão judicial da Corte de Angers determinou que o nome “Champagne” só fosse usado para espumantes feitos na região da Champagne. Logo, vinho espumante de qualquer outro lugar (mesmo da França) não é Champagne.
.
1927: lei delimitou📍 a área vitivinícola de Champagne, que cobre cerca de 35 mil hectares de vinhedos, divididos em:
.
👉🏻320 vilas (chamadas “crus”), sendo 17 vilas qualificadas como “Grand Cru” (as melhores uvas) e 42 como “Premier Cru”; e
.
👉🏻4 principais zonas produtoras: Montagne de Reims, Vallée de la Marne, Côte des Blancs and Côte des Bar.
.
1936: Champagne foi decretada uma AOC (Appellation d’Origine Contrôlée). As principais regras dessa AOC são:
.
🍇Castas permitidas: Chardonnay, Pinot Noir, Pinot Meunier (e outras sem representatividade: Pinot Blanc, Pinot Gris, Arbane, Petit Meslier);
.
👉🏻Apenas colheita manual das uvas;
.
👉🏻A segunda fermentação (que gera a bolhinhas) ocorre na garrafa, e não em tanques de inox ou barris de madeira. Esse método é chamado tradicional ou “Méthode Champenoise”;
.
⏳Tempo mínimo de envelhecimento sobre as borras (das leveduras responsáveis pela segunda fermentação) dentro da garrafa:
.
🍾15 meses para Champagnes não safrados (non millesimé) – a grande maioria;
.
🍾3 anos para Champagnes safrados (millesimé) – os melhores de cada vinícola;
.
🍾muito mais tempo para os reserva especial (cada casa decide).
.
💁🏻‍♀️Curiosidade: as vinícolas de Champagne são referidas como “Maison” (casas), e todos os produtores, mesmo as grandes marcas, compram uvas de terceiros, não sendo proprietários de todos os vinhedos de onde as uvas provêm.
.
2017: o negócio de Champagne movimentou 4,9 bilhões de euros💶 e, em volume, mais de 307 milhões de garrafas🍾.
.
O Champagne Day é comemorado✨ em outubro de cada ano (e a data é móvel).
.
🍾🥂❤️
Os Essenciais: CHAMPAGNE🍾🥂 . Bateu saudades❤️ de nossa visita à Champagne mês passado... para lembrar, teremos uma semana inteira dedicada ao mais famoso vinho espumante🥂 do mundo! E o melhor para começar é falar do essencial, certo? . Antes de mais nada: o vinho é “O” Champagne🍾, enquanto “A” Champagne é a região onde o vinho é produzido, que fica 150km a leste de Paris🇫🇷. . 1887: decisão judicial da Corte de Angers determinou que o nome “Champagne” só fosse usado para espumantes feitos na região da Champagne. Logo, vinho espumante de qualquer outro lugar (mesmo da França) não é Champagne. . 1927: lei delimitou📍 a área vitivinícola de Champagne, que cobre cerca de 35 mil hectares de vinhedos, divididos em: . 👉🏻320 vilas (chamadas “crus”), sendo 17 vilas qualificadas como “Grand Cru” (as melhores uvas) e 42 como “Premier Cru”; e . 👉🏻4 principais zonas produtoras: Montagne de Reims, Vallée de la Marne, Côte des Blancs and Côte des Bar. . 1936: Champagne foi decretada uma AOC (Appellation d’Origine Contrôlée). As principais regras dessa AOC são: . 🍇Castas permitidas: Chardonnay, Pinot Noir, Pinot Meunier (e outras sem representatividade: Pinot Blanc, Pinot Gris, Arbane, Petit Meslier); . 👉🏻Apenas colheita manual das uvas; . 👉🏻A segunda fermentação (que gera a bolhinhas) ocorre na garrafa, e não em tanques de inox ou barris de madeira. Esse método é chamado tradicional ou “Méthode Champenoise”; . ⏳Tempo mínimo de envelhecimento sobre as borras (das leveduras responsáveis pela segunda fermentação) dentro da garrafa: . 🍾15 meses para Champagnes não safrados (non millesimé) – a grande maioria; . 🍾3 anos para Champagnes safrados (millesimé) – os melhores de cada vinícola; . 🍾muito mais tempo para os reserva especial (cada casa decide). . 💁🏻‍♀️Curiosidade: as vinícolas de Champagne são referidas como “Maison” (casas), e todos os produtores, mesmo as grandes marcas, compram uvas de terceiros, não sendo proprietários de todos os vinhedos de onde as uvas provêm. . 2017: o negócio de Champagne movimentou 4,9 bilhões de euros💶 e, em volume, mais de 307 milhões de garrafas🍾. . O Champagne Day é comemorado✨ em outubro de cada ano (e a data é móvel). . 🍾🥂❤️
🍇RIESLING
.
Quando vi pela primeira vez a palavra “petróleo” na lista de possíveis aromas do vinho, numa ficha de degustação, achei aquilo muito louco!🤪 Até provar um Riesling...😏
.
A casta branca, apesar de ainda pouco explorada pelos consumidores, é queridinha❤️ de muitos experts. Razões para isso não faltam:
.
👉🏻é intensamente aromática, muito floral🌸 e frutada🍏, entregando com o envelhecimento nuances de mel, torrada, e notas minerais muito particulares (vide o tal petróleo);
👉🏻alta acidez, que equilibra o açúcar (nos doces e semi secos) e contribui para o potencial de guarda;
👉🏻extremamente versátil, produz vinhos secos, semi secos e doces (botritizados ou de colheita tardia), que variam bastante conforme a região (expressão do terroir);
👉🏻são excelentes para harmonizar: os doces vão bem com pratos orientais picantes ou condimentados, os secos encaram carnes com leve gordurosidade (pato).
.
✏️Anotem aí: os melhores exemplares vêm dos 4 A’s - Alemanha, Áustria, Alsácia (França) e Austrália (Vales do Clare e do Eden).
.
E por que estamos falando de Riesling? Porque provei alguns deliciosos👌🏼 em recente passagem pela Áustria, e outros excelentes alemães em evento promovido hoje pela ABS-Rio (@absrio.oficial) e a Vin d’Ame (@vindame.vinhos), em continuidade à Semana Riesling que acabou de rolar em São Paulo.
.
#anaintowine #anaintowineaustria #anaintowineriesling #riesling #winelover #winelovers #winetasting #degustacao #vinho #wine #vin #vino #instawine #winestsgram #winetime #amovinho #lovewine #vinoterapia #winetherapy
🍇RIESLING . Quando vi pela primeira vez a palavra “petróleo” na lista de possíveis aromas do vinho, numa ficha de degustação, achei aquilo muito louco!🤪 Até provar um Riesling...😏 . A casta branca, apesar de ainda pouco explorada pelos consumidores, é queridinha❤️ de muitos experts. Razões para isso não faltam: . 👉🏻é intensamente aromática, muito floral🌸 e frutada🍏, entregando com o envelhecimento nuances de mel, torrada, e notas minerais muito particulares (vide o tal petróleo); 👉🏻alta acidez, que equilibra o açúcar (nos doces e semi secos) e contribui para o potencial de guarda; 👉🏻extremamente versátil, produz vinhos secos, semi secos e doces (botritizados ou de colheita tardia), que variam bastante conforme a região (expressão do terroir); 👉🏻são excelentes para harmonizar: os doces vão bem com pratos orientais picantes ou condimentados, os secos encaram carnes com leve gordurosidade (pato). . ✏️Anotem aí: os melhores exemplares vêm dos 4 A’s - Alemanha, Áustria, Alsácia (França) e Austrália (Vales do Clare e do Eden). . E por que estamos falando de Riesling? Porque provei alguns deliciosos👌🏼 em recente passagem pela Áustria, e outros excelentes alemães em evento promovido hoje pela ABS-Rio (@absrio.oficial) e a Vin d’Ame (@vindame.vinhos), em continuidade à Semana Riesling que acabou de rolar em São Paulo. . #anaintowine  #anaintowineaustria  #anaintowineriesling  #riesling  #winelover  #winelovers  #winetasting  #degustacao  #vinho  #wine  #vin  #vino  #instawine  #winestsgram  #winetime  #amovinho  #lovewine  #vinoterapia  #winetherapy 
Fim de semana✈️🍷: ENOTECA SAINT VINSAINT (São Paulo)
.
Imagina casa de vó: paredes cobertas de quadros e espelhos antigos, enormes estantes de madeira maciça, cristaleiras, sofás e cadeiras estilo Luis XV, abajures de vidro colorido, e por aí vai... Essa é a Enoteca Saint VinSaint, aconchegante🤗 misto de restaurante, bar e loja de vinhos🍷, em São Paulo (@enotecasaintvinsaint)
.
O lema da Enoteca é “do nosso quintal pra mesa”, e o foco é a cozinha sazonal, com insumos orgânicos e artesanais, e vinhos naturebas de várias partes do mundo, que disputam espaço com livros nas imensas estantes do salão principal!
.
Aos sábados, rola o famoso brunch; já os jantares seguem embalados🎶 por jazz, chorinho, discotecagem de vinil, ou a trilha sonora que a ocasião pedir... A Enoteca ainda organiza a concorrida feira Naturebas (a última foi em agosto) e outros eventos e aulas na própria casa. Vale a pena ficar de olho na programação!😉
.
#anaintowine #winelover #winelovers #winetasting #degustacao #vinho #wine #vin #vino #instawine #winestsgram #winetime #amovinho #lovewine #vinoterapia #winetherapy #enoteca #saintvinsaint #enotecasaintvinsaint #naturebas #naturalwine #anaintowineweekend
Fim de semana✈️🍷: ENOTECA SAINT VINSAINT (São Paulo) . Imagina casa de vó: paredes cobertas de quadros e espelhos antigos, enormes estantes de madeira maciça, cristaleiras, sofás e cadeiras estilo Luis XV, abajures de vidro colorido, e por aí vai... Essa é a Enoteca Saint VinSaint, aconchegante🤗 misto de restaurante, bar e loja de vinhos🍷, em São Paulo (@enotecasaintvinsaint) . O lema da Enoteca é “do nosso quintal pra mesa”, e o foco é a cozinha sazonal, com insumos orgânicos e artesanais, e vinhos naturebas de várias partes do mundo, que disputam espaço com livros nas imensas estantes do salão principal! . Aos sábados, rola o famoso brunch; já os jantares seguem embalados🎶 por jazz, chorinho, discotecagem de vinil, ou a trilha sonora que a ocasião pedir... A Enoteca ainda organiza a concorrida feira Naturebas (a última foi em agosto) e outros eventos e aulas na própria casa. Vale a pena ficar de olho na programação!😉 . #anaintowine  #winelover  #winelovers  #winetasting  #degustacao  #vinho  #wine  #vin  #vino  #instawine  #winestsgram  #winetime  #amovinho  #lovewine  #vinoterapia  #winetherapy  #enoteca  #saintvinsaint  #enotecasaintvinsaint  #naturebas  #naturalwine  #anaintowineweekend 
O que pessoas vindas dos mais diversos lugares (Bogotá, Rio, Salvador, Sampa e Santiago), com as mais variadas histórias de vida, têm em comum? A paixão❤️ pelo vinho!!
.
E graças a isso, e à iniciativa de um querido amigo #winelover @wines_of_chile_and_beyond, a noite de ontem foi um encontro memorável, que traduz muito bem o que o 🍷 proporciona: amigos e excelentes momentos!
.
Do mundo virtual para o real, que venham mais noites de confraria como essa!!🙏🏻🍷
@reb_sou @winesure @dianap.oliveira @christianodex @fabianaknolseisen @chorodavideira
@wines_of_chile_and_beyond
.
#fatwine #fatwineclub #anaintowine #anaintowinesp
O que pessoas vindas dos mais diversos lugares (Bogotá, Rio, Salvador, Sampa e Santiago), com as mais variadas histórias de vida, têm em comum? A paixão❤️ pelo vinho!! . E graças a isso, e à iniciativa de um querido amigo #winelover  @wines_of_chile_and_beyond, a noite de ontem foi um encontro memorável, que traduz muito bem o que o 🍷 proporciona: amigos e excelentes momentos! . Do mundo virtual para o real, que venham mais noites de confraria como essa!!🙏🏻🍷 @reb_sou @winesure @dianap.oliveira @christianodex @fabianaknolseisen @chorodavideira @wines_of_chile_and_beyond . #fatwine  #fatwineclub  #anaintowine  #anaintowinesp 
🍇CURIOSAS UVAS PORTUGUESAS🍇
.
Ontem provei o Conceito Bastardo, interessante tinto português da uva... isso mesmo, Bastardo! O que me fez lembrar de outros curiosos nomes que batizam algumas castas portuguesas (ou importadas para a terrinha).
.
Entra as brancas, Avesso, Borrado das Moscas, Rabo de Ovelha, Roupeiro, e a insólita Maria Gomes, que muda de nome e ainda de gênero, virando Fernão Pires!😳
.
Já as tintas, Alvarelhão, Castelão/Periquita, Complexa, Sousão, Tinta Miúda, Tinta Negra Mole/Preto Martinho, e a querida Tinto Cão, que na Bairrada dá origem ao vinho Catchorro🐶 (vinícola Campolargo)!
.
A Bastardo, aliás, também atende pelo nome mais prosaico de Trousseau, vindo de sua origem francesa...🤷🏻‍♀️
.
E voltando ao vinho que puxou o assunto, o Conceito Bastardo é um tinto do Douro, criação da enóloga Rita Marques (à frente da arrojada Conceito Vinhos), que surpreende pelo contraste entre a coloração desbotada (estilo clarete), quase sem graça, e o que de fato entrega: muito aromático (frutas vermelhas e toques vegetais), bom corpo, acidez marcante e taninos na medida. Um belo vinho gastronômico!
.
#anaintowine #winelover #winelovers #winetasting #degustacao #vinho #wine #vin #vino #instawine #winestsgram #winetime #amovinho #lovewine #vinoterapia #winetherapy #conceitovinhos #bastardo #dourowine #portuguesegrapes #campolargovinhos #bairradawines
🍇CURIOSAS UVAS PORTUGUESAS🍇 . Ontem provei o Conceito Bastardo, interessante tinto português da uva... isso mesmo, Bastardo! O que me fez lembrar de outros curiosos nomes que batizam algumas castas portuguesas (ou importadas para a terrinha). . Entra as brancas, Avesso, Borrado das Moscas, Rabo de Ovelha, Roupeiro, e a insólita Maria Gomes, que muda de nome e ainda de gênero, virando Fernão Pires!😳 . Já as tintas, Alvarelhão, Castelão/Periquita, Complexa, Sousão, Tinta Miúda, Tinta Negra Mole/Preto Martinho, e a querida Tinto Cão, que na Bairrada dá origem ao vinho Catchorro🐶 (vinícola Campolargo)! . A Bastardo, aliás, também atende pelo nome mais prosaico de Trousseau, vindo de sua origem francesa...🤷🏻‍♀️ . E voltando ao vinho que puxou o assunto, o Conceito Bastardo é um tinto do Douro, criação da enóloga Rita Marques (à frente da arrojada Conceito Vinhos), que surpreende pelo contraste entre a coloração desbotada (estilo clarete), quase sem graça, e o que de fato entrega: muito aromático (frutas vermelhas e toques vegetais), bom corpo, acidez marcante e taninos na medida. Um belo vinho gastronômico! . #anaintowine  #winelover  #winelovers  #winetasting  #degustacao  #vinho  #wine  #vin  #vino  #instawine  #winestsgram  #winetime  #amovinho  #lovewine  #vinoterapia  #winetherapy  #conceitovinhos  #bastardo  #dourowine  #portuguesegrapes  #campolargovinhos  #bairradawines 
Os Essenciais🍷: TERMÔMETRO🌡
.
Já notaram que vinhos espumantes e brancos costumam ser servidos mais refrescados que os tintos? A razão para isso é científica:
.
👉🏻Temperatura baixa (frio) ressalta:
- acidez: característica que se busca nos brancos e espumantes, que dá aquela sensação de frescor; e
- taninos: presentes nos tintos (em menor medida nos rosés), ficam desagradáveis quando muito pronunciados.
.
👉🏻Temperatura alta (quente) destaca:
- açúcar: em excesso, o 🍷 fica enjoativo; e
- álcool: o 🍷 desce “queimando”.
.
Para não errar na temperatura ao servir e aproveitar o melhor da bebida, vale a pena ter um TERMÔMETRO de vinhos (pode ser de envolver a garrafa ou o tradicional🌡 mesmo) e a colinha de temperaturas:
.
👉🏻Espumantes: 6 a 8 graus
👉🏻Brancos doces ou suaves: 8 a 10 graus
👉🏻Brancos secos: 10 a 12 graus
👉🏻Rosés: 12 a 14 graus
👉🏻Tintos leves e jovens: 14 a 16 graus
👉🏻Tintos de médio corpo: 16 a 18 graus
👉🏻Tintos bem encorpados: 18 a 20 graus
.
E aquele papo de servir tintos à temperatura ambiente? Só se for na Europa, né...😂
.
#anaintowine #winelover #winelovers #winetasting #degustacao #vinho #wine #vin #vino #instawine #winestsgram #winetime #amovinho #lovewine #vinoterapia #winetherapy #anaintowineessentials
Os Essenciais🍷: TERMÔMETRO🌡 . Já notaram que vinhos espumantes e brancos costumam ser servidos mais refrescados que os tintos? A razão para isso é científica: . 👉🏻Temperatura baixa (frio) ressalta: - acidez: característica que se busca nos brancos e espumantes, que dá aquela sensação de frescor; e - taninos: presentes nos tintos (em menor medida nos rosés), ficam desagradáveis quando muito pronunciados. . 👉🏻Temperatura alta (quente) destaca: - açúcar: em excesso, o 🍷 fica enjoativo; e - álcool: o 🍷 desce “queimando”. . Para não errar na temperatura ao servir e aproveitar o melhor da bebida, vale a pena ter um TERMÔMETRO de vinhos (pode ser de envolver a garrafa ou o tradicional🌡 mesmo) e a colinha de temperaturas: . 👉🏻Espumantes: 6 a 8 graus 👉🏻Brancos doces ou suaves: 8 a 10 graus 👉🏻Brancos secos: 10 a 12 graus 👉🏻Rosés: 12 a 14 graus 👉🏻Tintos leves e jovens: 14 a 16 graus 👉🏻Tintos de médio corpo: 16 a 18 graus 👉🏻Tintos bem encorpados: 18 a 20 graus . E aquele papo de servir tintos à temperatura ambiente? Só se for na Europa, né...😂 . #anaintowine  #winelover  #winelovers  #winetasting  #degustacao  #vinho  #wine  #vin  #vino  #instawine  #winestsgram  #winetime  #amovinho  #lovewine  #vinoterapia  #winetherapy  #anaintowineessentials