an online Instagram web viewer

#amplapsicologia medias

Photos

A Psicologia Hospitalar é o conjunto de contribuições científicas, educativas e profissionais utilizadas para dar assistência integral ao paciente e sua família. 
Suas principais funções são: - Intervenção no processo de adaptação e recuperação do paciente internado;
- Coordenação de atividades com os funcionários do hospital;
- Interconsulta, auxiliando outros profissionais na avaliação do paciente;
- Assistência ao paciente;
- Gestor de recursos humanos;
- Atuação junto a outros profissionais na modificação de comportamentos que sejam adequados ao paciente. 
De acordo com Chiattone, o psicólogo não tem claro o seu papel dentro do hospital, assim como a equipe de saúde também tem dúvidas acerca da atuação do psicólogo. 
#psicologia #amplapsicologia #amplapsi #psicologiahospitalar #adoecimento #cuidadospaliativos #psicologiaciência #oncologia #humanização #psicologia #psicologia
A Psicologia Hospitalar é o conjunto de contribuições científicas, educativas e profissionais utilizadas para dar assistência integral ao paciente e sua família. Suas principais funções são: - Intervenção no processo de adaptação e recuperação do paciente internado; - Coordenação de atividades com os funcionários do hospital; - Interconsulta, auxiliando outros profissionais na avaliação do paciente; - Assistência ao paciente; - Gestor de recursos humanos; - Atuação junto a outros profissionais na modificação de comportamentos que sejam adequados ao paciente. De acordo com Chiattone, o psicólogo não tem claro o seu papel dentro do hospital, assim como a equipe de saúde também tem dúvidas acerca da atuação do psicólogo. #psicologia  #amplapsicologia  #amplapsi  #psicologiahospitalar  #adoecimento  #cuidadospaliativos  #psicologiaciência  #oncologia  #humanização  #psicologia  #psicologia 
Na sociedade atual, falar sobre morte é um tabu, não sendo permitido a expressão de tristeza e dor pelo ente querido.
Com o avanço da medicina e com a cultura da juventude, tornou-se mais difícil falar sobre morte e aceitá-la como algo natural da evolução humana.

#cuidadospaliativos #morte #amplapsicologia #amplapsi #psicologiaciencia #Psicologiahospitalar #psico-oncologia
Feliz dia do Psicólogo a todos os Psis e futuros Psis! 🌷🌷🌷🌷 #felizdiadopsicologo #diadopsicólogo #27deagosto #psicologia #amplapsicologia
O adoecer e a internação são causadores de intensa ansiedade, que pode ser intensificada com o desconhecimento sobre a doença e o tratamento, a ruptura com a vida pessoal, familiar e com o trabalho. 
@amplapsicologia
Fb.com/amplapsicologia 
Http://amplapsi.com

#ansiedade #psicologiaciencia #amplapsicologia #amplapsi #psicologiahospitalar #adoecimento #cuidadospaliativos
A internação representa um afastamento do ambiente familiar e conhecido, ocasionando sentimentos de isolamento e abandono, além do rompimento de laços afetivos, sociais e profissionais. 
Quanto mais grave a doença, maior o abalo na vida do indivíduo. 
@amplapsicologia 
Http://amplapsi.com
Fb.com/amplapsicologia 
#psicologia #amplapsicologia #amplapsi #psicologiahospitalar #adoecimento #cuidados
A internação representa um afastamento do ambiente familiar e conhecido, ocasionando sentimentos de isolamento e abandono, além do rompimento de laços afetivos, sociais e profissionais. Quanto mais grave a doença, maior o abalo na vida do indivíduo. @amplapsicologia Http://amplapsi.com Fb.com/amplapsicologia #psicologia  #amplapsicologia  #amplapsi  #psicologiahospitalar  #adoecimento  #cuidados 
#Repost @amplapsicologia (@get_repost)
・・・
Isto possibilita ao psicólogo a elaboração de condutas, técnicas e instrumentos adequados ao atendimento. Ressaltando que, cada paciente vivencia o adoecimento de forma individual,  em um contexto único e traz consigo sua história, suas vivências e recursos de enfrentamento construídos ao longo da vida.

#psicologiaclinica #Psicologiahospitalar #psicologiaciencia #psicologiadasaude #amplapsicologia #amplapsi #psicoterapiabreve #psicologiadador #adoecimento #oncologia #cuidadospaliativos
#Repost  @amplapsicologia (@get_repost) ・・・ Isto possibilita ao psicólogo a elaboração de condutas, técnicas e instrumentos adequados ao atendimento. Ressaltando que, cada paciente vivencia o adoecimento de forma individual, em um contexto único e traz consigo sua história, suas vivências e recursos de enfrentamento construídos ao longo da vida. #psicologiaclinica  #Psicologiahospitalar  #psicologiaciencia  #psicologiadasaude  #amplapsicologia  #amplapsi  #psicoterapiabreve  #psicologiadador  #adoecimento  #oncologia  #cuidadospaliativos 
#Repost @amplapsicologia
• • •
Isto possibilita ao psicólogo a elaboração de condutas, técnicas e instrumentos adequados ao atendimento. Ressaltando que, cada paciente vivencia o adoecimento de forma individual,  em um contexto único e traz consigo sua história, suas vivências e recursos de enfrentamento construídos ao longo da vida.

#psicologiaclinica #Psicologiahospitalar #psicologiaciencia #psicologiadasaude #amplapsicologia #amplapsi #psicoterapiabreve #psicologiadador #adoecimento #oncologia #cuidadospaliativos
#Repost  @amplapsicologia • • • Isto possibilita ao psicólogo a elaboração de condutas, técnicas e instrumentos adequados ao atendimento. Ressaltando que, cada paciente vivencia o adoecimento de forma individual, em um contexto único e traz consigo sua história, suas vivências e recursos de enfrentamento construídos ao longo da vida. #psicologiaclinica  #Psicologiahospitalar  #psicologiaciencia  #psicologiadasaude  #amplapsicologia  #amplapsi  #psicoterapiabreve  #psicologiadador  #adoecimento  #oncologia  #cuidadospaliativos 
Isto possibilita ao psicólogo a elaboração de condutas, técnicas e instrumentos adequados ao atendimento. Ressaltando que, cada paciente vivencia o adoecimento de forma individual,  em um contexto único e traz consigo sua história, suas vivências e recursos de enfrentamento construídos ao longo da vida.

#psicologiaclinica #Psicologiahospitalar #psicologiaciencia #psicologiadasaude #amplapsicologia #amplapsi #psicoterapiabreve #psicologiadador #adoecimento #oncologia #cuidadospaliativos
Isto possibilita ao psicólogo a elaboração de condutas, técnicas e instrumentos adequados ao atendimento. Ressaltando que, cada paciente vivencia o adoecimento de forma individual, em um contexto único e traz consigo sua história, suas vivências e recursos de enfrentamento construídos ao longo da vida. #psicologiaclinica  #Psicologiahospitalar  #psicologiaciencia  #psicologiadasaude  #amplapsicologia  #amplapsi  #psicoterapiabreve  #psicologiadador  #adoecimento  #oncologia  #cuidadospaliativos 
No hospital, o objetivo no pronto-socorro é a estabilização das funções vitais do paciente e alívio da dor. Neste momento, os objetivos a longo prazo ficam em segundo plano. Intervenções de cura da doença ou o tratamento dos aspectos psicológicos a ela relacionados, serão realizados após a estabilização do paciente. Quando a equipe solicita o atendimento psicológico, os riscos imediatos já foram controlados. Neste ambiente é muito comum o psicólogo ser solicitado para o atendimento de pacientes com crise de ansiedade ou suicídio.
O psicólogo auxiliará o paciente e a família no processo de internação, atuando com o intuito de diminuição da ansiedade e angústia presentes neste momento, buscando alívio emocional. É preciso também avaliar como a doença é compreendida pelo paciente, observando os limites entre o real e o imaginário, e as fantasias presentes no processo de adoecimento. É preciso lembrar que cada paciente tem sua história pessoal e vivenciará este momento de forma singular. Por isso, é importante compreender a partir da subjetividade do paciente (SEBASTIANI, 2008).
Logo, o paciente, ao ser acolhido e aceito, poderá sentir-se mais seguro, enfrentando o adoecimento e a hospitalização de forma mais adequada e saudável.

Suzanne Leal
Psicóloga
@amplapsicologia
Fb.com/amplapsicologia
Http://amplapsi.com 
#amplapsicologia
#Psicologiahospitalar #psicologiaciencia #psicologiadasaude
No hospital, o objetivo no pronto-socorro é a estabilização das funções vitais do paciente e alívio da dor. Neste momento, os objetivos a longo prazo ficam em segundo plano. Intervenções de cura da doença ou o tratamento dos aspectos psicológicos a ela relacionados, serão realizados após a estabilização do paciente. Quando a equipe solicita o atendimento psicológico, os riscos imediatos já foram controlados. Neste ambiente é muito comum o psicólogo ser solicitado para o atendimento de pacientes com crise de ansiedade ou suicídio. O psicólogo auxiliará o paciente e a família no processo de internação, atuando com o intuito de diminuição da ansiedade e angústia presentes neste momento, buscando alívio emocional. É preciso também avaliar como a doença é compreendida pelo paciente, observando os limites entre o real e o imaginário, e as fantasias presentes no processo de adoecimento. É preciso lembrar que cada paciente tem sua história pessoal e vivenciará este momento de forma singular. Por isso, é importante compreender a partir da subjetividade do paciente (SEBASTIANI, 2008). Logo, o paciente, ao ser acolhido e aceito, poderá sentir-se mais seguro, enfrentando o adoecimento e a hospitalização de forma mais adequada e saudável. Suzanne Leal Psicóloga @amplapsicologia Fb.com/amplapsicologia Http://amplapsi.com #amplapsicologia  #Psicologiahospitalar  #psicologiaciencia  #psicologiadasaude 
#Repost @amplapsicologia (@get_repost)
・・・
As culturas tratam da doença e da morte de forma diferente, cada uma vivencia ao modo como foi construída ao longo dos anos.
No entanto, é preciso ver o homem como ser único, com suas histórias e vivências individuais, sem dualizar corpo-mente (KOVÁCS, 2003).
A experiência do adoecer é vivenciada de forma única por cada pessoa, sendo importante não generalizarmos os sentimentos do ser doente.
De acordo com Foucault (1975), a doença traz características psicológicas e orgânicas, tratando-se de uma reação global do indivíduo em sua totalidade.
No hospital, percebe-se uma dificuldade da equipe em lidar com os conflitos emocionais dos pacientes. Os sintomas emocionais e psicológicos tendem a ser ignorados, em detrimento dos sintomas físicos. Estes são reconhecidos e aceitos com mais facilidade (Novaes, 1995). --------- Suzanne Leal 
Psicóloga 
CRP 21/01014
@amplapsicologia 
Fb.com/amplapsicologia 
amplapsi.com

Texto completo: https://amplapsi.com/2018/07/26/a-doenca-e-o-hospital/

#adoecer #cuidadospaliativos #amplapsicologia #psicologia #psicologiahospitalar #adoecimento #amplapsi #hospitalização
#Repost  @amplapsicologia (@get_repost) ・・・ As culturas tratam da doença e da morte de forma diferente, cada uma vivencia ao modo como foi construída ao longo dos anos. No entanto, é preciso ver o homem como ser único, com suas histórias e vivências individuais, sem dualizar corpo-mente (KOVÁCS, 2003). A experiência do adoecer é vivenciada de forma única por cada pessoa, sendo importante não generalizarmos os sentimentos do ser doente. De acordo com Foucault (1975), a doença traz características psicológicas e orgânicas, tratando-se de uma reação global do indivíduo em sua totalidade. No hospital, percebe-se uma dificuldade da equipe em lidar com os conflitos emocionais dos pacientes. Os sintomas emocionais e psicológicos tendem a ser ignorados, em detrimento dos sintomas físicos. Estes são reconhecidos e aceitos com mais facilidade (Novaes, 1995). --------- Suzanne Leal Psicóloga CRP 21/01014 @amplapsicologia Fb.com/amplapsicologia amplapsi.com Texto completo: https://amplapsi.com/2018/07/26/a-doenca-e-o-hospital/ #adoecer  #cuidadospaliativos  #amplapsicologia  #psicologia  #psicologiahospitalar  #adoecimento  #amplapsi  #hospitalização 
As culturas tratam da doença e da morte de forma diferente, cada uma vivencia ao modo como foi construída ao longo dos anos.
No entanto, é preciso ver o homem como ser único, com suas histórias e vivências individuais, sem dualizar corpo-mente (KOVÁCS, 2003).
A experiência do adoecer é vivenciada de forma única por cada pessoa, sendo importante não generalizarmos os sentimentos do ser doente.
De acordo com Foucault (1975), a doença traz características psicológicas e orgânicas, tratando-se de uma reação global do indivíduo em sua totalidade.
No hospital, percebe-se uma dificuldade da equipe em lidar com os conflitos emocionais dos pacientes. Os sintomas emocionais e psicológicos tendem a ser ignorados, em detrimento dos sintomas físicos. Estes são reconhecidos e aceitos com mais facilidade (Novaes, 1995). --------- Suzanne Leal 
Psicóloga 
CRP 21/01014
@amplapsicologia 
Fb.com/amplapsicologia 
amplapsi.com

Texto completo: https://amplapsi.com/2018/07/26/a-doenca-e-o-hospital/

#adoecer #cuidadospaliativos #amplapsicologia #psicologia #psicologiahospitalar #adoecimento #amplapsi #hospitalização
As culturas tratam da doença e da morte de forma diferente, cada uma vivencia ao modo como foi construída ao longo dos anos. No entanto, é preciso ver o homem como ser único, com suas histórias e vivências individuais, sem dualizar corpo-mente (KOVÁCS, 2003). A experiência do adoecer é vivenciada de forma única por cada pessoa, sendo importante não generalizarmos os sentimentos do ser doente. De acordo com Foucault (1975), a doença traz características psicológicas e orgânicas, tratando-se de uma reação global do indivíduo em sua totalidade. No hospital, percebe-se uma dificuldade da equipe em lidar com os conflitos emocionais dos pacientes. Os sintomas emocionais e psicológicos tendem a ser ignorados, em detrimento dos sintomas físicos. Estes são reconhecidos e aceitos com mais facilidade (Novaes, 1995). --------- Suzanne Leal Psicóloga CRP 21/01014 @amplapsicologia Fb.com/amplapsicologia amplapsi.com Texto completo: https://amplapsi.com/2018/07/26/a-doenca-e-o-hospital/ #adoecer  #cuidadospaliativos  #amplapsicologia  #psicologia  #psicologiahospitalar  #adoecimento  #amplapsi  #hospitalização 
A doença nos coloca de frente com nossa própria fragilidade, com nossa finitude.  Entrar em contato com essas questões nos causa inquietação, angústia e medo. Vivemos adiando, procrastinando e agindo como se fôssemos viver para sempre. Bem, não vamos. Todos nós sabemos que um dia partiremos e que em algum momento perderemos alguém que amamos, mas evitamos pensar sobre o assunto.
Ao descobrir o diagnóstico de uma doença grave, nosso mundo se abala, perdemos o chão e o “controle” que achávamos que tínhamos (não temos, por mais que você insista que tem). Entramos em contato com nossas sombras e tudo aquilo que tememos e evitamos durante toda a nossa vida.
No entanto, a descoberta de uma doença grave também faz com que sejamos mais sinceros, conosco e com o outro. É difícil mentir, esconder, camuflar… principalmente porque sentimentos dor, medo e outras séries de sentimentos que nos aterrorizam. Pensamos no que perdemos, no que não fizemos e nas mil coisas que ainda temos que fazer. Fingimos ser quem não somos no trabalho, no barzinho, no shopping, mas diante do adoecimento não há como fingir, somos nós, inteiros e reais.

Suzanne Leal 
Psicóloga 
CRP 21/01014

Texto completo: https://amplapsi.com/2018/05/16/o-adoecer-quando-realmente-somos-sinceros/

#adoecimento #psicologia #amplapsicologia #oncologia #Psicologiahospitalar #psicologiaciencia #psicooncologia
A doença nos coloca de frente com nossa própria fragilidade, com nossa finitude.  Entrar em contato com essas questões nos causa inquietação, angústia e medo. Vivemos adiando, procrastinando e agindo como se fôssemos viver para sempre. Bem, não vamos. Todos nós sabemos que um dia partiremos e que em algum momento perderemos alguém que amamos, mas evitamos pensar sobre o assunto. Ao descobrir o diagnóstico de uma doença grave, nosso mundo se abala, perdemos o chão e o “controle” que achávamos que tínhamos (não temos, por mais que você insista que tem). Entramos em contato com nossas sombras e tudo aquilo que tememos e evitamos durante toda a nossa vida. No entanto, a descoberta de uma doença grave também faz com que sejamos mais sinceros, conosco e com o outro. É difícil mentir, esconder, camuflar… principalmente porque sentimentos dor, medo e outras séries de sentimentos que nos aterrorizam. Pensamos no que perdemos, no que não fizemos e nas mil coisas que ainda temos que fazer. Fingimos ser quem não somos no trabalho, no barzinho, no shopping, mas diante do adoecimento não há como fingir, somos nós, inteiros e reais. Suzanne Leal Psicóloga CRP 21/01014 Texto completo: https://amplapsi.com/2018/05/16/o-adoecer-quando-realmente-somos-sinceros/ #adoecimento  #psicologia  #amplapsicologia  #oncologia  #Psicologiahospitalar  #psicologiaciencia  #psicooncologia 
✔ Quer divulgar seu artigo? 🖋Divulga no Ampla Psicologia. ➡️ É só enviar seu artigo para amplapsicologia@gmail.com. ➡️ Não esquece de fazer um mini currículo para colocarmos abaixo do seu artigo, para que o leitor possa saber quem você é! 🖱 Acesse o link para saber mais: 
https://amplapsi.com/sejaumcolaborador/

#amplapsicologia #amplapsi #divulgueseuartigo #publique #psicologia #psicologiaciência #conhecimento #informação
A OMS definiu Cuidado Paliativo como: “Uma abordagem que promove a qualidade de vida de pacientes e seus familiares, que enfrentam doenças que ameacem a continuidade da vida, por meio da prevenção e do alívio do sofrimento. Requer identificação precoce, avaliação e tratamento da dor e outros problemas de natureza física, psicossocial e espiritual”. O Cuidado Paliativo supera a ideia de que não há nada para se fazer. Pelo contrário, há muito o que fazer. Deve-se estabelecer um acompanhamento ativo, acolhedor e respeitoso, além de construir uma relação empática e cuidadosa com o paciente e seus familiares, priorizando medidas de conforto e que proporcionem qualidade de vida. 	A qualidade de vida é fator primordial e inclui diversos aspectos da vida do paciente: social, pessoal, familiar, espiritual, psicológico, emocional. No entanto, deve-se superar e combater a sobrevida a qualquer custo. A equipe de saúde deve ser facilitadora para a resolução dos conflitos do paciente.

O Cuidado Paliativo defende o atendimento integrado, buscando atender ao paciente em todas as suas dimensões, compreendendo-o de forma individual para que se possa elaborar a melhor proposta de abordagem no cuidado a este paciente.

#cuidadospaliativos #oncologia #humanização #psicologia #psico-oncologia #câncer #amplapsicologia
A OMS definiu Cuidado Paliativo como: “Uma abordagem que promove a qualidade de vida de pacientes e seus familiares, que enfrentam doenças que ameacem a continuidade da vida, por meio da prevenção e do alívio do sofrimento. Requer identificação precoce, avaliação e tratamento da dor e outros problemas de natureza física, psicossocial e espiritual”. O Cuidado Paliativo supera a ideia de que não há nada para se fazer. Pelo contrário, há muito o que fazer. Deve-se estabelecer um acompanhamento ativo, acolhedor e respeitoso, além de construir uma relação empática e cuidadosa com o paciente e seus familiares, priorizando medidas de conforto e que proporcionem qualidade de vida. A qualidade de vida é fator primordial e inclui diversos aspectos da vida do paciente: social, pessoal, familiar, espiritual, psicológico, emocional. No entanto, deve-se superar e combater a sobrevida a qualquer custo. A equipe de saúde deve ser facilitadora para a resolução dos conflitos do paciente. O Cuidado Paliativo defende o atendimento integrado, buscando atender ao paciente em todas as suas dimensões, compreendendo-o de forma individual para que se possa elaborar a melhor proposta de abordagem no cuidado a este paciente. #cuidadospaliativos  #oncologia  #humanização  #psicologia  #psico -oncologia #câncer  #amplapsicologia 
A mudança que você precisa começa por você!

#mudar #bomdia #amplapsicologia #psicologia #transformação #insight #inspiração
🏷 É uma técnica psicoterápica de tempo limitado, que focaliza na queixa principal que levou o indivíduo a buscar ajuda. 🏷 É bastante utilizada em hospitais, pois permite trabalhar problemas emocionais ou psíquicos de forma rápida, focalizando em um problema.

#psicoterapiabreve #psicoterapia #psicologia #amplapsicologia #amplapsi #psicologiaclinica #psicologiaciencia #Psicologiahospitalar
Na somatizacao, os sintomas e os sofrimentos são reais. O corpo é usado de forma consciente ou inconsciente, através de sintomas variados pela ocorrência de uma patologia física qualquer ou na ausência da mesma. É o resultado de uma má adaptação do indivíduo a determinadas situações. O mal-estar é transferido para uma manifestação no corpo.

#somatização #psicossomática #psicologia #amplapsicologia #amplapsi
Na somatizacao, os sintomas e os sofrimentos são reais. O corpo é usado de forma consciente ou inconsciente, através de sintomas variados pela ocorrência de uma patologia física qualquer ou na ausência da mesma. É o resultado de uma má adaptação do indivíduo a determinadas situações. O mal-estar é transferido para uma manifestação no corpo. #somatização  #psicossomática  #psicologia  #amplapsicologia  #amplapsi 
São aqueles que não possuem achados patológicos, atribuindo-os à doenças físicas. Apesar dos sintomas não possuírem explicações físicas à primeira análise, as queixas do paciente não devem ser desconsideradas. Mente e corpo não são parcelas dissociadas de um mesmo corpo, por isso, esses sintomas devem ser analisados em um olhar ampliado, trabalhando com investigação de outras possibilidades diagnósticas e o diagnóstico diferencial. Independente do diagnóstico, a dor deve ser validada, já que ela existe independente de achados objetivos. 
#psicossomática #transtornosomatoforme #psicologia #amplapsicologia #amplapsi #dor #menteecorpo #cuidado #psicoterapia
São aqueles que não possuem achados patológicos, atribuindo-os à doenças físicas. Apesar dos sintomas não possuírem explicações físicas à primeira análise, as queixas do paciente não devem ser desconsideradas. Mente e corpo não são parcelas dissociadas de um mesmo corpo, por isso, esses sintomas devem ser analisados em um olhar ampliado, trabalhando com investigação de outras possibilidades diagnósticas e o diagnóstico diferencial. Independente do diagnóstico, a dor deve ser validada, já que ela existe independente de achados objetivos. #psicossomática  #transtornosomatoforme  #psicologia  #amplapsicologia  #amplapsi  #dor  #menteecorpo  #cuidado  #psicoterapia 
A Psicologia Hospitalar busca compreender as repercussões psicológicas do adoecimento que acomete o indivíduo e tem como objetivo principal minimizar seu sofrimento. 
O psicólogo fornece suporte emocional, favorecendo a elaboração de questões relativas ao adoecimento, hospitalização e tratamento. 
#psicologiaciência #psicologiahospitalar #amplapsicologia #amplapsi #adoecimento #cuidadospaliativos
💠Eu sei que eu sou a louca das listas, mas acreditem: elas ajudam! No meu caso,  por conta da questao da impulsividade, as listas  ajudam para estabelecer e lembrar metas (meu planejamento/gerenciamento de tempo e controle inibitorio forçado). Assim, as listas (e outras técnicas) podem funcionar tanto por uma questão prática (coisas do dia a dia), como estratégia para organizar os pensamentos e assim acaba ajudando na regulação emocional. 💠Na terapia com crianças, as listas tb são muito ultilizadas (ex. coisas que controlo e coisas que nao controlo; direitos e deveres; etc), assim como gráficos qdo a gente quer estabelecer tempo/horários. As listas e os gráficos tb costumam ser um recurso que ajuda na visualização de erros de pensamento, como ex. quando um clientinho me diz "Eu não tenho tempo pra brincar!" e depois que vamos fazer o gráfico pizza com seus horários, ele nota a quantidade de tempo que tem para as brincadeiras. ✏Ana

#façalistas #terapiacognitivacomportamental #infanciapositiva #espaçomaisterapias #amplapsicologia #reabme #criançaesperança #positivamente #divertidamente #neuropsicologiainfantil #terapiadacriança #mochiladeideias #maesdabahia. #maededuas #Teresina #Verdecap #consultoriopsicologia #psicologiapositiva #vidademaereal #tdah. #transtornodedéficitdeatençãoehiperatividade #ansiedadeinfantil #saudementalinfantil
💠Eu sei que eu sou a louca das listas, mas acreditem: elas ajudam! No meu caso, por conta da questao da impulsividade, as listas ajudam para estabelecer e lembrar metas (meu planejamento/gerenciamento de tempo e controle inibitorio forçado). Assim, as listas (e outras técnicas) podem funcionar tanto por uma questão prática (coisas do dia a dia), como estratégia para organizar os pensamentos e assim acaba ajudando na regulação emocional. 💠Na terapia com crianças, as listas tb são muito ultilizadas (ex. coisas que controlo e coisas que nao controlo; direitos e deveres; etc), assim como gráficos qdo a gente quer estabelecer tempo/horários. As listas e os gráficos tb costumam ser um recurso que ajuda na visualização de erros de pensamento, como ex. quando um clientinho me diz "Eu não tenho tempo pra brincar!" e depois que vamos fazer o gráfico pizza com seus horários, ele nota a quantidade de tempo que tem para as brincadeiras. ✏Ana #façalistas  #terapiacognitivacomportamental  #infanciapositiva  #espaçomaisterapias  #amplapsicologia  #reabme  #criançaesperança  #positivamente  #divertidamente  #neuropsicologiainfantil  #terapiadacriança  #mochiladeideias  #maesdabahia . #maededuas  #Teresina  #Verdecap  #consultoriopsicologia  #psicologiapositiva  #vidademaereal  #tdah . #transtornodedéficitdeatençãoehiperatividade  #ansiedadeinfantil  #saudementalinfantil 
Magoar o outro não minimiza nossas dificuldades, só as torna maiores.

#bomdia #psicologiaciencia #amplapsicologia #amplapsi
“No mundo atual, não basta ser inteligente, esperto e preparado para competir. É preciso ter calma e empatia e persistir diante das frustrações para conseguir viver bem no amor, ser feliz com a família e vencer no mercado de trabalho.”
{Daniel Golemam} 💙

#educaçaoemocional #copingskills #terapiabaseadaemevidências #tempojunto #Infantocare #infanciapositiva #amplapsicologia #teresinakids #terapiadecriança #grupoinfantil #psicologiaescolar #criançafeliz #criancaesperanca #psicologiapositiva
“No mundo atual, não basta ser inteligente, esperto e preparado para competir. É preciso ter calma e empatia e persistir diante das frustrações para conseguir viver bem no amor, ser feliz com a família e vencer no mercado de trabalho.” {Daniel Golemam} 💙 #educaçaoemocional  #copingskills  #terapiabaseadaemevidências  #tempojunto  #Infantocare  #infanciapositiva  #amplapsicologia  #teresinakids  #terapiadecriança  #grupoinfantil  #psicologiaescolar  #criançafeliz  #criancaesperanca  #psicologiapositiva 
"A dor pode perturbar ou interferir seriamente em vários aspectos da vida diária, como  profissão, estudos, e relacionamento. Algumas pessoas  chegam a transformar sua  dor em um foco preponderante em  suas vidas. (Ballone, 2002, p.198). Os processos psicológicos, assim como as experiências passadas e cultura, influenciam na percepção e resposta à dor. Em alguns casos, a mera verbalização assegura o término do processo doloroso e propicia  alívio total. Portanto, a presença da dor pode ser determinada por necessidades psicológicas pessoais específicas. Esse modelo sugere que a ocorrência de dor seja modificada por processos psicológicos que agem no sentido  modulador.

Para Filho (1992, p.170): (...) quando alguém sente dor, nós tomamos conhecimento do fato porque o indivíduo demonstra seu sofrimento por comportamentos: queixa-se, geme, lamuria-se, executa determinados gestos ou assume determinadas posições que visam à melhora da dor. Tal conduta pode ser considerada normal, pois serve para comunicar o que está passando e solicitar auxílio. A exibição desse comportamento na ausência de dor é anormal e constitui o “comportamento de dor crônica". #psicologiadador #psicologia
#amplapsicologia #amplapsi #psicologiaciência
"A dor pode perturbar ou interferir seriamente em vários aspectos da vida diária, como  profissão, estudos, e relacionamento. Algumas pessoas  chegam a transformar sua  dor em um foco preponderante em  suas vidas. (Ballone, 2002, p.198). Os processos psicológicos, assim como as experiências passadas e cultura, influenciam na percepção e resposta à dor. Em alguns casos, a mera verbalização assegura o término do processo doloroso e propicia  alívio total. Portanto, a presença da dor pode ser determinada por necessidades psicológicas pessoais específicas. Esse modelo sugere que a ocorrência de dor seja modificada por processos psicológicos que agem no sentido  modulador. Para Filho (1992, p.170): (...) quando alguém sente dor, nós tomamos conhecimento do fato porque o indivíduo demonstra seu sofrimento por comportamentos: queixa-se, geme, lamuria-se, executa determinados gestos ou assume determinadas posições que visam à melhora da dor. Tal conduta pode ser considerada normal, pois serve para comunicar o que está passando e solicitar auxílio. A exibição desse comportamento na ausência de dor é anormal e constitui o “comportamento de dor crônica". #psicologiadador  #psicologia  #amplapsicologia  #amplapsi  #psicologiaciência 
"Hoje, não basta ir a um bom restaurante. Há uma necessidade de expor o jantar. É o olhar de aprovação alheio que dirá se aquilo tem valor. Somos todos narcisistas e, hoje, os espelhos são as redes sociais. É preciso compreender, no entanto, que o narcisismo não é apenas sinônimo de vaidade, ele é o desespero para corresponder ao desejo do outro e, assim, se ver reconhecido" (Gina Strozzi)

A necessidade da aprovação do outro está nos adoecendo. Estamos deixando de viver nossos desejos para viver os desejos do outro. Estamos deixando de ser quem somos para viver o que o outro quer (esperando sua aprovação). E no final de tudo, ficamos perdidos, divagando no passado sobre o que poderia ter sido, o que poderia ter feito... Suzanne Leal
CRP 21/01014
@amplapsicologia 
fb.com/amplapsicologia 
#narcisismo #psicologia #amplapsi #amplapsicologia #psicologiaciência #psicologiahospitalar #psicoterapia
"Hoje, não basta ir a um bom restaurante. Há uma necessidade de expor o jantar. É o olhar de aprovação alheio que dirá se aquilo tem valor. Somos todos narcisistas e, hoje, os espelhos são as redes sociais. É preciso compreender, no entanto, que o narcisismo não é apenas sinônimo de vaidade, ele é o desespero para corresponder ao desejo do outro e, assim, se ver reconhecido" (Gina Strozzi) A necessidade da aprovação do outro está nos adoecendo. Estamos deixando de viver nossos desejos para viver os desejos do outro. Estamos deixando de ser quem somos para viver o que o outro quer (esperando sua aprovação). E no final de tudo, ficamos perdidos, divagando no passado sobre o que poderia ter sido, o que poderia ter feito... Suzanne Leal CRP 21/01014 @amplapsicologia fb.com/amplapsicologia #narcisismo  #psicologia  #amplapsi  #amplapsicologia  #psicologiaciência  #psicologiahospitalar  #psicoterapia 
Comece acreditando mais em você! Que você é capaz! Saiba reconhecer suas potencialidades! Aprenda a superar seus limites! 
#potencialidade #psicologia #psicologiaciência #acrediteemsi #fimdesemana #superelimites #amplapsicologia #amplapsi
Sobre a Depressão:
- Não é preguiça;
- Pensamento de suicídio não é pra chamar atenção;
- Crise de ansiedade não é frescura;
- Transtorno mental não é "coisa de doido";
- E não, as coisas não são "assim mesmo", elas não precisam ser tão duras!!!
Busque ajuda especializada! Faça psicoterapia! 😘

#psicologia #psicoterapia #amplapsicologia #amplapsi #psicologiaciência #amopsicologia
Sobre a Depressão: - Não é preguiça; - Pensamento de suicídio não é pra chamar atenção; - Crise de ansiedade não é frescura; - Transtorno mental não é "coisa de doido"; - E não, as coisas não são "assim mesmo", elas não precisam ser tão duras!!! Busque ajuda especializada! Faça psicoterapia! 😘 #psicologia  #psicoterapia  #amplapsicologia  #amplapsi  #psicologiaciência  #amopsicologia 
Estamos perdendo a sensibilidade, a empatia. As piadas cruéis, os berros agressivos, a não compreensão do outro, a deterioração do respeito... tudo isso se disseminando ferozmente nas redes sociais, nas ruas, no trabalho, em casa. É uma necessidade de apontar o outro com palavras de ódio e animosidade. [Infelizmente]

#empatia #sensibilidade #humanidade #psicologia #amplapsicologia #amplapsi #psicologiaciência
Presta atenção! Bom fim de semana!!! 😘😘😘 #fimdesemana #sabado #psicologia #amplapsicologia
Ocupar-se demais também pode significar "fuga" de algo que nos incomoda. 
#psicologia #amplapsi #amplapsicologia #psicologiahospitalar #cuidadospaliativos #psicologiaclinica #resiliência #psicologiaciência
O que não é seu e você está carregando pra si?

#amplapsicologia #amplapsi #psicologia #psicologiaclinica #neuroses #insight #adoecimento #vinculo #familia
Na pressa de ganhar mais tempo e evitar nosso temido fim, fazemos promessas, barganhamos, nos ludibriamos fingindo que tudo vai ser diferente. Até vai, mas não de uma forma milagrosa e fantasiosa. A verdade sobre quem somos está estampada no nosso rosto, nas nossas lágrimas, na nossa postura. Percebemos quem somos e o que tanto queríamos fazer na vida.

Percebemos quando o outro não está sendo sincero e nos esconde algo. Somos honestos, não há como fingir não sentir dor (considere o conceito de Dor Total), não há como fingir o medo tão vivo em nossos olhos. Percebemos que podemos dizer ‘não’ e que não precisamos nos machucar para agradar o outro.

Talvez seja o momento em que fica perfeitamente claro o quanto devemos respeitar nossos limites e que anular-se nunca valeu à pena. É o momento de reelaborar o sentido da vida, reavaliar nossos arrependimentos e dar significado ao que construímos. E tudo fica claro. É verdade que muitos conseguem chegar a essa honestidade, mas preferem não enfrentá-la e acabam criando um casulo em torno de si mesmo. 
Suzanne Leal
CRP 21/01014
@amplapsicologia 
@mindterapias
fb.com/amplapsicologia

#psicologia #amplapsicologia #amplapsi #mindterapias #psicologiahospitalar #psicologiaclinica #resiliência
Na pressa de ganhar mais tempo e evitar nosso temido fim, fazemos promessas, barganhamos, nos ludibriamos fingindo que tudo vai ser diferente. Até vai, mas não de uma forma milagrosa e fantasiosa. A verdade sobre quem somos está estampada no nosso rosto, nas nossas lágrimas, na nossa postura. Percebemos quem somos e o que tanto queríamos fazer na vida. Percebemos quando o outro não está sendo sincero e nos esconde algo. Somos honestos, não há como fingir não sentir dor (considere o conceito de Dor Total), não há como fingir o medo tão vivo em nossos olhos. Percebemos que podemos dizer ‘não’ e que não precisamos nos machucar para agradar o outro. Talvez seja o momento em que fica perfeitamente claro o quanto devemos respeitar nossos limites e que anular-se nunca valeu à pena. É o momento de reelaborar o sentido da vida, reavaliar nossos arrependimentos e dar significado ao que construímos. E tudo fica claro. É verdade que muitos conseguem chegar a essa honestidade, mas preferem não enfrentá-la e acabam criando um casulo em torno de si mesmo. Suzanne Leal CRP 21/01014 @amplapsicologia @mindterapias fb.com/amplapsicologia #psicologia  #amplapsicologia  #amplapsi  #mindterapias  #psicologiahospitalar  #psicologiaclinica  #resiliência 
A morte traz em si um contorno ímpar que desperta cada membrana do nosso corpo e revira os nossos sentidos. Não de uma forma boa, claro. A morte não é bonita. Mas tem uma tristeza ímpar que causa intensa dor a todos nós. Temos medo de morrer. Temos medo de perder quem amamos.

#psicologia #amplapsicologia #bomdia #amplapsi #perdas #psicologiahospitalar #oncologia #psico-oncologia #psicologiaclinica #luto
Às vezes só nos apegamos ao 
que é ruim, revivemos e remoemos àquilo que nos machucou. 
Avalie seu dia e veja quantas coisas boas você teve... não deixe passar desapercebido... #bomdia #psicologiahospitalar #psicologiaciência #psicologiaclinica #amplapsicologia #amplapsi #refletir #mensagem
#Repost @amplapsicologia (@get_repost)
・・・
A Depressão não atinge só a pessoa que a tem, atinge quem está ao redor. Para quem está de fora, é difícil compreender, difícil imaginar como é sentir tristeza profunda e sem motivo, um vazio que sufoca, a perda do sentido de tudo. A pessoa se isola, ao mesmo tempo em que afasta as pessoas.
Compreenda antes de julgar.
Busque terapia!

#amplapsicologia #amplapsi #psicologia #depressão #cuide #façapsicoterapia #busqueajuda
#Repost  @amplapsicologia (@get_repost) ・・・ A Depressão não atinge só a pessoa que a tem, atinge quem está ao redor. Para quem está de fora, é difícil compreender, difícil imaginar como é sentir tristeza profunda e sem motivo, um vazio que sufoca, a perda do sentido de tudo. A pessoa se isola, ao mesmo tempo em que afasta as pessoas. Compreenda antes de julgar. Busque terapia! #amplapsicologia  #amplapsi  #psicologia  #depressão  #cuide  #façapsicoterapia  #busqueajuda 
A Depressão não atinge só a pessoa que a tem, atinge quem está ao redor. Para quem está de fora, é difícil compreender, difícil imaginar como é sentir tristeza profunda e sem motivo, um vazio que sufoca, a perda do sentido de tudo. A pessoa se isola, ao mesmo tempo em que afasta as pessoas.
Compreenda antes de julgar.
Busque terapia!

#amplapsicologia #amplapsi #psicologia #depressão #cuide #façapsicoterapia #busqueajuda
A Depressão não atinge só a pessoa que a tem, atinge quem está ao redor. Para quem está de fora, é difícil compreender, difícil imaginar como é sentir tristeza profunda e sem motivo, um vazio que sufoca, a perda do sentido de tudo. A pessoa se isola, ao mesmo tempo em que afasta as pessoas. Compreenda antes de julgar. Busque terapia! #amplapsicologia  #amplapsi  #psicologia  #depressão  #cuide  #façapsicoterapia  #busqueajuda 
Fazer terapia nos reconcilia com nosso próprio Ser!

#amplapsicologia #amplapsi #carlrogers #psicologia #façapsicoterapia
O adoecer nos coloca de frente à nós mesmos.

Suzanne Leal 
Psicóloga 
CRP 21/01014

#bomdia #psicologia #amplapsicologia #amplapsi #adoecer #psicologiahospitalar
#psicologiaciência

@amplapsicologia 
fb.com/amplapsicologia
"Existem fatores que favorecem o desenvolvimento de doenças psicossomáticas, como: • Dificuldades em reconhecer, elaborar e expressar os próprios sentimentos. Pessoas que negam um problema ou uma sensação de angústia, que tentam se convencer de que estão bem ao invés de elaborar e expressar o que realmente estão sentindo podem ser mais susceptíveis a esse tipo de transtorno; • Fragilidade do ego; • Intolerância maior ao estresse, ansiedade ou a traumas psicológicos de maneira generalizada". #psicologia
#amplapsicologia
#psicossomática #amplapsi #façaterapia #psicoterapia #psicologiahospitalar #psicologiaciência #psicologiaclinica
"Existem fatores que favorecem o desenvolvimento de doenças psicossomáticas, como: • Dificuldades em reconhecer, elaborar e expressar os próprios sentimentos. Pessoas que negam um problema ou uma sensação de angústia, que tentam se convencer de que estão bem ao invés de elaborar e expressar o que realmente estão sentindo podem ser mais susceptíveis a esse tipo de transtorno; • Fragilidade do ego; • Intolerância maior ao estresse, ansiedade ou a traumas psicológicos de maneira generalizada". #psicologia  #amplapsicologia  #psicossomática  #amplapsi  #façaterapia  #psicoterapia  #psicologiahospitalar  #psicologiaciência  #psicologiaclinica 
A  descoberta de uma doença grave também faz com que sejamos mais sinceros, conosco e com o outro. É difícil mentir, esconder, camuflar... principalmente porque sentimentos dor, medo e outras séries de sentimentos que nos aterrorizam. Pensamos no que perdemos, no que não fizemos e nas mil coisas que ainda temos que fazer. Fingimos ser quem não somos no trabalho, no barzinho, no shopping, mas diante do adoecimento não há como fingir, somos nós, inteiros e reais.

#psicologia #amplapsicologia #amplapsi #adoecimento #psicologiahospitalar #medimagem #amopsicologia #façapsicoterapia #oncologia #adoecer #humanização
A  descoberta de uma doença grave também faz com que sejamos mais sinceros, conosco e com o outro. É difícil mentir, esconder, camuflar... principalmente porque sentimentos dor, medo e outras séries de sentimentos que nos aterrorizam. Pensamos no que perdemos, no que não fizemos e nas mil coisas que ainda temos que fazer. Fingimos ser quem não somos no trabalho, no barzinho, no shopping, mas diante do adoecimento não há como fingir, somos nós, inteiros e reais. #psicologia  #amplapsicologia  #amplapsi  #adoecimento  #psicologiahospitalar  #medimagem  #amopsicologia  #façapsicoterapia  #oncologia  #adoecer  #humanização 
#Repost @amplapsicologia (@get_repost)
・・・
"A dor pode perturbar ou interferir seriamente em vários aspectos da vida diária, como  profissão, estudos, e relacionamento. Algumas pessoas  chegam a transformar sua  dor em um foco preponderante em  suas vidas. (Ballone, 2002, p.198). Os processos psicológicos, assim como as experiências passadas e cultura, influenciam na percepção e resposta à dor. Em alguns casos, a mera verbalização assegura o término do processo doloroso e propicia  alívio total. Portanto, a presença da dor pode ser determinada por necessidades psicológicas pessoais específicas. Esse modelo sugere que a ocorrência de dor seja modificada por processos psicológicos que agem no sentido  modulador.

Para Filho (1992, p.170): (...) quando alguém sente dor, nós tomamos conhecimento do fato porque o indivíduo demonstra seu sofrimento por comportamentos: queixa-se, geme, lamuria-se, executa determinados gestos ou assume determinadas posições que visam à melhora da dor. Tal conduta pode ser considerada normal, pois serve para comunicar o que está passando e solicitar auxílio. A exibição desse comportamento na ausência de dor é anormal e constitui o “comportamento de dor crônica". #psicologiadador #psicologia
#amplapsicologia #amplapsi #inconsciente #psicologiahospitalar #psicologiaclinica #façapsicoterapia #bomdia
#Repost  @amplapsicologia (@get_repost) ・・・ "A dor pode perturbar ou interferir seriamente em vários aspectos da vida diária, como  profissão, estudos, e relacionamento. Algumas pessoas  chegam a transformar sua  dor em um foco preponderante em  suas vidas. (Ballone, 2002, p.198). Os processos psicológicos, assim como as experiências passadas e cultura, influenciam na percepção e resposta à dor. Em alguns casos, a mera verbalização assegura o término do processo doloroso e propicia  alívio total. Portanto, a presença da dor pode ser determinada por necessidades psicológicas pessoais específicas. Esse modelo sugere que a ocorrência de dor seja modificada por processos psicológicos que agem no sentido  modulador. Para Filho (1992, p.170): (...) quando alguém sente dor, nós tomamos conhecimento do fato porque o indivíduo demonstra seu sofrimento por comportamentos: queixa-se, geme, lamuria-se, executa determinados gestos ou assume determinadas posições que visam à melhora da dor. Tal conduta pode ser considerada normal, pois serve para comunicar o que está passando e solicitar auxílio. A exibição desse comportamento na ausência de dor é anormal e constitui o “comportamento de dor crônica". #psicologiadador  #psicologia  #amplapsicologia  #amplapsi  #inconsciente  #psicologiahospitalar  #psicologiaclinica  #façapsicoterapia  #bomdia 
"A dor pode perturbar ou interferir seriamente em vários aspectos da vida diária, como  profissão, estudos, e relacionamento. Algumas pessoas  chegam a transformar sua  dor em um foco preponderante em  suas vidas. (Ballone, 2002, p.198). Os processos psicológicos, assim como as experiências passadas e cultura, influenciam na percepção e resposta à dor. Em alguns casos, a mera verbalização assegura o término do processo doloroso e propicia  alívio total. Portanto, a presença da dor pode ser determinada por necessidades psicológicas pessoais específicas. Esse modelo sugere que a ocorrência de dor seja modificada por processos psicológicos que agem no sentido  modulador.

Para Filho (1992, p.170): (...) quando alguém sente dor, nós tomamos conhecimento do fato porque o indivíduo demonstra seu sofrimento por comportamentos: queixa-se, geme, lamuria-se, executa determinados gestos ou assume determinadas posições que visam à melhora da dor. Tal conduta pode ser considerada normal, pois serve para comunicar o que está passando e solicitar auxílio. A exibição desse comportamento na ausência de dor é anormal e constitui o “comportamento de dor crônica". #psicologiadador #psicologia
#amplapsicologia #amplapsi #inconsciente #psicologiahospitalar #psicologiaclinica #façapsicoterapia #bomdia
"A dor pode perturbar ou interferir seriamente em vários aspectos da vida diária, como  profissão, estudos, e relacionamento. Algumas pessoas  chegam a transformar sua  dor em um foco preponderante em  suas vidas. (Ballone, 2002, p.198). Os processos psicológicos, assim como as experiências passadas e cultura, influenciam na percepção e resposta à dor. Em alguns casos, a mera verbalização assegura o término do processo doloroso e propicia  alívio total. Portanto, a presença da dor pode ser determinada por necessidades psicológicas pessoais específicas. Esse modelo sugere que a ocorrência de dor seja modificada por processos psicológicos que agem no sentido  modulador. Para Filho (1992, p.170): (...) quando alguém sente dor, nós tomamos conhecimento do fato porque o indivíduo demonstra seu sofrimento por comportamentos: queixa-se, geme, lamuria-se, executa determinados gestos ou assume determinadas posições que visam à melhora da dor. Tal conduta pode ser considerada normal, pois serve para comunicar o que está passando e solicitar auxílio. A exibição desse comportamento na ausência de dor é anormal e constitui o “comportamento de dor crônica". #psicologiadador  #psicologia  #amplapsicologia  #amplapsi  #inconsciente  #psicologiahospitalar  #psicologiaclinica  #façapsicoterapia  #bomdia 
Quando algo incomodar no outro, questione-se o que há de errado consigo mesmo?! #psicologiahospitalar #psicologiaclinica #amplapsicologia #amplapsi #psicologiadador #freud #façaterapia #empatia