an online Instagram web viewer

#invasoesfrancesas medias

Photos

Em qual das noites vens assistir ao espetáculo de Malabares de fogo? Prometemos muita animação! 😉
.
.
.
#eventos #batalhadovimeiro1808 #backto1808 #malabares #malabaresdefogo #recriaçãohistórica #recriar #vimeiro #vimeiro_portugal #visitportugal #visitlourinhã #oesteportugal #luz #magic #history #invasoesfrancesas #rememberlastedition #espetaculo
E porque hoje é dia de dizer "Não há na Europa Infantaria como a Portuguesa"
Monumento "Ao Valor do Infante"  recebendo quem chega á Vila.

#25deabril #44anos #revolucaodoscravos  #golpedeestado #fimdaguerra #democracia #portugal #3soldados #3historias #aljubarrota #invasoesfrancesas #guerradoultramar #soaresbranco #mafra #escoladasarmas #epi #jardimdaalameda
Estás preparado para a Edição 2018? 210 anos depois vamos reviver a História. De 13 a 15 de julho no Vimeiro, Lourinhã.

#rememberlastedition #reenactment #remember #historyvideo #batalhadovimeiro1808 #oitocentista #historicalreenactment #history #vimeiro #vimeiro_portugal #lourinhã #recriação #recriacaohistorica #invasoesfrancesas #backto1808 #historia #de13a15dejulhosavethedate
Os dias 13, 14 e 15 de julho já estão reservados para o fantástico evento de Recriação Histórica da Batalha do Vimeiro de 1808. Contamos contigo para esta viagem? 😀
.
.
.
#batalhadovimeiro1808 #vimeiro #vimeiro_portugal #history #historicplaces #event #events #recreations #recreation #historicalreenactment #reenactment #throwback #memories #narrativa #pic #visitlourinhã #olddays #july2018 #knowhistory #turism #culturalevent #recriação #recriaçãohistórica #invasoesfrancesas #oldtimes #oitocentista
Os dias 13, 14 e 15 de julho já estão reservados para o fantástico evento de Recriação Histórica da Batalha do Vimeiro de 1808. Contamos contigo para esta viagem? 😀 . . . #batalhadovimeiro1808  #vimeiro  #vimeiro_portugal  #history  #historicplaces  #event  #events  #recreations  #recreation  #historicalreenactment  #reenactment  #throwback  #memories  #narrativa  #pic  #visitlourinhã  #olddays  #july2018  #knowhistory  #turism  #culturalevent  #recriação  #recriaçãohistórica  #invasoesfrancesas  #oldtimes  #oitocentista 
🖤 ela diz que a realeza do corso, foi o seu modo de saque (se queres ver o espólio de Lisboa vai a Paris) 🎠
🖤 ela diz que a realeza do corso, foi o seu modo de saque (se queres ver o espólio de Lisboa vai a Paris) 🎠
Torre do Relógio, reconstruída em 1830 no local onde existia a antiga Igreja Matriz destruída em 1810 com a explosão do paiol, quando das terceiras invasões francesas.
#aldeiashistoricas#torredorelogio#invasoesfrancesas#fortalezadealmeida#viladealmeida#guarda#portugal
Esta era a estrada militar que dava acesso ao forte aquando das invasões francesas. Quase imagino as tropas anglo-lusas marcharem rumo à vitória, e, no caso francês, a uma morte certa da qual nem sequer sonhavam. #linhasdetorres #invasoesfrancesas #historia #linhasdewellington #fortificações #portugal #portugaldenorteasul
Recriação Histórica no Forte do Zambujal Mafra
#rhlt #rotahistoricadaslinhasdetorres #invasoesfrancesas #recriacaoohistorica
Recriação Histórica no Forte do Zambujal Mafra
#rhlt #rotahistoricadaslinhasdetorres #invasoesfrancesas #recriacaohistorica
Visita à Fortaleza de Santa Luzia, em Elvas. Elvas teve papel fundamental nas lutas da restauração, no século XVII, para impedir a entrada dos exércitos espanhóis; e na defesa contra o exército invasor de Napoleão.

#Elvas #fortalezas #Portugal #Alentejo #invasoesfrancesas
Visita à Fortaleza de Santa Luzia, em Elvas. Elvas teve papel fundamental nas lutas da restauração, no século XVII, para impedir a entrada dos exércitos espanhóis; e na defesa contra o exército invasor de Napoleão. #Elvas  #fortalezas  #Portugal  #Alentejo  #invasoesfrancesas 
Dizem que está bom para a praia!
Descore o bife de alcatra com molho wellington!
#steaks
#wellington
#linhasdetorres 
#invasoesfrancesas
Set17 – A Fonte dos Ingleses, a poucos metros da Fortaleza de São Julião da Barra, em plena praia de Carcavelos, alberga um poço de água doce e uma cisterna arredondada. Não se trata de um moinho ou azenha como dita a voz popular.
A referência mais antiga conhecida data de 1895, numas cartas militares, e está referenciada como Fonte dos Ingleses. 
Os ingleses construíram aqui a terceira linha das famosas Linhas de Torres (desde a ribeira das Marianas, em Carcavelos, passando para Leste de Oeiras) e destinava-se a permitir que pudessem embarcar numa hipotética fuga frente aos franceses na sua invasão de 1810. Admite-se assim que este poço e cisterna tenham sido construídos nessa altura.
#cascais #historia #historiadecascais #arquivohistoricodecascais #historiasdahistoriadecascais #h2c #carcavelos #invasoesfrancesas
Set17 – A Fonte dos Ingleses, a poucos metros da Fortaleza de São Julião da Barra, em plena praia de Carcavelos, alberga um poço de água doce e uma cisterna arredondada. Não se trata de um moinho ou azenha como dita a voz popular. A referência mais antiga conhecida data de 1895, numas cartas militares, e está referenciada como Fonte dos Ingleses. Os ingleses construíram aqui a terceira linha das famosas Linhas de Torres (desde a ribeira das Marianas, em Carcavelos, passando para Leste de Oeiras) e destinava-se a permitir que pudessem embarcar numa hipotética fuga frente aos franceses na sua invasão de 1810. Admite-se assim que este poço e cisterna tenham sido construídos nessa altura. #cascais  #historia  #historiadecascais  #arquivohistoricodecascais  #historiasdahistoriadecascais  #h2c  #carcavelos  #invasoesfrancesas 
Foi um prazer assistir à apresentação do livro "Terra Queimada" e conversar com o autor, Eduardo Gomes. Partilho tudo com vocês no artigo de hoje!

Link na Bio!

Boa leitura! 
#apresentacao #eduardogomes #terraqueimada #saidadeemergencia #invasoesfrancesas #revolucaofrancesa #leitura #livro #literatura #litterisorbis #readerstagram #readersofinstagram #bookstagram #bookaholic #bookalicious
O Litteris Orbis esteve na Igreja de Santiago para ver a apresentação do livro "Terra Queimada", de Eduardo Gomes. O artigo sai já amanhã! #eduardogomes #invasoesfrancesas #leitura #terraqueimada #literatura #litterisorbis #livros #readerstagram #readersofinstagram #bookstagram #bookaholic #bookalicious
#sophia #poema #Almeida #cerco #invasoesfrancesas #viagem #no #tempo #💣
Esta é a madrugada que eu esperava 
O dia inicial inteiro e limpo 
Onde emergimos da noite e do silêncio
E livres habitamos a substância do tempo
Fooogo! Primeira foto para esta nova conta do Instagram, pareceu adequada! Reconstituição Histórica da Batalha do Vimeiro em 16JUL2017. #BatalhaVimeiro1808 #batalhadovimeiro #vimeiro #invasoesfrancesas #lourinhã #fugadoviajante #viagem #viajar #viajante #travel #traveling #traveler #travelphotography #travelerphotographer #viaggio #voyage #portugal #guerrapeninsular #peninsularwar
Mai08 – Paços do Concelho - Embora não haja registos sobre a data da construção do Palácio dos condes da Guarda, que se terão perdido no terramoto de 1755, foi na década de 1790 que a sua proprietária, D. Inês Margarida, o mandou reconstruir. O Palácio foi ocupado em 1807 pelo Almirante Cotton durante as Invasões Francesas (o General Junot ficou instalado no Solar dos Falcões). Após a morte da proprietária em 1812, o Palácio foi adquirido pelo então presidente da Câmara João Lopes Calheiros e Meneses para sua residência. Só em 1860 passou a ser conhecida como Palácio dos Condes da Guarda quando um dos filhos recebe o respetivo título. Em 1900 o Palácio ainda tinha um corpo central com 3 pisos e na sua estrema sul encostava-se um edifício com 4 pisos onde, no R/C, havia uma famosa Marisqueira só demolida quando o Palácio foi adquirido pela Câmara em 1932mai12, fará 85 anos no próximo sábado.
#cascais #historia #historiadecascais #arquivohistoricodecascais #camaramunicipal #paçosdoconcelho #azulejos #invasoesfrancesas #condedaguarda #palacio
Mai08 – Paços do Concelho - Embora não haja registos sobre a data da construção do Palácio dos condes da Guarda, que se terão perdido no terramoto de 1755, foi na década de 1790 que a sua proprietária, D. Inês Margarida, o mandou reconstruir. O Palácio foi ocupado em 1807 pelo Almirante Cotton durante as Invasões Francesas (o General Junot ficou instalado no Solar dos Falcões). Após a morte da proprietária em 1812, o Palácio foi adquirido pelo então presidente da Câmara João Lopes Calheiros e Meneses para sua residência. Só em 1860 passou a ser conhecida como Palácio dos Condes da Guarda quando um dos filhos recebe o respetivo título. Em 1900 o Palácio ainda tinha um corpo central com 3 pisos e na sua estrema sul encostava-se um edifício com 4 pisos onde, no R/C, havia uma famosa Marisqueira só demolida quando o Palácio foi adquirido pela Câmara em 1932mai12, fará 85 anos no próximo sábado. #cascais  #historia  #historiadecascais  #arquivohistoricodecascais  #camaramunicipal  #paçosdoconcelho  #azulejos  #invasoesfrancesas  #condedaguarda  #palacio 
Abr25 – A ligação de Santo António com os militares começou no Regimento de Lagos. Foi alistado, por alvará de D. Pedro II, como praça, depois de assinado o tratado de paz de 1668 na sequência das guerras da Restauração. Posteriormente, em 1683, D. Afonso VI promoveu-o a capitão e em 1777, o comandante do Regimento de Lagos propôs a sua promoção a major, nos seguintes termos: “certifico que não existe alguma nota relativa a Santo António, de mau comportamento ou irregularidade praticada por ele: nem de ter sido em tempo algum açoitado, preso, ou de qualquer modo punido durante o tempo que serviu como soldado raso no regimento: Que durante todo o tempo, em que tem sido capitão, vai quase para cem anos, constantemente cumpriu seu dever com o maior prazer à frente de sua companhia, em todas as ocasiões, em paz e em guerra, e tal que tem sido visto por seus soldados vezes sem número, como eles todos estão prontos para testemunhar: e em tudo o mais tem-se comportado sempre como fidalgo e oficial: e por todos estes motivos acima referidos considero-o muito digno e merecedor do posto de major agregado ao nosso regimento, e de quaisquer outras honras, graças ou favores que aprouver a S. M. conferir-lhe. Em testemunho do que assinei meu nome, hoje 25 de Março do ano N. S. J. C. 1777. Magalhães Homem”. Em 1779 o pragmatismo do Marquês de Pombal acabou com o pagamento do seu vencimento, mas Junot, como governador-geral de Portugal, reintroduziu este costume promovendo-o, em 1807, a tenente-coronel tendo a imagem do Santo António transitado então para o Regimento de Infantaria 19 de Cascais. Ainda como curiosidade refira-se que o Santo chegou a general num Regimento brasileiro.
#cascais #historia #historiadecascais #arquivohistoricodecascais #fortalezas #invasoesfrancesas #regimentodeinfantaria
Abr25 – A ligação de Santo António com os militares começou no Regimento de Lagos. Foi alistado, por alvará de D. Pedro II, como praça, depois de assinado o tratado de paz de 1668 na sequência das guerras da Restauração. Posteriormente, em 1683, D. Afonso VI promoveu-o a capitão e em 1777, o comandante do Regimento de Lagos propôs a sua promoção a major, nos seguintes termos: “certifico que não existe alguma nota relativa a Santo António, de mau comportamento ou irregularidade praticada por ele: nem de ter sido em tempo algum açoitado, preso, ou de qualquer modo punido durante o tempo que serviu como soldado raso no regimento: Que durante todo o tempo, em que tem sido capitão, vai quase para cem anos, constantemente cumpriu seu dever com o maior prazer à frente de sua companhia, em todas as ocasiões, em paz e em guerra, e tal que tem sido visto por seus soldados vezes sem número, como eles todos estão prontos para testemunhar: e em tudo o mais tem-se comportado sempre como fidalgo e oficial: e por todos estes motivos acima referidos considero-o muito digno e merecedor do posto de major agregado ao nosso regimento, e de quaisquer outras honras, graças ou favores que aprouver a S. M. conferir-lhe. Em testemunho do que assinei meu nome, hoje 25 de Março do ano N. S. J. C. 1777. Magalhães Homem”. Em 1779 o pragmatismo do Marquês de Pombal acabou com o pagamento do seu vencimento, mas Junot, como governador-geral de Portugal, reintroduziu este costume promovendo-o, em 1807, a tenente-coronel tendo a imagem do Santo António transitado então para o Regimento de Infantaria 19 de Cascais. Ainda como curiosidade refira-se que o Santo chegou a general num Regimento brasileiro. #cascais  #historia  #historiadecascais  #arquivohistoricodecascais  #fortalezas  #invasoesfrancesas  #regimentodeinfantaria 
I am not an absolute fan of this kind of celebrative monuments, specially when they commemorate wars and battles. However, this particular one is an impressive collaborative work between two major Portuguese artists and, besides its impressive scale, it certainly has its artistic merits. It celebrates the Heroes of the Peninsular Wars or, more exactly, the victory of the Anglo Portuguese armies over the French invaders and Napoleon in 1808/1809. The authors are Alves de Sousa (sculpture) and Marques da Silva (architecture). Alves de Sousa is a most distinguished artist who was born in my village, so I must be proud of him, despite his early death with just 38 years old. #monumentoasguerraspeninsulares #rotundadaboavista #alvesdesousa #escultoralvesdesousa #marquesdasilva #frenchinvasions #invasoesfrancesas #porto #portugal
I am not an absolute fan of this kind of celebrative monuments, specially when they commemorate wars and battles. However, this particular one is an impressive collaborative work between two major Portuguese artists and, besides its impressive scale, it certainly has its artistic merits. It celebrates the Heroes of the Peninsular Wars or, more exactly, the victory of the Anglo Portuguese armies over the French invaders and Napoleon in 1808/1809. The authors are Alves de Sousa (sculpture) and Marques da Silva (architecture). Alves de Sousa is a most distinguished artist who was born in my village, so I must be proud of him, despite his early death with just 38 years old. #monumentoasguerraspeninsulares  #rotundadaboavista  #alvesdesousa  #escultoralvesdesousa  #marquesdasilva  #frenchinvasions  #invasoesfrancesas  #porto  #portugal 
Em 1642, logo após a restauração da independência, o conde de Cantanhede, governador da praça de armas, estabeleceu um plano de defesa da costa de Cascais tendo sido construídas 16 estruturas militares. A Cidadela foi uma delas e encontra-se subdividida em três partes: A chamada Cidadela, ocupada pelo Exército antes da cedência para a construção da atual Pousada; A Fortaleza de Nossa Senhora da Luz (anteriormente afeta ao Estado-Maior da Armada e também já cedida) e; O Palácio, afeto à Presidência da República. Tem ainda a Capela Nossa Senhora da Vitória. No contexto da Restauração da Independência, a praça-forte de Cascais passou a coordenar a linha de fortificações defensivas da margem direita do Tejo. Foi também aqui assinada a rendição do general Jean-Andoche Junot, em 1808, no contexto da Guerra Peninsular. A Cidadela foi utilizada como residência real a partir de 1871, nela tendo falecido o rei D. Luís I. Foi na Cidadela que, em 1878set28, se inaugurou a iluminação pública elétrica em Portugal. Após a Implantação da República Portuguesa, o Palácio ficou dependente da Presidência da República, tendo sido utilizado sobretudo por Óscar Carmona que ali viveu quase todo o tempo em que foi Presidente. Hoje o Palácio constitui o Museu da Presidência e costuma alojar chefes de outros estados de visita a Portugal. 
#cascais#historia#arquivohistoricodecascais#cidadela#restauracaodaindependencia#invasoesfrancesas#implantacaodarepublica
Em 1642, logo após a restauração da independência, o conde de Cantanhede, governador da praça de armas, estabeleceu um plano de defesa da costa de Cascais tendo sido construídas 16 estruturas militares. A Cidadela foi uma delas e encontra-se subdividida em três partes: A chamada Cidadela, ocupada pelo Exército antes da cedência para a construção da atual Pousada; A Fortaleza de Nossa Senhora da Luz (anteriormente afeta ao Estado-Maior da Armada e também já cedida) e; O Palácio, afeto à Presidência da República. Tem ainda a Capela Nossa Senhora da Vitória. No contexto da Restauração da Independência, a praça-forte de Cascais passou a coordenar a linha de fortificações defensivas da margem direita do Tejo. Foi também aqui assinada a rendição do general Jean-Andoche Junot, em 1808, no contexto da Guerra Peninsular. A Cidadela foi utilizada como residência real a partir de 1871, nela tendo falecido o rei D. Luís I. Foi na Cidadela que, em 1878set28, se inaugurou a iluminação pública elétrica em Portugal. Após a Implantação da República Portuguesa, o Palácio ficou dependente da Presidência da República, tendo sido utilizado sobretudo por Óscar Carmona que ali viveu quase todo o tempo em que foi Presidente. Hoje o Palácio constitui o Museu da Presidência e costuma alojar chefes de outros estados de visita a Portugal. #cascais #historia #arquivohistoricodecascais #cidadela #restauracaodaindependencia #invasoesfrancesas #implantacaodarepublica