an online Instagram web viewer

#agudas medias

Photos

"Las palabras #agudas son aquellas que llevan acento en la última sílaba. Se les marca #tilde cuando terminan en ‘n´, ‘s’ o vocal; por consiguiente, a la palabra ‘salmón’ se le marca la tilde en la ‘ó’. Además, recordemos que a las palabras escritas en mayúsculas sostenida también se les marca tilde, si lo requieren". #Escribebien Gracias @camisalazar7
"Las palabras #agudas  son aquellas que llevan acento en la última sílaba. Se les marca #tilde  cuando terminan en ‘n´, ‘s’ o vocal; por consiguiente, a la palabra ‘salmón’ se le marca la tilde en la ‘ó’. Además, recordemos que a las palabras escritas en mayúsculas sostenida también se les marca tilde, si lo requieren". #Escribebien  Gracias @camisalazar7
La palabra ‘reparación’ lleva #tilde en la ‘o’, ya que es una palabra aguda y termina en ‘n’. Las palabas #agudas son las que tienen el acento en la última sílaba, y se tildan si terminan en vocales o en las consonantes ‘n’ o ‘s’. #Escribebien Agradecemos a @stefaramire5 por su aporte.
La palabra ‘reparación’ lleva #tilde  en la ‘o’, ya que es una palabra aguda y termina en ‘n’. Las palabas #agudas  son las que tienen el acento en la última sílaba, y se tildan si terminan en vocales o en las consonantes ‘n’ o ‘s’. #Escribebien  Agradecemos a @stefaramire5 por su aporte.
Trabajamos de forma manipulativa la sílaba tónica y clasificación de las palabras según su posición.
.
#silabatonica #agudas #llanas #esdrujulas #acentuacion #aulapt #aprendizajesignificativo #aprenderjugando
Deshielo, estados de agregación, ciclo del agua, usos del agua...y como el tiempo está regular, hoy hemos tenido: ☔️ LLUVIAS DE PALABRAS 🌧  En cada gotita, el alumno ha escrito una palabra de cada tipo que luego hemos colgado en la nube correspondiente.
.
💡Inspirado en las nubes gramaticales de @rincondeunamaestra ¡Gracias!
.
.
.
#acentuación #esdrújulas #llanas #agudas #TiposDePalabras
#AprendizajeBasadoEnProyectos #ABP #AprendizajeServicio #TrabajoPorProyectos #SinLibroDeTexto #VoluntariosPorElMundo #EducaciónEnValores #TerceroDePrimaria #MaestroJuanCarlos #EducaciónPrimaria #CEIPSanCristóbal #EducaciónInfantil #claustroig #claustrodeig #SerMaestro #educación #maestra #maestro #MurcianicosEnElCole  #MisCosasDeMaestro 
#MeGustaLoQueHago #AdoroMiTrabajo #maestro_juancarlos #docentes
Deshielo, estados de agregación, ciclo del agua, usos del agua...y como el tiempo está regular, hoy hemos tenido: ☔️ LLUVIAS DE PALABRAS 🌧 En cada gotita, el alumno ha escrito una palabra de cada tipo que luego hemos colgado en la nube correspondiente. . 💡Inspirado en las nubes gramaticales de @rincondeunamaestra ¡Gracias! . . . #acentuación  #esdrújulas  #llanas  #agudas  #TiposDePalabras  #AprendizajeBasadoEnProyectos  #ABP  #AprendizajeServicio  #TrabajoPorProyectos  #SinLibroDeTexto  #VoluntariosPorElMundo  #EducaciónEnValores  #TerceroDePrimaria  #MaestroJuanCarlos  #EducaciónPrimaria  #CEIPSanCristóbal  #EducaciónInfantil  #claustroig  #claustrodeig  #SerMaestro  #educación  #maestra  #maestro  #MurcianicosEnElCole  #MisCosasDeMaestro  #MeGustaLoQueHago  #AdoroMiTrabajo  #maestro_juancarlos  #docentes 
A minha reação foi leve a moderada 🙏🏽
@Regran_ed from @drgustavograco -  Reações adversas #agudas aos meios de #contraste #iodados: ℹ️Reação adversa que ocorre dentro da primeira #hora após a administração do meio de contraste.
.
📊#Reações anafilactoides são #raras, respondendo por apenas 0,6% dos casos, sendo só 0,04% considerado agressivos.
.
⚠️Fatores de #risco: Os fatores de risco usualmente são identificados e avaliados através da aplicação de formulários/entrevistas pré-exame.
• Asma: Apesar de pacientes asmáticos possuírem 6 a 10x mais risco de desenvolver reações graves ao contraste, o risco ainda assim permanece #baixo, logo, não consiste em contra-indicação à realização da tomografia com contraste.
• História de múltiplas alergias: Não é contra-indicação, por vezes sendo necessária uma história mais detalhada. Vale salientar que #alergia a #crustáceos, irritações / alergias na pele decorrente de anti-sépticos com #iodo não está associada com risco aumentado de #alergias ao contraste.
• História de reação #prévia ao meio de contraste iodado: mais #detalhes devem ser obtidos e métodos #diagnósticos #alternativos (tomografia #sem contraste, #ultrassonografia ou #ressonância #magnética) podem ser considerados.
• Ansiedade: estudos demonstraram que pacientes em alto nível de #ansiedade tem risco aumentado de reações adversas “não-vagais”
🔘Reações #leves: geralmente desaparecem sem qualquer tratamento específico. Exemplos: náuseas, vômitos, vermelhidão, coceira, urticária leve e dor de cabeça.
🔘Reações #moderadas: sintomas mais proeminentes, que exigem atenção médica com tratamento específico. Exemplos: urticária acentuada, vômitos severos, broncoespasmo, edema na face, edema laríngeo e ataques vasovagais (redução da pressão arterial e da frequência respiratória)
🔘Reações #graves: parada respiratória, parada cardíaca, edema pulmonar, convulsões e choque hipovolêmico. Ocorre apenas em 0,04% a 0,0004% dos pacientes que receberam contraste iodado não iônico e de baixa osmolalidade. O risco de morte é raro, estimado em 1:170.000. 
#meiosdecontraste #contrasteiodado #angiotomografia #reacaoadversa #tomografia #vidaetrombose
A minha reação foi leve a moderada 🙏🏽 @Regran_ed from @drgustavograco - Reações adversas #agudas  aos meios de #contraste  #iodados : ℹ️Reação adversa que ocorre dentro da primeira #hora  após a administração do meio de contraste. . 📊#Reações  anafilactoides são #raras , respondendo por apenas 0,6% dos casos, sendo só 0,04% considerado agressivos. . ⚠️Fatores de #risco : Os fatores de risco usualmente são identificados e avaliados através da aplicação de formulários/entrevistas pré-exame. • Asma: Apesar de pacientes asmáticos possuírem 6 a 10x mais risco de desenvolver reações graves ao contraste, o risco ainda assim permanece #baixo , logo, não consiste em contra-indicação à realização da tomografia com contraste. • História de múltiplas alergias: Não é contra-indicação, por vezes sendo necessária uma história mais detalhada. Vale salientar que #alergia  a #crustáceos , irritações / alergias na pele decorrente de anti-sépticos com #iodo  não está associada com risco aumentado de #alergias  ao contraste. • História de reação #prévia  ao meio de contraste iodado: mais #detalhes  devem ser obtidos e métodos #diagnósticos  #alternativos  (tomografia #sem  contraste, #ultrassonografia  ou #ressonância  #magnética ) podem ser considerados. • Ansiedade: estudos demonstraram que pacientes em alto nível de #ansiedade  tem risco aumentado de reações adversas “não-vagais” 🔘Reações #leves : geralmente desaparecem sem qualquer tratamento específico. Exemplos: náuseas, vômitos, vermelhidão, coceira, urticária leve e dor de cabeça. 🔘Reações #moderadas : sintomas mais proeminentes, que exigem atenção médica com tratamento específico. Exemplos: urticária acentuada, vômitos severos, broncoespasmo, edema na face, edema laríngeo e ataques vasovagais (redução da pressão arterial e da frequência respiratória) 🔘Reações #graves : parada respiratória, parada cardíaca, edema pulmonar, convulsões e choque hipovolêmico. Ocorre apenas em 0,04% a 0,0004% dos pacientes que receberam contraste iodado não iônico e de baixa osmolalidade. O risco de morte é raro, estimado em 1:170.000. #meiosdecontraste  #contrasteiodado  #angiotomografia  #reacaoadversa  #tomografia  #vidaetrombose 
RICE: descanso+ hielo+ compresión+ elevación #fisioterapia #trauma #lesiones #agudas #comidachina
Palabras, esas que cogidas de la mano escriben historias. Esas que pueden hablar de ti, de mi, del mundo. Palabras, esas que un día te dañan y otro te curan. Esas que salen de la razón, del alma o del corazón, también de la maldad. Palabras escritas, borradas, tachadas. Las que te dibujan, te juzgan y te definen. Palabras, esas libres en tu boca, regaladas al amor, vendidas a cualquier postor. Que tu vida sea un lugar en donde las palabras sean un continuo bienestar, en donde ellas te llenen de luz, en donde ellas te hagan inolvidable para quien las logra ver en ti 🆕🆓🆙🤗. #letras#silabas#vocales#mayusculas#consonantes#minusculas#esdrujulas#bonitas#feas#agudas#sinceras
Palabras, esas que cogidas de la mano escriben historias. Esas que pueden hablar de ti, de mi, del mundo. Palabras, esas que un día te dañan y otro te curan. Esas que salen de la razón, del alma o del corazón, también de la maldad. Palabras escritas, borradas, tachadas. Las que te dibujan, te juzgan y te definen. Palabras, esas libres en tu boca, regaladas al amor, vendidas a cualquier postor. Que tu vida sea un lugar en donde las palabras sean un continuo bienestar, en donde ellas te llenen de luz, en donde ellas te hagan inolvidable para quien las logra ver en ti 🆕🆓🆙🤗. #letras #silabas #vocales #mayusculas #consonantes #minusculas #esdrujulas #bonitas #feas #agudas #sinceras 
Arrugas
Acuarela sobre tela 60x120 cm
( obra disponible )
Cuadro al que le tengo un especial cariño, pues es el primer retrato que hago, lleva ya haciéndome compañía alguna tiempo 😊. #watercolor #acuarela #retrato #portaits #canvas #arrugas #wrinkles #color #art #agudas #oldwoman #abuelas #tiempo #surcos #textura #texture #miradas #looks #anciana #acrilyc #drawing #art #arte #pintoresmurcianos #murcia
Hoy nuestra cita es a las 4:00 pm por @mundovisionejecafetero •
•
•
@tu_programa @claudiafrancoc @verdeturquesapereira @lopez1lina @imeceducacion #imeceducacion #imecpereira #imec #pereira #educacion #television #magazine #redessociales #agudas
#Lingua #galega.
#Plural de #palabras #agudas de máis dunha #sílaba rematadas en —l no #singular: substitúese o —l polo morfema —is: #animal, animais.
Xosé Feixó Cid. As normas ortográficas e morfolóxicas da lingua galega. Actualización, complementos e desviacións. Normativa aprobada en 2003. Vigo. Eds do Cumio. 2004. 4ª edición. Páx. 61.
#Lingua  #galega . #Plural  de #palabras  #agudas  de máis dunha #sílaba  rematadas en —l no #singular : substitúese o —l polo morfema —is: #animal , animais. Xosé Feixó Cid. As normas ortográficas e morfolóxicas da lingua galega. Actualización, complementos e desviacións. Normativa aprobada en 2003. Vigo. Eds do Cumio. 2004. 4ª edición. Páx. 61.
Este talvez seja um dos enredos mais fortes da primeira década de 2000. Obra-prima produzida pelas mãos do ilustríssimo carnavalesco e Pós-Doutor Milton Cunha. Com este samba primoroso, a África e o Brasil dançaram juntos e fizeram uma festa cheia de magia e redenção .

Unidos da Tijuca / Agudás: os que levaram a África no coração e trouxeram para o coração da África, o Brasil! / 2003

#unidosdatijuca #tijuca #morrodoborel #borel #carnaval #frasista #frasistadosamba #samba #pagode #sapucai #miltoncunha #agudas #orixas #negros #africa
Este talvez seja um dos enredos mais fortes da primeira década de 2000. Obra-prima produzida pelas mãos do ilustríssimo carnavalesco e Pós-Doutor Milton Cunha. Com este samba primoroso, a África e o Brasil dançaram juntos e fizeram uma festa cheia de magia e redenção . Unidos da Tijuca / Agudás: os que levaram a África no coração e trouxeram para o coração da África, o Brasil! / 2003 #unidosdatijuca  #tijuca  #morrodoborel  #borel  #carnaval  #frasista  #frasistadosamba  #samba  #pagode  #sapucai  #miltoncunha  #agudas  #orixas  #negros  #africa 
Reações adversas #agudas aos meios de #contraste #iodados:
.
ℹ️Reação adversa que ocorre dentro da primeira #hora após a administração do meio de contraste.
.
📊#Reações anafilactoides são #raras, respondendo por apenas 0,6% dos casos, sendo só 0,04% considerado agressivos.
.
⚠️Fatores de #risco: Os fatores de risco usualmente são identificados e avaliados através da aplicação de formulários / entrevistas pré-exame.
• Asma: Apesar de pacientes asmáticos possuírem 6 a 10x mais risco de desenvolver reações graves ao contraste, o risco ainda assim permanece #baixo, logo, não consiste em contra-indicação à realização da tomografia com contraste.
• História de múltiplas alergias: Não é contra-indicação, por vezes sendo necessária uma história mais detalhada. Vale salientar que #alergia a #crustáceos, irritações / alergias na pele decorrente de anti-sépticos com #iodo não está associada com risco aumentado de #alergias ao contraste.
• História de reação #prévia ao meio de contraste iodado: mais #detalhes devem ser obtidos e métodos #diagnósticos #alternativos (tomografia #sem contraste, #ultrassonografia ou #ressonância #magnética) podem ser considerados.
• Ansiedade: estudos demonstraram que pacientes em alto nível de #ansiedade tem risco aumentado de reações adversas “não-vagais”.
.
🔘Reações #leves: geralmente desaparecem sem qualquer tratamento específico. Exemplos: náuseas, vômitos, vermelhidão, coceira, urticária leve e dor de cabeça.
🔘Reações #moderadas: sintomas mais proeminentes, que exigem atenção médica com tratamento específico. Exemplos: urticária acentuada, vômitos severos, broncoespasmo, edema na face, edema laríngeo e ataques vasovagais (redução da pressão arterial e da frequência respiratória)
🔘Reações #graves: parada respiratória, parada cardíaca, edema pulmonar, convulsões e choque hipovolêmico. Ocorre apenas em 0,04% a 0,0004% dos pacientes que receberam contraste iodado não iônico e de baixa osmolalidade. O risco de morte é raro, estimado em 1:170.000.
Reações adversas #agudas  aos meios de #contraste  #iodados : . ℹ️Reação adversa que ocorre dentro da primeira #hora  após a administração do meio de contraste. . 📊#Reações  anafilactoides são #raras , respondendo por apenas 0,6% dos casos, sendo só 0,04% considerado agressivos. . ⚠️Fatores de #risco : Os fatores de risco usualmente são identificados e avaliados através da aplicação de formulários / entrevistas pré-exame. • Asma: Apesar de pacientes asmáticos possuírem 6 a 10x mais risco de desenvolver reações graves ao contraste, o risco ainda assim permanece #baixo , logo, não consiste em contra-indicação à realização da tomografia com contraste. • História de múltiplas alergias: Não é contra-indicação, por vezes sendo necessária uma história mais detalhada. Vale salientar que #alergia  a #crustáceos , irritações / alergias na pele decorrente de anti-sépticos com #iodo  não está associada com risco aumentado de #alergias  ao contraste. • História de reação #prévia  ao meio de contraste iodado: mais #detalhes  devem ser obtidos e métodos #diagnósticos  #alternativos  (tomografia #sem  contraste, #ultrassonografia  ou #ressonância  #magnética ) podem ser considerados. • Ansiedade: estudos demonstraram que pacientes em alto nível de #ansiedade  tem risco aumentado de reações adversas “não-vagais”. . 🔘Reações #leves : geralmente desaparecem sem qualquer tratamento específico. Exemplos: náuseas, vômitos, vermelhidão, coceira, urticária leve e dor de cabeça. 🔘Reações #moderadas : sintomas mais proeminentes, que exigem atenção médica com tratamento específico. Exemplos: urticária acentuada, vômitos severos, broncoespasmo, edema na face, edema laríngeo e ataques vasovagais (redução da pressão arterial e da frequência respiratória) 🔘Reações #graves : parada respiratória, parada cardíaca, edema pulmonar, convulsões e choque hipovolêmico. Ocorre apenas em 0,04% a 0,0004% dos pacientes que receberam contraste iodado não iônico e de baixa osmolalidade. O risco de morte é raro, estimado em 1:170.000.
(Translation👇🏻) Da série: “Reminiscências Culturais do Tráfico de Escravos: Conexões Bahia, Benin, Portugal” - Forte da Ponta da Bandeira. Lagos, Portugal, 2017. Construído no século XVII, possui uma estrutura muito similar à base do Forte do Farol da Barra, de Salvador, construído no final do século XVI. .
From the series: "Cultural Reminiscences of the Slave Trade: Connections Bahia, Benin, Portugal" - “Ponta da Bandeira” Fort. Lagos, Portugal, 2017. Built in the 17th century, it has a structure very similar to the base of the Fort of the Farol da Barra, Salvador, built at the end of the 16th century.
.
#museuafrobrasil #culturaafrobrasileira #bahia #benin #portugal #portonovo #salvador #portugal #lisboa #agudas #barroco @mis_sp #mis_sp #imoreirasalles #candomble #candomblé #documentaryphotography #nexojornal @estadaocultura #estadaocultura @editorabrasileira #editorabrasileira  @autenticaeditora #companhiadasletras @editorawmfmartinsfontes @intermeios @editora_alameda @folhailustrada #p3top  #magnumphotos #suitcasetravels #masp #natgeobrasil #natgeo # Yourshot
(Translation👇🏻) Da série: “Reminiscências Culturais do Tráfico de Escravos: Conexões Bahia, Benin, Portugal” - Forte da Ponta da Bandeira. Lagos, Portugal, 2017. Construído no século XVII, possui uma estrutura muito similar à base do Forte do Farol da Barra, de Salvador, construído no final do século XVI. . From the series: "Cultural Reminiscences of the Slave Trade: Connections Bahia, Benin, Portugal" - “Ponta da Bandeira” Fort. Lagos, Portugal, 2017. Built in the 17th century, it has a structure very similar to the base of the Fort of the Farol da Barra, Salvador, built at the end of the 16th century. . #museuafrobrasil  #culturaafrobrasileira  #bahia  #benin  #portugal  #portonovo  #salvador  #portugal  #lisboa  #agudas  #barroco  @mis_sp #mis_sp  #imoreirasalles  #candomble  #candomblé  #documentaryphotography  #nexojornal  @estadaocultura #estadaocultura  @editorabrasileira #editorabrasileira  @autenticaeditora #companhiadasletras  @editorawmfmartinsfontes @intermeios @editora_alameda @folhailustrada #p3top  #magnumphotos  #suitcasetravels  #masp  #natgeobrasil  #natgeo  # Yourshot
(Translation👇🏻) Da série: “Reminiscências Culturais do Tráfico de Escravos: Conexões Bahia, Benin, Portugal” - Sobrado em estilo colonial english que integra o complexo de prédios do forte de São Jorge da Mina, estabelecido pelos portugueses no século XV e utilizado para a feitura de ouro e, posteriormente, escravos, na Costa Ocidental africana. Foi invadido e dominado pelos holandeses em 1637, quando o equilíbrio de forças Atlântico sofreu grandes alterações. Atualmente reabilitado, o Forte atrai turistas de todo o mundo. Elmina, Gana, 2013.
.
Quando de nossa visita, encontramos uma coroa de flores deixada por Michele Obama, em homenagem aos seus ancestrais que, segundo o guia, ela havia conseguido rastrear até o Forte.
.
From the series: "Cultural Reminiscences of the Slave Trade: Connections Bahia, Benin, Portugal" - Colonial style townhouse built in the complex of buildings of the fort of São Jorge da Mina, established by the Portuguese in the 15th century and used for gold making and later slaves on the African West Coast. It was invaded and dominated by the Dutch in 1637, when the balance of Atlantic forces underwent major changes. Currently rehabilitated, the Fort attracts tourists from all over the world. Elmina, Ghana, 2013.
.
When we visited, we found a wreath left by Michele Obama, in honor of her ancestors who, according to the guide, she had managed to trace to the Fort.
.
#museuafrobrasil #culturaafrobrasileira #bahia #benin #portugal #portonovo #salvador #portugal #lisboa #agudas #barroco @mis_sp #mis_sp #imoreirasalles #candomble #candomblé #documentaryphotography #nexojornal @estadaocultura #estadaocultura @editorabrasileira #editorabrasileira  @autenticaeditora #companhiadasletras @editorawmfmartinsfontes @intermeios @editora_alameda @folhailustrada #p3top  #magnumphotos #suitcasetravels #masp #natgeobrasil #natgeo #YourShot
(Translation👇🏻) Da série: “Reminiscências Culturais do Tráfico de Escravos: Conexões Bahia, Benin, Portugal” - Sobrado em estilo colonial english que integra o complexo de prédios do forte de São Jorge da Mina, estabelecido pelos portugueses no século XV e utilizado para a feitura de ouro e, posteriormente, escravos, na Costa Ocidental africana. Foi invadido e dominado pelos holandeses em 1637, quando o equilíbrio de forças Atlântico sofreu grandes alterações. Atualmente reabilitado, o Forte atrai turistas de todo o mundo. Elmina, Gana, 2013. . Quando de nossa visita, encontramos uma coroa de flores deixada por Michele Obama, em homenagem aos seus ancestrais que, segundo o guia, ela havia conseguido rastrear até o Forte. . From the series: "Cultural Reminiscences of the Slave Trade: Connections Bahia, Benin, Portugal" - Colonial style townhouse built in the complex of buildings of the fort of São Jorge da Mina, established by the Portuguese in the 15th century and used for gold making and later slaves on the African West Coast. It was invaded and dominated by the Dutch in 1637, when the balance of Atlantic forces underwent major changes. Currently rehabilitated, the Fort attracts tourists from all over the world. Elmina, Ghana, 2013. . When we visited, we found a wreath left by Michele Obama, in honor of her ancestors who, according to the guide, she had managed to trace to the Fort. . #museuafrobrasil  #culturaafrobrasileira  #bahia  #benin  #portugal  #portonovo  #salvador  #portugal  #lisboa  #agudas  #barroco  @mis_sp #mis_sp  #imoreirasalles  #candomble  #candomblé  #documentaryphotography  #nexojornal  @estadaocultura #estadaocultura  @editorabrasileira #editorabrasileira  @autenticaeditora #companhiadasletras  @editorawmfmartinsfontes @intermeios @editora_alameda @folhailustrada #p3top  #magnumphotos  #suitcasetravels  #masp  #natgeobrasil  #natgeo  #YourShot 
Volvemos con energía los lunes!!! 🔋🔋 ¿Cuántas veces nos hemos hecho un lío con llanas, agudas y esdrújulas?

Llevan tilde cuando acaba en N S o vocal... o era al revés?? Sílaba tónica la última o la penúltima?? Creemos que la mejor forma de aprender es manipulando y trabajando directamente con las palabras, con imágenes, VISUALIZANDO las sílabas, comprendiendo cada una de sus partes y así interiorizamos mejor los conceptos.

Los 🎲 de imágenes de @flyingtigeres nos ayudan a dinamizar las sesiones y así  aprendemos vocabulario al mismo tiempo que lo categorizamos en función de su sílaba tónica y ya no dudamos entre agudas, llanas y esdrújulas!

#labrujula #educacion #refuerzo #lengua #vocabulario #psicopedagogia #memoria #silabas #tónicas #llanas #agudas #esdrújulas
Volvemos con energía los lunes!!! 🔋🔋 ¿Cuántas veces nos hemos hecho un lío con llanas, agudas y esdrújulas? Llevan tilde cuando acaba en N S o vocal... o era al revés?? Sílaba tónica la última o la penúltima?? Creemos que la mejor forma de aprender es manipulando y trabajando directamente con las palabras, con imágenes, VISUALIZANDO las sílabas, comprendiendo cada una de sus partes y así interiorizamos mejor los conceptos. Los 🎲 de imágenes de @flyingtigeres nos ayudan a dinamizar las sesiones y así aprendemos vocabulario al mismo tiempo que lo categorizamos en función de su sílaba tónica y ya no dudamos entre agudas, llanas y esdrújulas! #labrujula  #educacion  #refuerzo  #lengua  #vocabulario  #psicopedagogia  #memoria  #silabas  #tónicas  #llanas  #agudas  #esdrújulas 
El #Tuina ocupa el puesto de honor de la #Medicina #Tradicional #China en los #tratamientos de #lesiones, ya que Tuina no sólo trata los #músculos y las #articulaciones sino que también restablece la #circulación de la #Energía Vital del #organismo y previene de #patologias #agudas y #severas.
Citas 829-478-8347
As #Gastrites #Agudas estão mais relacionadas a agentes exógenos: #álcool, medicamentos, infecções, AAS (#Aspirina; Anti-inflamatórios), intoxicações alimentares, entre outros.

Na Gastrite #Crônica, o agente agressor está há algum tempo causando a inflamação no #estômago, levando a sintomas que são mais duradouros, intermitentes e de intensidade variável. Tem como carro chefe a bactéria #HPylori, mas podem ser por origem auto-imune, refluxo biliar, ou por uso crônico de algumas medicações, entre outros. .
.
Marque sua consulta pelo telefone 75 3616-8125!  @gastroclinemec @hotorrinos #exame #saúde #medico #gastroenterologia #hepatologia #endoscopia #cpre  #bariátrica #drge #gastrite #dii #colonoscopia #obesidade #drluizalmeida
As #Gastrites  #Agudas  estão mais relacionadas a agentes exógenos: #álcool , medicamentos, infecções, AAS (#Aspirina ; Anti-inflamatórios), intoxicações alimentares, entre outros. Na Gastrite #Crônica , o agente agressor está há algum tempo causando a inflamação no #estômago , levando a sintomas que são mais duradouros, intermitentes e de intensidade variável. Tem como carro chefe a bactéria #HPylori , mas podem ser por origem auto-imune, refluxo biliar, ou por uso crônico de algumas medicações, entre outros. . . Marque sua consulta pelo telefone 75 3616-8125! @gastroclinemec @hotorrinos #exame  #saúde  #medico  #gastroenterologia  #hepatologia  #endoscopia  #cpre  #bariátrica  #drge  #gastrite  #dii  #colonoscopia  #obesidade  #drluizalmeida 
RESPOSTA: •Letra D - Efetuar ganho de amplitude com exercícios, para 50 graus ou mais. “Estudos recentes revelaram que indivíduos com desconforto na cabeça, pescoço e ombro são mais propensos a ter um menor ângulo cervical. Lau et al. mostraram que o ângulo cervical médio dos indivíduos com dor cervical foi de 40,8 ° ± 5,4 °. Neste estudo, a maioria dos sujeitos não apresentou nenhum desconforto grave; 
Seu ângulo cervical era geralmente ▶ 50 °. Os resultados do grupo de exercícios mostraram que o exercício pode ser um método eficaz de diminuir o ângulo cervical.” Na Kyung Lee et al. em 2017 - Revista Osong Public Health and Research Perspectives 
#quiznutrasports
RESPOSTA: •Letra D - Efetuar ganho de amplitude com exercícios, para 50 graus ou mais. “Estudos recentes revelaram que indivíduos com desconforto na cabeça, pescoço e ombro são mais propensos a ter um menor ângulo cervical. Lau et al. mostraram que o ângulo cervical médio dos indivíduos com dor cervical foi de 40,8 ° ± 5,4 °. Neste estudo, a maioria dos sujeitos não apresentou nenhum desconforto grave; Seu ângulo cervical era geralmente ▶ 50 °. Os resultados do grupo de exercícios mostraram que o exercício pode ser um método eficaz de diminuir o ângulo cervical.” Na Kyung Lee et al. em 2017 - Revista Osong Public Health and Research Perspectives #quiznutrasports 
ANEL BAOBÁ - Ouro Branco com Rubelita - jóia desenhada por mim exclusivamente para compor a Exposição Agudás: Renascidos, Restituídos, Retornados, mostra que homenageou os Retornados do Benin nos 130 anos de abolição da escravatura no Brasil.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
#art #arts #artes #painting #painter #paperart #papermache #exibhition #exposure #exposicao #show #artist #galleryart #colecionadoresdearte #galeriadearte #likesforlikes #likeforlike #instalike #instalife #like4like #newspaper #jornal #agudas #likes4likes #jewelry #gold #whitegold #ouro #ouro18k #ourobranco
ANEL BAOBÁ - Ouro Branco com Rubelita - jóia desenhada por mim exclusivamente para compor a Exposição Agudás: Renascidos, Restituídos, Retornados, mostra que homenageou os Retornados do Benin nos 130 anos de abolição da escravatura no Brasil. . . . . . . . . . . #art  #arts  #artes  #painting  #painter  #paperart  #papermache  #exibhition  #exposure  #exposicao  #show  #artist  #galleryart  #colecionadoresdearte  #galeriadearte  #likesforlikes  #likeforlike  #instalike  #instalife  #like4like  #newspaper  #jornal  #agudas  #likes4likes  #jewelry  #gold  #whitegold  #ouro  #ouro18k  #ourobranco 
Faz poucos dias que encerramos a temporada da Exposição Agudás: Renascidos, Restituídos, Retornados no Museu Eugênio Teixeira Leal, em Salvador. Obviamente, o trabalho não acaba aqui, pois o discurso precisa reverberar até que cada mente seja liberta...sim...esta é a pior das prisões! A ignorância tem o poder de destruição muito maior do que o de centenas de bombas atômicas e isso me faz ser incansável na luta, na pesquisa, na Atitude, na Arte! Obrigado a cada um dos que se fizeram presentes e deixo aqui registrado a imagem dos últimos visitantes, dentre os quais está a ilustre e querida cantora @carlavisi que tanto representa a força da mulher miscigenada e tanto me inspira. Abrimos e fechamos essa temporada com Celebração e o cenário não poderia ser outro se não o @pyscorestaurante, com direito ao encontro musical de Carla Visi e Diana. Obrigado, DEUS!
.
.
.
.
. .
.
.
.
#art #arts #artes #painting #painter #paperart #papermache #exibhition #exposure #exposicao #show #artist #galleryart #colecionadoresdearte #galeriadearte #likesforlikes #likeforlike #instalike #instalife #like4like #newspaper #jornal #agudas
Faz poucos dias que encerramos a temporada da Exposição Agudás: Renascidos, Restituídos, Retornados no Museu Eugênio Teixeira Leal, em Salvador. Obviamente, o trabalho não acaba aqui, pois o discurso precisa reverberar até que cada mente seja liberta...sim...esta é a pior das prisões! A ignorância tem o poder de destruição muito maior do que o de centenas de bombas atômicas e isso me faz ser incansável na luta, na pesquisa, na Atitude, na Arte! Obrigado a cada um dos que se fizeram presentes e deixo aqui registrado a imagem dos últimos visitantes, dentre os quais está a ilustre e querida cantora @carlavisi que tanto representa a força da mulher miscigenada e tanto me inspira. Abrimos e fechamos essa temporada com Celebração e o cenário não poderia ser outro se não o @pyscorestaurante, com direito ao encontro musical de Carla Visi e Diana. Obrigado, DEUS! . . . . . . . . . #art  #arts  #artes  #painting  #painter  #paperart  #papermache  #exibhition  #exposure  #exposicao  #show  #artist  #galleryart  #colecionadoresdearte  #galeriadearte  #likesforlikes  #likeforlike  #instalike  #instalife  #like4like  #newspaper  #jornal  #agudas 
A música de hoje é de dois australianos e foi lancada em novembro de 2013. A canção atingiu o número 18 na tabela Aria Singles e foi certificada Platinum pela Associação da Indústria de Gravação.
.
A música foi considerada por renomados como um som de hino eletrônico lento e pulsante, cheio de emoção com a voz fria de Faker diante das frequências agudas de Flume e dos graves profundos do baixo.
------------------------------
#dropthegame #chetfaker #faker #flume #flumemusic #youtube #youtubebrasil #australianos #certificada #hino #eletrônico #lento #pulsante #emoção #vozfria #frequências #agudas #grave #profundo #baixo
A música de hoje é de dois australianos e foi lancada em novembro de 2013. A canção atingiu o número 18 na tabela Aria Singles e foi certificada Platinum pela Associação da Indústria de Gravação. . A música foi considerada por renomados como um som de hino eletrônico lento e pulsante, cheio de emoção com a voz fria de Faker diante das frequências agudas de Flume e dos graves profundos do baixo. ------------------------------ #dropthegame  #chetfaker  #faker  #flume  #flumemusic  #youtube  #youtubebrasil  #australianos  #certificada  #hino  #eletrônico  #lento  #pulsante  #emoção  #vozfria  #frequências  #agudas  #grave  #profundo  #baixo 
Se define como acento a la mayor fuerza de voz con la que se pronuncia una sílaba en relación a otras. La misma se llama sílaba tónica, mientras que las otras se denominan sílabas átonas. 
Se llama acento ortográfico a la tilde ( ¨ ) que sirve para marcar la posición de la intensidad de algunas palabras. Esta debe colocarse siempre sobre una vocal y posee un valor distintivo. 
Según el lugar que ocupa la sílaba tónica, las palabras pueden clasificarse en agudas, graves y esdrújulas. Veamos sus reglas:
•	Agudas: Su sílaba tónica es la última. Se acentúan cuando terminan en n, s o vocal. Ejemplo: Universidad, estación, olvidará.
•	Graves: Su sílaba tónica es la penúltima. Se acentúan cuando NO terminan en n, s o vocal. Ejemplo: Enamorarse, árbol, lápiz.
•	Esdrújulas: Su sílaba tónica es la antepenúltima. Estas siempre se acentúan. Ejemplo: Ídolo, espátula, gárgola.
•	Sobreesdrújulas: Su sílaba tónica se encuentra antes de la antepenúltima. Normalmente, se componen de adverbios de modo que poseen el sufijo “-mente”, así como de formas verbales, generalmente en modo imperativo, conjugadas con pronombres personales átonos. Las mismas se acentúan casi siempre, pero hay que tomar en cuenta que en el caso de los adverbios ya explicados, llevarán tilde si la palabra base la tenga.  Ejemplo: Fácilmente, apágamelo, tristemente. ¡Hoy es viernes y #AsíHablamos te enseña las reglas de acentuación para que siempre coloques las tildes en su lugar!
#Acentuación #Agudas #Graves #Esdrújulas #RAE #Español
Se define como acento a la mayor fuerza de voz con la que se pronuncia una sílaba en relación a otras. La misma se llama sílaba tónica, mientras que las otras se denominan sílabas átonas. Se llama acento ortográfico a la tilde ( ¨ ) que sirve para marcar la posición de la intensidad de algunas palabras. Esta debe colocarse siempre sobre una vocal y posee un valor distintivo. Según el lugar que ocupa la sílaba tónica, las palabras pueden clasificarse en agudas, graves y esdrújulas. Veamos sus reglas: • Agudas: Su sílaba tónica es la última. Se acentúan cuando terminan en n, s o vocal. Ejemplo: Universidad, estación, olvidará. • Graves: Su sílaba tónica es la penúltima. Se acentúan cuando NO terminan en n, s o vocal. Ejemplo: Enamorarse, árbol, lápiz. • Esdrújulas: Su sílaba tónica es la antepenúltima. Estas siempre se acentúan. Ejemplo: Ídolo, espátula, gárgola. • Sobreesdrújulas: Su sílaba tónica se encuentra antes de la antepenúltima. Normalmente, se componen de adverbios de modo que poseen el sufijo “-mente”, así como de formas verbales, generalmente en modo imperativo, conjugadas con pronombres personales átonos. Las mismas se acentúan casi siempre, pero hay que tomar en cuenta que en el caso de los adverbios ya explicados, llevarán tilde si la palabra base la tenga. Ejemplo: Fácilmente, apágamelo, tristemente. ¡Hoy es viernes y #AsíHablamos  te enseña las reglas de acentuación para que siempre coloques las tildes en su lugar! #Acentuación  #Agudas  #Graves  #Esdrújulas  #RAE  #Español 
En casa de mi lela con las primas 🤗😘👂❤💗
En casa de mi lela con las primas 🤗😘👂❤💗
(Translation👇🏻) Da série: “Reminiscências Culturais do Tráfico de Escravos: Conexões Bahia, Benin, Portugal” - “Burrinha” na casa de Mme. Patterson, Porto Novo, Benin, 2014. (Parte II de II)
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Assim como o culto aos deuses africanos ajudaram os escravos no Brasil a preservar a identidade cultural de suas origens, a Burrinha, levada do Brasil pelos ex-escravos e seus descendentes retornados ao Benin, foi utilizada como instrumento de preservação da identidade cultural afro-brasileira construída por esse grupo na Bahia e no Recôncavo baiano, especialmente. Quando a Burrinha é celebrada no Benin, mais do que um momento de festa, é um momento de reafirmação da comunidade Agudá perante a sociedade beninense, exaltando os traços culturais únicos de um grupo que, por bem ou por mal, teve a experiência de ir viver no Brasil e, posteriormente, retornar ao seu local de origem. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
#natgeobrasil #natgeoyourshot #suafoto #museuafrobrasil #culturaafrobrasileira #bahia #benin #portugal #portonovo #salvador #portugal #lisboa #agudas #barroco @mis_sp #mis_sp #imoreirasalles #candomble #candomblé #documentaryphotography #nexojornal @estadaocultura #estadaocultura @editorabrasileira #editorabrasileira  @autenticaeditora #companhiadasletras @editorawmfmartinsfontes @intermeios @editora_alameda @folhailustrada #p3top  #magnumphotos #suitcasetravels 
#masp
(Translation👇🏻) Da série: “Reminiscências Culturais do Tráfico de Escravos: Conexões Bahia, Benin, Portugal” - “Burrinha” na casa de Mme. Patterson, Porto Novo, Benin, 2014. (Parte II de II) ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Assim como o culto aos deuses africanos ajudaram os escravos no Brasil a preservar a identidade cultural de suas origens, a Burrinha, levada do Brasil pelos ex-escravos e seus descendentes retornados ao Benin, foi utilizada como instrumento de preservação da identidade cultural afro-brasileira construída por esse grupo na Bahia e no Recôncavo baiano, especialmente. Quando a Burrinha é celebrada no Benin, mais do que um momento de festa, é um momento de reafirmação da comunidade Agudá perante a sociedade beninense, exaltando os traços culturais únicos de um grupo que, por bem ou por mal, teve a experiência de ir viver no Brasil e, posteriormente, retornar ao seu local de origem. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ #natgeobrasil  #natgeoyourshot  #suafoto  #museuafrobrasil  #culturaafrobrasileira  #bahia  #benin  #portugal  #portonovo  #salvador  #portugal  #lisboa  #agudas  #barroco  @mis_sp #mis_sp  #imoreirasalles  #candomble  #candomblé  #documentaryphotography  #nexojornal  @estadaocultura #estadaocultura  @editorabrasileira #editorabrasileira  @autenticaeditora #companhiadasletras  @editorawmfmartinsfontes @intermeios @editora_alameda @folhailustrada #p3top  #magnumphotos  #suitcasetravels  #masp 
Sextou, minha gente! Tenham todos um bom final de semana! 📷by @pontomov_audiovisual .
Lembrança deliciosa de quando fui conhecer o Forte de S. Diogo, em Salvador. Construído pelos portugueses a partir de meados do século XVII para proteger a Cidade de Salvador contra o desembarque de nações inimigas, hoje o forte serve ao uso do Espaço Carybé das Artes, que traz uma linda exposição multimídia sobre o trabalho desse argentino que se radicou no Brasil e registrou como ninguém os encantos da Bahia.
.
.
TGIF, guys! Have a great weekend!
.
Lovely record of my visit to S. Diogo Fort, in Salvador. Built by the Portuguese from the early XVII century to protect the City of Salvador against enemy nations, today the fort is home to the Carybé Space of the Arts, which brings a beautiful multimedia exhibition about the work of this Argentine who settled in Brazil and registered as no one Bahia’s spell. #natgeobrasil #natgeoyourshot #suafoto #museuafrobrasil #culturaafrobrasileira #bahia #benin #portugal #portonovo #salvador #portugal #lisboa #agudas #barroco @mis_sp #mis_sp #imoreirasalles #candomble #candomblé #documentaryphotography #nexojornal @estadaocultura #estadaocultura @editorabrasileira #editorabrasileira  @autenticaeditora #companhiadasletras @editorawmfmartinsfontes @intermeios @editora_alameda @folhailustrada #p3top  #magnumphotos #suitcasetravels 
#masp
Sextou, minha gente! Tenham todos um bom final de semana! 📷by @pontomov_audiovisual . Lembrança deliciosa de quando fui conhecer o Forte de S. Diogo, em Salvador. Construído pelos portugueses a partir de meados do século XVII para proteger a Cidade de Salvador contra o desembarque de nações inimigas, hoje o forte serve ao uso do Espaço Carybé das Artes, que traz uma linda exposição multimídia sobre o trabalho desse argentino que se radicou no Brasil e registrou como ninguém os encantos da Bahia. . . TGIF, guys! Have a great weekend! . Lovely record of my visit to S. Diogo Fort, in Salvador. Built by the Portuguese from the early XVII century to protect the City of Salvador against enemy nations, today the fort is home to the Carybé Space of the Arts, which brings a beautiful multimedia exhibition about the work of this Argentine who settled in Brazil and registered as no one Bahia’s spell. #natgeobrasil  #natgeoyourshot  #suafoto  #museuafrobrasil  #culturaafrobrasileira  #bahia  #benin  #portugal  #portonovo  #salvador  #portugal  #lisboa  #agudas  #barroco  @mis_sp #mis_sp  #imoreirasalles  #candomble  #candomblé  #documentaryphotography  #nexojornal  @estadaocultura #estadaocultura  @editorabrasileira #editorabrasileira  @autenticaeditora #companhiadasletras  @editorawmfmartinsfontes @intermeios @editora_alameda @folhailustrada #p3top  #magnumphotos  #suitcasetravels  #masp 
(Translation👇🏻) Da série: “Reminiscências Culturais do Tráfico de Escravos: Conexões Bahia, Benin, Portugal” - “Burrinha” na casa de Mme. Patterson, Porto Novo, Benin, 2014. (Parte I de II)
.
A “Burrinha”, conhecida no Benin como “Bourian”, adaptação da palavra original em português para o sotaque francês, era muito popular entre os escravos na Bahia e foi por eles levada ao Benin quando do retorno desses ex-escravos e seus descendentes à África. Utilizada pela comunidade de afro-brasileiros residentes no Benin como instrumento de formação de sua identidade comum, agregando elementos culturais brasileiros, como a língua, a música e a dança, a Burrinha hoje é uma celebração que ultrapassou as fronteiras da comunidade brasileira local e caiu no gosto popular da sociedade beninense. A Burrinha brasileira e o Bumba-meu-boi são festas profanas que foram criadas no Brasil por ocasião da “epifania” relacionada aos Três Reis Magos, que foi trazida de Portugal com a religião Católica.
.
#burrinha #boibumbá #bumbameuboi 
#natgeobrasil #natgeoyourshot #suafoto #museuafrobrasil #culturaafrobrasileira #bahia #benin #portugal #portonovo #salvador #portugal #lisboa #agudas  @mis_sp #mis_sp #imoreirasalles #candomble #candomblé #documentaryphotography #nexojornal @estadaocultura #estadaocultura @editorabrasileira #editorabrasileira  @autenticaeditora #companhiadasletras @editorawmfmartinsfontes @intermeios @editora_alameda @folhailustrada #p3top  #magnumphotos #suitcasetravels 
#masp
(Translation👇🏻) Da série: “Reminiscências Culturais do Tráfico de Escravos: Conexões Bahia, Benin, Portugal” - “Burrinha” na casa de Mme. Patterson, Porto Novo, Benin, 2014. (Parte I de II) . A “Burrinha”, conhecida no Benin como “Bourian”, adaptação da palavra original em português para o sotaque francês, era muito popular entre os escravos na Bahia e foi por eles levada ao Benin quando do retorno desses ex-escravos e seus descendentes à África. Utilizada pela comunidade de afro-brasileiros residentes no Benin como instrumento de formação de sua identidade comum, agregando elementos culturais brasileiros, como a língua, a música e a dança, a Burrinha hoje é uma celebração que ultrapassou as fronteiras da comunidade brasileira local e caiu no gosto popular da sociedade beninense. A Burrinha brasileira e o Bumba-meu-boi são festas profanas que foram criadas no Brasil por ocasião da “epifania” relacionada aos Três Reis Magos, que foi trazida de Portugal com a religião Católica. . #burrinha  #boibumbá  #bumbameuboi  #natgeobrasil  #natgeoyourshot  #suafoto  #museuafrobrasil  #culturaafrobrasileira  #bahia  #benin  #portugal  #portonovo  #salvador  #portugal  #lisboa  #agudas  @mis_sp #mis_sp  #imoreirasalles  #candomble  #candomblé  #documentaryphotography  #nexojornal  @estadaocultura #estadaocultura  @editorabrasileira #editorabrasileira  @autenticaeditora #companhiadasletras  @editorawmfmartinsfontes @intermeios @editora_alameda @folhailustrada #p3top  #magnumphotos  #suitcasetravels  #masp 
(Translation👇🏻) Da série, “Reminiscências Culturais do Tráfico de Escravos: Conexões Bahia, Benin, Portugal”: Imigrantes africanos de Guiné-Bissau no Largo do Rossio, em Lisboa, Portugal, 2017.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Antigo local de reunião de escravos, libertos e seus descendentes, o Largo do Rossio era marcado pela proximidade da Confraria do Rosário, na Igreja de São Domingos. Interessante notar que ainda hoje a região continua sendo um ponto de encontro de imigrantes africanos, especialmente da Guiné-Bissau, mas, também, de Cabo Verde, Angola, Moçambique e outras ex-colônias portuguesas. Conforme já mencionado acima, até o início do século XIX, escravos de ganho que trabalhavam como caiadeiros costumavam se reunir no Rossio à espera de “fregueses”. Em 1837, a prática foi proibida. Se a memória da importância histórica desse local para a comunidade afrodescendente desapareceu ao longo dos séculos, transmitiu-se, contudo, o antigo costume de lá se reunir entre os descendentes de africanos e africanos recém-chegados à Lisboa. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
#natgeobrasil #natgeoyourshot #suafoto #museuafrobrasil #culturaafrobrasileira #bahia #benin #portugal #portonovo #salvador #portugal #lisboa #agudas #barroco @mis_sp #mis_sp #imoreirasalles #candomble #candomblé #documentaryphotography #nexojornal @estadaocultura #estadaocultura @editorabrasileira #editorabrasileira  @autenticaeditora #companhiadasletras @editorawmfmartinsfontes @intermeios @editora_alameda @folhailustrada #p3top  #magnumphotos #suitcasetravels 
#masp
(Translation👇🏻) Da série, “Reminiscências Culturais do Tráfico de Escravos: Conexões Bahia, Benin, Portugal”: Imigrantes africanos de Guiné-Bissau no Largo do Rossio, em Lisboa, Portugal, 2017. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Antigo local de reunião de escravos, libertos e seus descendentes, o Largo do Rossio era marcado pela proximidade da Confraria do Rosário, na Igreja de São Domingos. Interessante notar que ainda hoje a região continua sendo um ponto de encontro de imigrantes africanos, especialmente da Guiné-Bissau, mas, também, de Cabo Verde, Angola, Moçambique e outras ex-colônias portuguesas. Conforme já mencionado acima, até o início do século XIX, escravos de ganho que trabalhavam como caiadeiros costumavam se reunir no Rossio à espera de “fregueses”. Em 1837, a prática foi proibida. Se a memória da importância histórica desse local para a comunidade afrodescendente desapareceu ao longo dos séculos, transmitiu-se, contudo, o antigo costume de lá se reunir entre os descendentes de africanos e africanos recém-chegados à Lisboa. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ #natgeobrasil  #natgeoyourshot  #suafoto  #museuafrobrasil  #culturaafrobrasileira  #bahia  #benin  #portugal  #portonovo  #salvador  #portugal  #lisboa  #agudas  #barroco  @mis_sp #mis_sp  #imoreirasalles  #candomble  #candomblé  #documentaryphotography  #nexojornal  @estadaocultura #estadaocultura  @editorabrasileira #editorabrasileira  @autenticaeditora #companhiadasletras  @editorawmfmartinsfontes @intermeios @editora_alameda @folhailustrada #p3top  #magnumphotos  #suitcasetravels  #masp 
"Recatada"... Obra que fez parte da ante sala da Exposição Agudás e agora vai para as mãos dos queridos apoiadores do @studiommake ! Com muito carinho para @lari_ferrariii
E @leomelofoto !
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
#art #arts #artes #painting #painter #paperart #papermache #exibhition #exposure #exposicao #show #artist #galleryart #colecionadoresdearte #galeriadearte #likesforlikes #likeforlike #instalike #instalife #like4like #newspaper #jornal #agudas
"Recatada"... Obra que fez parte da ante sala da Exposição Agudás e agora vai para as mãos dos queridos apoiadores do @studiommake ! Com muito carinho para @lari_ferrariii E @leomelofoto ! . . . . . . . . . . #art  #arts  #artes  #painting  #painter  #paperart  #papermache  #exibhition  #exposure  #exposicao  #show  #artist  #galleryart  #colecionadoresdearte  #galeriadearte  #likesforlikes  #likeforlike  #instalike  #instalife  #like4like  #newspaper  #jornal  #agudas 
Este juego es lo máximo!!! ✨🙌🏻 lo compré hace un par de años en @masterwise.cl para reforzar palabras agudas, graves y esdrújulas. 
Obvio que los niños al principio necesitan ayuda para jugar. Mis alumnos por ejemplo, separan la palabra en sílabas primero (porque aún no les resulta tan automático) y después juegan! 
#educacioninfantil #jugar #lenguaje #agudas #graves #esdrújulas #jugandoaprendochile #niñosfelices #clasedelenguaje #ideasparaaprender #aprendizajeyjuego #educacioninclusiva
Este juego es lo máximo!!! ✨🙌🏻 lo compré hace un par de años en @masterwise.cl para reforzar palabras agudas, graves y esdrújulas. Obvio que los niños al principio necesitan ayuda para jugar. Mis alumnos por ejemplo, separan la palabra en sílabas primero (porque aún no les resulta tan automático) y después juegan! #educacioninfantil  #jugar  #lenguaje  #agudas  #graves  #esdrújulas  #jugandoaprendochile  #niñosfelices  #clasedelenguaje  #ideasparaaprender  #aprendizajeyjuego  #educacioninclusiva 
(Translation👇🏻) Da série, “Reminiscências Culturais do Tráfico de Escravos: Conexões Bahia, Benin, Portugal”: Mãe Stella de Oxóssi, Ialorixá do terreiro de Candomblé Ilê Axé Opô Afonjá, em entrevista concedida à autora na ocasião da celebração de seus 92 anos, em Salvador, Brasil, 2017. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Na mesma data, foi lançado o aplicativo “Orientações de Mãe Stella”, mais um dos projetos inovadores da Ialorixá, que quebrou paradigmas dentro do Candomblé ao registrar pela escrita tradições que até então somente eram transmitidas pela via oral. Pelo seu trabalho, Mãe Stella foi imortalizada pela Academia de Letras da Bahia, na cadeira de no. 33, que já foi ocupada por Castro Alves. Na imagem, Mãe Stella usa também, assim como Mme. Patterson, um “pano da costa” trazido do Benin, que eu lhe havia oferecido como presente. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Mãe Stella de Oxóssi e Mme. Patterson personificam o fluxo e o refluxo do tráfico de escravos entre o Brasil e o Benin. A primeira, como uma brasileira descendente direta de africanos e portugueses, enquanto a segunda, africana, descendente de brasileiros e portugueses. Ambas são testemunhas vivas dos laços que forjaram a identidade brasileira, que encontramos refletida no Benin, com suas características particulares, no seio da comunidade Agudá. Francisca Patterson, como matriarca da família Agudá “De Medeiros”, é uma figura incontornável na história da influência brasileira no Oeste Africano como resultado do tráfico transatlântico de escravos, enquanto Maria Stella, além de carregar no sangue essas influências da escravatura, lidera um dos maiores terreiros de Candomblé da Bahia e do Brasil, cujo culto original de matriz africana é, com muito orgulho e muita luta, mantido até os dias de hoje.  #maestelladeoxossi #mmepatterson #agudas
(Translation👇🏻) Da série, “Reminiscências Culturais do Tráfico de Escravos: Conexões Bahia, Benin, Portugal”: Mãe Stella de Oxóssi, Ialorixá do terreiro de Candomblé Ilê Axé Opô Afonjá, em entrevista concedida à autora na ocasião da celebração de seus 92 anos, em Salvador, Brasil, 2017. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Na mesma data, foi lançado o aplicativo “Orientações de Mãe Stella”, mais um dos projetos inovadores da Ialorixá, que quebrou paradigmas dentro do Candomblé ao registrar pela escrita tradições que até então somente eram transmitidas pela via oral. Pelo seu trabalho, Mãe Stella foi imortalizada pela Academia de Letras da Bahia, na cadeira de no. 33, que já foi ocupada por Castro Alves. Na imagem, Mãe Stella usa também, assim como Mme. Patterson, um “pano da costa” trazido do Benin, que eu lhe havia oferecido como presente. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Mãe Stella de Oxóssi e Mme. Patterson personificam o fluxo e o refluxo do tráfico de escravos entre o Brasil e o Benin. A primeira, como uma brasileira descendente direta de africanos e portugueses, enquanto a segunda, africana, descendente de brasileiros e portugueses. Ambas são testemunhas vivas dos laços que forjaram a identidade brasileira, que encontramos refletida no Benin, com suas características particulares, no seio da comunidade Agudá. Francisca Patterson, como matriarca da família Agudá “De Medeiros”, é uma figura incontornável na história da influência brasileira no Oeste Africano como resultado do tráfico transatlântico de escravos, enquanto Maria Stella, além de carregar no sangue essas influências da escravatura, lidera um dos maiores terreiros de Candomblé da Bahia e do Brasil, cujo culto original de matriz africana é, com muito orgulho e muita luta, mantido até os dias de hoje. #maestelladeoxossi  #mmepatterson  #agudas 
Na #vida todos somos #semeadores. 
Uns semeiam #flores e descobrem #belezas, #perfumes e #frutos. 
Outros semeiam #espinhos e se #ferem nas suas #pontas #agudas. 
Mas certo é que ninguém vive sem semear, seja o #bem seja o #mal. 
E #felizes são aqueles que, por onde passam, deixam #sementes de #amor, de #bondade, de #afeto. 
E aquele que vive pensando que #felicidade é ter #dinheiro, jamais irá #acreditar que a felicidade não tem #preço... #DiaDoAbraço
Na #vida  todos somos #semeadores . Uns semeiam #flores  e descobrem #belezas , #perfumes  e #frutos . Outros semeiam #espinhos  e se #ferem  nas suas #pontas  #agudas . Mas certo é que ninguém vive sem semear, seja o #bem  seja o #mal . E #felizes  são aqueles que, por onde passam, deixam #sementes  de #amor , de #bondade , de #afeto . E aquele que vive pensando que #felicidade  é ter #dinheiro , jamais irá #acreditar  que a felicidade não tem #preço ... #DiaDoAbraço 
(🇺🇸👇🏻)Da série, “Reminiscências Culturais do Tráfico de Escravos: Conexões Bahia, Benin, Portugal": Mme. Patterson, em sua casa, usa sobre o vestido, feito com pagne africano, o “pano da costa”, hábito trazido da Bahia pelos retornados afro-brasileiros. Sra. Francisca Berthe Djidé Patterson, perdeu, pelo casamento, seu sobrenome “Agudá” de batismo, De Medeiros, mas é uma importante representante dessa comunidade afro-brasileira no Benin. Na sua árvore genealógica, encontram-se duas das famílias Agudás mais influentes da região: a família “De Souza”, do Chachá, e a família “De Medeiros”. Porto Novo, Benin, 2012.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
É difícil precisar o número de ex-escravos ou de seus descendentes que retornaram do Brasil em direção à África. 
Autores sobre o tema, como Milton Guran, indicam que, a partir de 1835, teriam chegado entre 3 e 8 mil emigrantes afro-brasileiros na região do Golfo da Guiné para lá se instalar.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Pode-se dizer que muitos escravos libertos se sentiam deslocados na sociedade brasileira e desejavam voltar para a África para reencontrar sua identidade. A Revolta dos Malês, ocorrida em Salvador (Bahia), em 1835, desencadeou um significativo fluxo de escravos retornados.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Com a proibição do tráfico de escravos pelos ingleses, no começo do século XIX, o comércio de escravos, a partir de então clandestino, entre o Benin e a Bahia, intensificou-se ainda mais e passou a ser controlado quase exclusivamente por negociantes baianos. Muitos homens de negócios passaram, assim, a viver na outra margem do Atlântico, para melhor controle exercerem sobre a atividade. Alguns desses “negreiros” que se instalaram na costa beninense deixaram como legado para o país uma extensa linhagem de descendentes.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Essas famílias, em conjunto com os afro-brasileiros ex-escravos ou descendentes de escravos que começaram a chegar à Costa Ocidental africana, a partir da década de 1830, formaram a comunidade chamada “Agudá”. Na Nigéria, são chamados de “Amarôs” e, em Gana, são os “Tá Bom”. #agudas #mmepatterson
(🇺🇸👇🏻)Da série, “Reminiscências Culturais do Tráfico de Escravos: Conexões Bahia, Benin, Portugal": Mme. Patterson, em sua casa, usa sobre o vestido, feito com pagne africano, o “pano da costa”, hábito trazido da Bahia pelos retornados afro-brasileiros. Sra. Francisca Berthe Djidé Patterson, perdeu, pelo casamento, seu sobrenome “Agudá” de batismo, De Medeiros, mas é uma importante representante dessa comunidade afro-brasileira no Benin. Na sua árvore genealógica, encontram-se duas das famílias Agudás mais influentes da região: a família “De Souza”, do Chachá, e a família “De Medeiros”. Porto Novo, Benin, 2012. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ É difícil precisar o número de ex-escravos ou de seus descendentes que retornaram do Brasil em direção à África. Autores sobre o tema, como Milton Guran, indicam que, a partir de 1835, teriam chegado entre 3 e 8 mil emigrantes afro-brasileiros na região do Golfo da Guiné para lá se instalar. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Pode-se dizer que muitos escravos libertos se sentiam deslocados na sociedade brasileira e desejavam voltar para a África para reencontrar sua identidade. A Revolta dos Malês, ocorrida em Salvador (Bahia), em 1835, desencadeou um significativo fluxo de escravos retornados. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Com a proibição do tráfico de escravos pelos ingleses, no começo do século XIX, o comércio de escravos, a partir de então clandestino, entre o Benin e a Bahia, intensificou-se ainda mais e passou a ser controlado quase exclusivamente por negociantes baianos. Muitos homens de negócios passaram, assim, a viver na outra margem do Atlântico, para melhor controle exercerem sobre a atividade. Alguns desses “negreiros” que se instalaram na costa beninense deixaram como legado para o país uma extensa linhagem de descendentes. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Essas famílias, em conjunto com os afro-brasileiros ex-escravos ou descendentes de escravos que começaram a chegar à Costa Ocidental africana, a partir da década de 1830, formaram a comunidade chamada “Agudá”. Na Nigéria, são chamados de “Amarôs” e, em Gana, são os “Tá Bom”. #agudas  #mmepatterson 
(Translation in comments 👇🏻) Da série, “Reminiscências Culturais do Tráfico de Escravos: Conexões Bahia, Benin, Portugal”: Feliciano Honoré de Souza (à direita), o Chachá VIII, recebe presente de Paulo Nazareth (em pé), artista brasileiro, durante visita do Embaixador Paulo Cordeiro, em Singbomey, Uidá, Benin, 2013. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
A história sobre a vida de Francisco Félix de Souza, mais conhecido como “Chachá”, é ilustrativa da forte conexão que existia entre Brasil, Benin e Portugal à época do tráfico de escravos. Um brasileiro, descendente de portugueses e talvez de índios, que foi morar na África e se transformou no maior traficante de escravos de todos os tempos, fundador de uma das famílias “brasileiras” mais influentes do Benin. Não à toa, a história (ou lenda), do Chachá I é uma das narrativas mais contadas no país até hoje. Sua epopeia foi romanceada na obra de Bruce Chatwin, “The Vice Roy of Ouidah”, e o diretor de cinema Werner Herzog recontou sua aventura fabulosa, de forma bastante lúdica, no filme “Cobra Verde”, de 1987, no qual, curiosamente, utilizou o Forte de São Jorge da Mina no lugar do Forte de São João Batista da Ajuda. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Até hoje, a figura do Chachá ainda é prestigiada pelos políticos locais e sua importância  como líder da comunidade de retornados afro-brasileiros do país é amplamente reconhecida. O Chachá VIII, que ocupou o posto entre 1995 e 2014, foi seu último representante.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Quando comparecia em cerimônias públicas ou quando recebia visitas de autoridades em sua casa, o Chachá costumava vestir-se à moda europeia, com terno e gravata, e não com as roupas tipicamente africanas, feitas com pagnes de ricas estampas coloridas. Esse é um costume comum entre os Agudás, que prezam pela manutenção das tradições que seus antepassados trouxeram do Brasil. Se, antes, elas tiveram um papel importante no enquadramento dos Retornados no contexto da sociedade africana, hoje, os Agudás as utilizam como forma de diferenciação, orgulhosos da herança familiar afro-brasileira. #chacha
(Translation in comments 👇🏻) Da série, “Reminiscências Culturais do Tráfico de Escravos: Conexões Bahia, Benin, Portugal”: Feliciano Honoré de Souza (à direita), o Chachá VIII, recebe presente de Paulo Nazareth (em pé), artista brasileiro, durante visita do Embaixador Paulo Cordeiro, em Singbomey, Uidá, Benin, 2013. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ A história sobre a vida de Francisco Félix de Souza, mais conhecido como “Chachá”, é ilustrativa da forte conexão que existia entre Brasil, Benin e Portugal à época do tráfico de escravos. Um brasileiro, descendente de portugueses e talvez de índios, que foi morar na África e se transformou no maior traficante de escravos de todos os tempos, fundador de uma das famílias “brasileiras” mais influentes do Benin. Não à toa, a história (ou lenda), do Chachá I é uma das narrativas mais contadas no país até hoje. Sua epopeia foi romanceada na obra de Bruce Chatwin, “The Vice Roy of Ouidah”, e o diretor de cinema Werner Herzog recontou sua aventura fabulosa, de forma bastante lúdica, no filme “Cobra Verde”, de 1987, no qual, curiosamente, utilizou o Forte de São Jorge da Mina no lugar do Forte de São João Batista da Ajuda. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Até hoje, a figura do Chachá ainda é prestigiada pelos políticos locais e sua importância como líder da comunidade de retornados afro-brasileiros do país é amplamente reconhecida. O Chachá VIII, que ocupou o posto entre 1995 e 2014, foi seu último representante. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Quando comparecia em cerimônias públicas ou quando recebia visitas de autoridades em sua casa, o Chachá costumava vestir-se à moda europeia, com terno e gravata, e não com as roupas tipicamente africanas, feitas com pagnes de ricas estampas coloridas. Esse é um costume comum entre os Agudás, que prezam pela manutenção das tradições que seus antepassados trouxeram do Brasil. Se, antes, elas tiveram um papel importante no enquadramento dos Retornados no contexto da sociedade africana, hoje, os Agudás as utilizam como forma de diferenciação, orgulhosos da herança familiar afro-brasileira. #chacha 
Agudas or Amaros or Nago

Amaros, who were sometimes called Nago in Brazil (Nago indicates Yoruba ethnicity) were liberated slaves from Brazil and Cuba. Returnees from Brazil and Cuba and their current-day descendants were and are more commonly called "Agudas". They went to the New World as slaves from different sub-ethnic and ethnic backgrounds but approached relationships among themselves as equals. They came back to Nigeria, principally, to re-connect with their fatherland. In Lagos, their neighborhood became known as Popo Aguda, Brazilian

#brasil🇧🇷 #cuba🇨🇺 #africanroots #yoruba #lagos #nigeria #brasil #cuba #afrobrasileiro #afrocaribbean #afrolatina #afrolatino #oodua #agudas #popoaguda #ekosamba #bahia #brazilianquarters#OrisaTV
Agudas or Amaros or Nago Amaros, who were sometimes called Nago in Brazil (Nago indicates Yoruba ethnicity) were liberated slaves from Brazil and Cuba. Returnees from Brazil and Cuba and their current-day descendants were and are more commonly called "Agudas". They went to the New World as slaves from different sub-ethnic and ethnic backgrounds but approached relationships among themselves as equals. They came back to Nigeria, principally, to re-connect with their fatherland. In Lagos, their neighborhood became known as Popo Aguda, Brazilian #brasil 🇧🇷 #cuba 🇨🇺 #africanroots  #yoruba  #lagos  #nigeria  #brasil  #cuba  #afrobrasileiro  #afrocaribbean  #afrolatina  #afrolatino  #oodua  #agudas  #popoaguda  #ekosamba  #bahia  #brazilianquarters #OrisaTV 
En Fisiobronquial empleamos protocolos combinados entre la Compresión a alta frecuencia de la pared torácica (HFCWC) y nebulizaciones, para casos de patologías respiratorias agudas, tales como neumonías y atelectasias; o bien otras crónicas como asma, fibrosis quística, bronquiectasias, etc. Estas acciones se constatan como efectivas y a la vez proporcionan confort y calidad para el paciente. 
Valoramos el empleo de la HFCWC por sus cualidades para favorecer el drenaje de secreciones a corto plazo, y a la vez sin apenas efectos adversos. 💙

#respiramosjuntos #equipofisiobronquial #hfcwc #nebulizacion #patologiasrespiratorias #agudas #bronquiectasia #asma #neumonia #atelesia #tratamientocombinado #lafoca #fisiobronquial
En Fisiobronquial empleamos protocolos combinados entre la Compresión a alta frecuencia de la pared torácica (HFCWC) y nebulizaciones, para casos de patologías respiratorias agudas, tales como neumonías y atelectasias; o bien otras crónicas como asma, fibrosis quística, bronquiectasias, etc. Estas acciones se constatan como efectivas y a la vez proporcionan confort y calidad para el paciente. Valoramos el empleo de la HFCWC por sus cualidades para favorecer el drenaje de secreciones a corto plazo, y a la vez sin apenas efectos adversos. 💙 #respiramosjuntos  #equipofisiobronquial  #hfcwc  #nebulizacion  #patologiasrespiratorias  #agudas  #bronquiectasia  #asma  #neumonia  #atelesia  #tratamientocombinado  #lafoca  #fisiobronquial 
Mãe se prepara para amamentar a filha. Abomé, Benin, 2012. Feliz Dia das Mães para todas as mulheres guerreiras desse mundo que lutam todos os dias para sustentar seus filhos.
.
Mother prepares to breastfeed her daughter. Abomé, Benin, 2012. Happy Mother's Day to all the brave women of this world who struggle every day to support their children.
.
#natgeobrasil #natgeoyourshot #suafoto #museuafrobrasil #culturaafrobrasileira #bahia #benin #portugal #portonovo #salvador #portugal #lisboa #agudas #barroco @mis_sp #mis_sp #imoreirasalles #candomble #candomblé #documentaryphotography #nexojornal @estadaocultura #estadaocultura @editorabrasileira #editorabrasileira  @autenticaeditora #companhiadasletras @editorawmfmartinsfontes @intermeios @editora_alameda @folhailustrada #p3top  #magnumphotos #suitcasetravels #masp
Mãe se prepara para amamentar a filha. Abomé, Benin, 2012. Feliz Dia das Mães para todas as mulheres guerreiras desse mundo que lutam todos os dias para sustentar seus filhos. . Mother prepares to breastfeed her daughter. Abomé, Benin, 2012. Happy Mother's Day to all the brave women of this world who struggle every day to support their children. . #natgeobrasil  #natgeoyourshot  #suafoto  #museuafrobrasil  #culturaafrobrasileira  #bahia  #benin  #portugal  #portonovo  #salvador  #portugal  #lisboa  #agudas  #barroco  @mis_sp #mis_sp  #imoreirasalles  #candomble  #candomblé  #documentaryphotography  #nexojornal  @estadaocultura #estadaocultura  @editorabrasileira #editorabrasileira  @autenticaeditora #companhiadasletras  @editorawmfmartinsfontes @intermeios @editora_alameda @folhailustrada #p3top  #magnumphotos  #suitcasetravels  #masp 
Daew você abre o jornal em pleno Domingo e PÁÁÁ!!!! Matéria de página iteira no Correio da Bahia! Muito Feliz! Exposição Agudás...que sejam belos os seus frutos! Gratidão, DEUS! Obrigado, @milabottinha !
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
#art #arts #artes #painting #painter #paperart #papermache #exibhition #exposure #exposicao #show #artist #galleryart #colecionadoresdearte #galeriadearte #likesforlikes #likeforlike #instalike #instalife #like4like #newspaper #jornal #agudas
Daew você abre o jornal em pleno Domingo e PÁÁÁ!!!! Matéria de página iteira no Correio da Bahia! Muito Feliz! Exposição Agudás...que sejam belos os seus frutos! Gratidão, DEUS! Obrigado, @milabottinha ! . . . . . . . . . . . . . #art  #arts  #artes  #painting  #painter  #paperart  #papermache  #exibhition  #exposure  #exposicao  #show  #artist  #galleryart  #colecionadoresdearte  #galeriadearte  #likesforlikes  #likeforlike  #instalike  #instalife  #like4like  #newspaper  #jornal  #agudas 
CADERA EN RESORTE CHASQUIDO EN LA CADERA.
Ejercicios #correctivo #movilidad y #activacion #funcional #excentricos #patologia crónica #cadera en #resorte #externa .

A.Cadera en resorte interna debido al tendón ilio y psoas sobre la eminencia iliopictinea de la pelvis 
B Labrum el borde de la cavidad de la articulación  cadera está recubierto de un cartílago denominado Labrum ,este protege el hueso y ayuda a aislar la articulación .el desgarro de esta capa puede irritar la articulación de la cadera producir dolor y limitación de movimiento.
Hay patología que puede producir un chasquido en la cadera como lo ya descrito.

Pero este Post está  focalizado en  la cadera en resorte externa como mejorar después de ser tratado por un médico,osteópata o fisioterapeuta en fase aguda o crónica .

1- se describe como un resalto o un #chasquidos en la región lateral externa de la cadera(músculo tensor de la fascia lata) que puede ser audible potencialmente dolorosa durante actividades que requieren movimientos repetitivos de flexión ,extensión y abducción de cadera en #fases #agudas.

2-la prescripción de ejercicios correctivo aquí reseñado se trabaja en diferentes planos de movimiento ,control funcional ,actividando zonas específicas de músculos flexores y extensores interno y externo de cadera ,disocial músculo ,para conseguir corregir y mejorar la zona afectada .control de movimiento nos ayudará no irritar la zona ,mejorar la hidratación ,movilidad y fuerza será los pilares para recuperar del todo dicha patología.
#osteopathic #disfuncion #caderas #tensorfasciaelatae #bandailiotibial #chasquidos #lesionescronicas #lesionesagudas #krisspeñabmt #krisspeñaosteopatia #natursaludsport #running #runner #fitnesss #wellness
CADERA EN RESORTE CHASQUIDO EN LA CADERA. Ejercicios #correctivo  #movilidad  y #activacion  #funcional  #excentricos  #patologia  crónica #cadera  en #resorte  #externa  . A.Cadera en resorte interna debido al tendón ilio y psoas sobre la eminencia iliopictinea de la pelvis B Labrum el borde de la cavidad de la articulación cadera está recubierto de un cartílago denominado Labrum ,este protege el hueso y ayuda a aislar la articulación .el desgarro de esta capa puede irritar la articulación de la cadera producir dolor y limitación de movimiento. Hay patología que puede producir un chasquido en la cadera como lo ya descrito. Pero este Post está focalizado en la cadera en resorte externa como mejorar después de ser tratado por un médico,osteópata o fisioterapeuta en fase aguda o crónica . 1- se describe como un resalto o un #chasquidos  en la región lateral externa de la cadera(músculo tensor de la fascia lata) que puede ser audible potencialmente dolorosa durante actividades que requieren movimientos repetitivos de flexión ,extensión y abducción de cadera en #fases  #agudas . 2-la prescripción de ejercicios correctivo aquí reseñado se trabaja en diferentes planos de movimiento ,control funcional ,actividando zonas específicas de músculos flexores y extensores interno y externo de cadera ,disocial músculo ,para conseguir corregir y mejorar la zona afectada .control de movimiento nos ayudará no irritar la zona ,mejorar la hidratación ,movilidad y fuerza será los pilares para recuperar del todo dicha patología. #osteopathic  #disfuncion  #caderas  #tensorfasciaelatae  #bandailiotibial  #chasquidos  #lesionescronicas  #lesionesagudas  #krisspeñabmt  #krisspeñaosteopatia  #natursaludsport  #running  #runner  #fitnesss  #wellness 
Um pouco mais sobre a vila na qual visitamos a produção de dendê. Abomé, Benin, 2012.
.
As crianças estão entre o que eu mais sinto falta da África. Elas estão sempre felizes, sorrindo e brincando. Tentam se comunicar com os estrangeiros de qualquer forma possível e estão sempre prontas para nos surpreender com um gesto de carinho tão genuíno que quebra qualquer barreira que possa existir. É um amor gratuito e instantâneo, que eu jamais esquecerei como me fazia sentir.
. 
A little bit more about the village where we visited palm oil production. Abomey, Benin, 2012.
.
The children are amongst what I miss the most in Africa. They are always happy, smiling and joking. They try to communicate with strangers in any way possible and are always ready to surprise us with a gesture of affection so genuine that it breaks whatever barrier there may be. It is a free and instant love that I will never forget how it made me feel.
.
#natgeobrasil #natgeoyourshot #suafoto #museuafrobrasil #culturaafrobrasileira #bahia #benin #portugal #portonovo #salvador #portugal #lisboa #agudas #barroco @mis_sp #mis_sp #imoreirasalles #candomble #candomblé #documentaryphotography #nexojornal @estadaocultura #estadaocultura @editorabrasileira #editorabrasileira  @autenticaeditora #companhiadasletras @editorawmfmartinsfontes @intermeios @editora_alameda @folhailustrada #p3top  #magnumphotos #suitcasetravels #dende #africa #masp
Um pouco mais sobre a vila na qual visitamos a produção de dendê. Abomé, Benin, 2012. . As crianças estão entre o que eu mais sinto falta da África. Elas estão sempre felizes, sorrindo e brincando. Tentam se comunicar com os estrangeiros de qualquer forma possível e estão sempre prontas para nos surpreender com um gesto de carinho tão genuíno que quebra qualquer barreira que possa existir. É um amor gratuito e instantâneo, que eu jamais esquecerei como me fazia sentir. . A little bit more about the village where we visited palm oil production. Abomey, Benin, 2012. . The children are amongst what I miss the most in Africa. They are always happy, smiling and joking. They try to communicate with strangers in any way possible and are always ready to surprise us with a gesture of affection so genuine that it breaks whatever barrier there may be. It is a free and instant love that I will never forget how it made me feel. . #natgeobrasil  #natgeoyourshot  #suafoto  #museuafrobrasil  #culturaafrobrasileira  #bahia  #benin  #portugal  #portonovo  #salvador  #portugal  #lisboa  #agudas  #barroco  @mis_sp #mis_sp  #imoreirasalles  #candomble  #candomblé  #documentaryphotography  #nexojornal  @estadaocultura #estadaocultura  @editorabrasileira #editorabrasileira  @autenticaeditora #companhiadasletras  @editorawmfmartinsfontes @intermeios @editora_alameda @folhailustrada #p3top  #magnumphotos  #suitcasetravels  #dende  #africa  #masp 
Nota linda sobre a exposição Agudás no Tribuna da Bahia! Gratidão🙏🙏🙏
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
#art #arts #artes #painting #painter #paperart #papermache #exibhition #exposure #exposicao #show #artist #galleryart #colecionadoresdearte #galeriadearte #likesforlikes #likeforlike #instalike #instalife #like4like #newspaper #jornal #agudas
(Translation👇🏻) Da série: “Reminiscências Culturais do Tráfico de Escravos: Conexões Bahia, Benin, Portugal” - Produção de azeite de dendê, Abomé, Benin, 2012.
.
Você sabia que, além do azeite alimentício, são produzidos diversos produtos importantes a partir do óleo de dendê? No Brasil, a partir desse azeite, produz-se o biodiesel, o carvão ativado, a fumaça líquida (utilizada para fazer alimentos defumados), o azeite alimentício, claro, e até artesanato, feito a partir da palha do dendê. .
Na Costa Ocidental africana, no século XIX, as famílias de Retornados afro-brasileiros e os comerciantes de escravos voltaram-se para o cultivo do dendê após a Lei Eusébio de Queirós proibir o tráfico de escravos para o Brasil. O óleo de palma (ou azeite de dendê), era uma importante matéria-prima para a indústria, que o utilizava como lubrificante. Absorvidos pelos competidores europeus, os Agudás preencheram uma demanda por mão de obra que na África era escassa: pessoas que soubessem transitar entre o código ocidental e o africano.
.
#natgeobrasil #natgeoyourshot #suafoto #museuafrobrasil #culturaafrobrasileira #bahia #benin #portugal #portonovo #salvador #portugal #lisboa #agudas #barroco @mis_sp #mis_sp #imoreirasalles #candomble #candomblé #documentaryphotography #nexojornal @estadaocultura #estadaocultura @editorabrasileira #editorabrasileira  @autenticaeditora #companhiadasletras @editorawmfmartinsfontes @intermeios @editora_alameda @folhailustrada #p3top  #magnumphotos #suitcasetravels #dende #african_portraits #africanwomen #masp
(Translation👇🏻) Da série: “Reminiscências Culturais do Tráfico de Escravos: Conexões Bahia, Benin, Portugal” - Produção de azeite de dendê, Abomé, Benin, 2012. . Você sabia que, além do azeite alimentício, são produzidos diversos produtos importantes a partir do óleo de dendê? No Brasil, a partir desse azeite, produz-se o biodiesel, o carvão ativado, a fumaça líquida (utilizada para fazer alimentos defumados), o azeite alimentício, claro, e até artesanato, feito a partir da palha do dendê. . Na Costa Ocidental africana, no século XIX, as famílias de Retornados afro-brasileiros e os comerciantes de escravos voltaram-se para o cultivo do dendê após a Lei Eusébio de Queirós proibir o tráfico de escravos para o Brasil. O óleo de palma (ou azeite de dendê), era uma importante matéria-prima para a indústria, que o utilizava como lubrificante. Absorvidos pelos competidores europeus, os Agudás preencheram uma demanda por mão de obra que na África era escassa: pessoas que soubessem transitar entre o código ocidental e o africano. . #natgeobrasil  #natgeoyourshot  #suafoto  #museuafrobrasil  #culturaafrobrasileira  #bahia  #benin  #portugal  #portonovo  #salvador  #portugal  #lisboa  #agudas  #barroco  @mis_sp #mis_sp  #imoreirasalles  #candomble  #candomblé  #documentaryphotography  #nexojornal  @estadaocultura #estadaocultura  @editorabrasileira #editorabrasileira  @autenticaeditora #companhiadasletras  @editorawmfmartinsfontes @intermeios @editora_alameda @folhailustrada #p3top  #magnumphotos  #suitcasetravels  #dende  #african_portraits  #africanwomen  #masp 
(Translation👇🏻) Da série: “Reminiscências Culturais do Tráfico de Escravos: Conexões Bahia, Benin, Portugal” - Coco do dendê, a partir do qual se produz o azeite de dendê, Abomé, Benin, 2012.  Os “Retornados” Agudás foram em grande parte absorvidos pela demanda de mão de obra extensiva no cultivo do dendê, que progressivamente ganhou espaço no Benin após o fim do tráfico de escravos. Abomé, Benin, 2012. .
From the series: "Cultural Reminiscences of the Slave Trade: Connections Bahia, Benin, Portugal" - Palm coconut, from which oil palm is produced, Abomé, Benin, 2012. The Agudás "Retornados" were largely absorbed by the demand for extensive manpower in the cultivation of palm oil, which progressively gained space in Benin after the end of the slave trade. Abomé, Benin, 2012.
.
#natgeobrasil #natgeoyourshot #suafoto #museuafrobrasil #culturaafrobrasileira #bahia #benin #portugal #portonovo #salvador #portugal #lisboa #agudas #barroco @mis_sp #mis_sp #imoreirasalles #candomble #candomblé #documentaryphotography #nexojornal @estadaocultura #estadaocultura @editorabrasileira #editorabrasileira  @autenticaeditora #companhiadasletras @editorawmfmartinsfontes @intermeios @editora_alameda @folhailustrada #p3top  #magnumphotos #suitcasetravels #masp
(Translation👇🏻) Da série: “Reminiscências Culturais do Tráfico de Escravos: Conexões Bahia, Benin, Portugal” - Coco do dendê, a partir do qual se produz o azeite de dendê, Abomé, Benin, 2012. Os “Retornados” Agudás foram em grande parte absorvidos pela demanda de mão de obra extensiva no cultivo do dendê, que progressivamente ganhou espaço no Benin após o fim do tráfico de escravos. Abomé, Benin, 2012. . From the series: "Cultural Reminiscences of the Slave Trade: Connections Bahia, Benin, Portugal" - Palm coconut, from which oil palm is produced, Abomé, Benin, 2012. The Agudás "Retornados" were largely absorbed by the demand for extensive manpower in the cultivation of palm oil, which progressively gained space in Benin after the end of the slave trade. Abomé, Benin, 2012. . #natgeobrasil  #natgeoyourshot  #suafoto  #museuafrobrasil  #culturaafrobrasileira  #bahia  #benin  #portugal  #portonovo  #salvador  #portugal  #lisboa  #agudas  #barroco  @mis_sp #mis_sp  #imoreirasalles  #candomble  #candomblé  #documentaryphotography  #nexojornal  @estadaocultura #estadaocultura  @editorabrasileira #editorabrasileira  @autenticaeditora #companhiadasletras  @editorawmfmartinsfontes @intermeios @editora_alameda @folhailustrada #p3top  #magnumphotos  #suitcasetravels  #masp 
(Translation in comments 👇🏻) Da série: “Reminiscências Culturais do Tráfico de Escravos: Conexões Bahia, Benin, Portugal” - Terreiro Raiz de Ayrá - São Félix, Bahia, Brasil, 2017. (Parte II de II)  A parte relativa ao sacrifício de animais é algo desconcertante para os não iniciados no culto, mas dentro da liturgia do Candomblé ela tem sua função. Ao final das obrigações, a carne dos animais, que foi preparada na cozinha do terreiro durante as cerimônias, pelas pessoas responsáveis por essa tarefa, é servida para todos os presentes. Essa refeição conteria o Axé (força) dos Orixás, e, de acordo com Mãe Mariá, recomenda-se comê-la com as mãos, pois seria a melhor forma para “receber essa energia”. .
Antes de se fazer a refeição, contudo, são feitas danças em homenagem aos Orixás, ao som dos atabaques de estilo africano. Os Filhos da Casa prostram-se para Mãe Mariá, que os abençoa. A dança é um momento importante do culto, e o domínio de suas técnicas faz parte das obrigações dos Filhos da Casa. A dança é realizada de acordo com as características específicas do Orixá que se está manifestando, e seus movimentos têm relação com os elementos da Natureza ou com as paixões, guerras e grandes feitos que cada divindade representa. .
#natgeobrasil #natgeoyourshot #suafoto #museuafrobrasil #culturaafrobrasileira #bahia #benin #portugal #portonovo #salvador #portugal #lisboa #agudas #barroco @mis_sp #mis_sp #imoreirasalles #candomble #candomblé #documentaryphotography #nexojornal @estadaocultura #estadaocultura @editorabrasileira #editorabrasileira  @autenticaeditora #companhiadasletras @editorawmfmartinsfontes @intermeios @editora_alameda @folhailustrada #p3top  #magnumphotos #suitcasetravels
(Translation in comments 👇🏻) Da série: “Reminiscências Culturais do Tráfico de Escravos: Conexões Bahia, Benin, Portugal” - Terreiro Raiz de Ayrá - São Félix, Bahia, Brasil, 2017. (Parte II de II) A parte relativa ao sacrifício de animais é algo desconcertante para os não iniciados no culto, mas dentro da liturgia do Candomblé ela tem sua função. Ao final das obrigações, a carne dos animais, que foi preparada na cozinha do terreiro durante as cerimônias, pelas pessoas responsáveis por essa tarefa, é servida para todos os presentes. Essa refeição conteria o Axé (força) dos Orixás, e, de acordo com Mãe Mariá, recomenda-se comê-la com as mãos, pois seria a melhor forma para “receber essa energia”. . Antes de se fazer a refeição, contudo, são feitas danças em homenagem aos Orixás, ao som dos atabaques de estilo africano. Os Filhos da Casa prostram-se para Mãe Mariá, que os abençoa. A dança é um momento importante do culto, e o domínio de suas técnicas faz parte das obrigações dos Filhos da Casa. A dança é realizada de acordo com as características específicas do Orixá que se está manifestando, e seus movimentos têm relação com os elementos da Natureza ou com as paixões, guerras e grandes feitos que cada divindade representa. . #natgeobrasil  #natgeoyourshot  #suafoto  #museuafrobrasil  #culturaafrobrasileira  #bahia  #benin  #portugal  #portonovo  #salvador  #portugal  #lisboa  #agudas  #barroco  @mis_sp #mis_sp  #imoreirasalles  #candomble  #candomblé  #documentaryphotography  #nexojornal  @estadaocultura #estadaocultura  @editorabrasileira #editorabrasileira  @autenticaeditora #companhiadasletras  @editorawmfmartinsfontes @intermeios @editora_alameda @folhailustrada #p3top  #magnumphotos  #suitcasetravels 
(Translation in comments 👇🏻) Da série: “Reminiscências Culturais do Tráfico de Escravos: Conexões Bahia, Benin, Portugal” - Terreiro Raiz de Ayrá - São Félix, Bahia, Brasil, 2017 (Parte I de II). No terreiro, o clima da casa era muito familiar e acolhedor. Mãe e Filhos de Santo demonstravam uma relação muito próxima e bastante afetiva. A cerimônia que presenciei é chamada “obrigação para Exu”, e sua finalidade é reverenciar o Orixá responsável pela comunicação entre os humanos e os outros Orixás. Era uma cerimônia fechada, apenas para os integrantes da Casa. Não havia outros visitantes além de mim. Todos os “Filhos da Casa” acordam muito cedo para iniciar as “obrigações”, que só terminaram após as 14h, quando foi servido o almoço. Cada pessoa da casa tem os seus Orixás e todos devem receber as oferendas. Em cada quarto, havia vários Orixás com suas respectivas oferendas, e, para cada Orixá, os alimentos e bebidas que lhes são oferecidos se alteram.
Nesse terreiro de “Candomblé Nagô”, seguindo a tradição das casas dessa raiz, juntam-se aos Orixás outras divindades, como o “Caboclo-Boiadeiro”, da tradição indígena, e “Padilha”, figura feminina cuja representação plástica é bastante sensualizada.
.
#natgeobrasil #natgeoyourshot #suafoto #museuafrobrasil #culturaafrobrasileira #bahia #benin #portugal #portonovo #salvador #portugal #lisboa #agudas #barroco @mis_sp #mis_sp #imoreirasalles #candomble #candomblé #documentaryphotography #nexojornal @estadaocultura #estadaocultura @editorabrasileira #editorabrasileira  @autenticaeditora #companhiadasletras @editorawmfmartinsfontes @intermeios @editora_alameda @folhailustrada #p3top  #magnumphotos #suitcasetravels
(Translation in comments 👇🏻) Da série: “Reminiscências Culturais do Tráfico de Escravos: Conexões Bahia, Benin, Portugal” - Terreiro Raiz de Ayrá - São Félix, Bahia, Brasil, 2017 (Parte I de II). No terreiro, o clima da casa era muito familiar e acolhedor. Mãe e Filhos de Santo demonstravam uma relação muito próxima e bastante afetiva. A cerimônia que presenciei é chamada “obrigação para Exu”, e sua finalidade é reverenciar o Orixá responsável pela comunicação entre os humanos e os outros Orixás. Era uma cerimônia fechada, apenas para os integrantes da Casa. Não havia outros visitantes além de mim. Todos os “Filhos da Casa” acordam muito cedo para iniciar as “obrigações”, que só terminaram após as 14h, quando foi servido o almoço. Cada pessoa da casa tem os seus Orixás e todos devem receber as oferendas. Em cada quarto, havia vários Orixás com suas respectivas oferendas, e, para cada Orixá, os alimentos e bebidas que lhes são oferecidos se alteram. Nesse terreiro de “Candomblé Nagô”, seguindo a tradição das casas dessa raiz, juntam-se aos Orixás outras divindades, como o “Caboclo-Boiadeiro”, da tradição indígena, e “Padilha”, figura feminina cuja representação plástica é bastante sensualizada. . #natgeobrasil  #natgeoyourshot  #suafoto  #museuafrobrasil  #culturaafrobrasileira  #bahia  #benin  #portugal  #portonovo  #salvador  #portugal  #lisboa  #agudas  #barroco  @mis_sp #mis_sp  #imoreirasalles  #candomble  #candomblé  #documentaryphotography  #nexojornal  @estadaocultura #estadaocultura  @editorabrasileira #editorabrasileira  @autenticaeditora #companhiadasletras  @editorawmfmartinsfontes @intermeios @editora_alameda @folhailustrada #p3top  #magnumphotos  #suitcasetravels 
(Translation👇🏻) Da série: “Reminiscências Culturais do Tráfico de Escravos: Conexões Bahia, Benin, Portugal” - Tombamento da Pedra de Xangô, no Bairro de Cajazeiras, em Salvador, Bahia, Brasil, 2017. Povo-de-Santo comemora e faz oferendas aos Orixás durante tombamento da Pedra de Xangô, importante marco espiritual para os seguidores do Condomblé. “Orixá” (Iorubá), “Vodum” (Fon) ou “Inquice” (Bantos) são termos usados para designar, de forma geral, os deuses africanos, dependendo da região e etnia na África. É uma religião baseada no culto a forças da natureza e a ancestrais divinizados, abrangendo vivos e mortos. Há pequenas diferenças entre os cultos praticados por cada etnia, sendo que, no Brasil, em Salvador, a maioria dos terreiros é Jeje-Nagô. Não se devem confundir Orixás e espíritos no culto brasileiro ou no africano.
From the series: "Cultural Reminiscences of the Transatlantic Slave Trade: Connections Bahia, Benin, Portugal" -  Landmarinkg of the Xangô Stone, in the Cajazeiras Neighbourhood, in Salvador, Bahia, Brazil, 2017. Povo-de-Santo celebrates and makes offerings to the Orixás during the landmarking of the Xangô Stone, an important spiritual site for followers of the Condomblé. "Orixá" (Yoruba), "Vodum" (Fon) or "Inquice" (Bantos) are terms used to refer generally to African gods, depending on the region and ethnicity in Africa. It is a religion based on the cult of forces of nature and divinized ancestors, including living and dead. There are small differences between the cults practiced by each ethnic group, and in Brazil, in Salvador, most of the terreiros are Jeje-Nagô. One must not mix up Orixás with spirits in Brazilian or African worship.
.
#natgeobrasil #natgeoyourshot #suafoto #museuafrobrasil #culturaafrobrasileira #bahia #benin #portugal #portonovo #salvador #portugal #lisboa #agudas #barroco @mis_sp #mis_sp #imoreirasalles #candomble #candomblé #documentaryphotography #nexojornal @estadaocultura #estadaocultura @editorabrasileira #editorabrasileira  @autenticaeditora #companhiadasletras @editorawmfmartinsfontes @intermeios @editora_alameda @folhailustrada #p3top  #magnumphotos #suitcasetravels
(Translation👇🏻) Da série: “Reminiscências Culturais do Tráfico de Escravos: Conexões Bahia, Benin, Portugal” - Tombamento da Pedra de Xangô, no Bairro de Cajazeiras, em Salvador, Bahia, Brasil, 2017. Povo-de-Santo comemora e faz oferendas aos Orixás durante tombamento da Pedra de Xangô, importante marco espiritual para os seguidores do Condomblé. “Orixá” (Iorubá), “Vodum” (Fon) ou “Inquice” (Bantos) são termos usados para designar, de forma geral, os deuses africanos, dependendo da região e etnia na África. É uma religião baseada no culto a forças da natureza e a ancestrais divinizados, abrangendo vivos e mortos. Há pequenas diferenças entre os cultos praticados por cada etnia, sendo que, no Brasil, em Salvador, a maioria dos terreiros é Jeje-Nagô. Não se devem confundir Orixás e espíritos no culto brasileiro ou no africano. From the series: "Cultural Reminiscences of the Transatlantic Slave Trade: Connections Bahia, Benin, Portugal" - Landmarinkg of the Xangô Stone, in the Cajazeiras Neighbourhood, in Salvador, Bahia, Brazil, 2017. Povo-de-Santo celebrates and makes offerings to the Orixás during the landmarking of the Xangô Stone, an important spiritual site for followers of the Condomblé. "Orixá" (Yoruba), "Vodum" (Fon) or "Inquice" (Bantos) are terms used to refer generally to African gods, depending on the region and ethnicity in Africa. It is a religion based on the cult of forces of nature and divinized ancestors, including living and dead. There are small differences between the cults practiced by each ethnic group, and in Brazil, in Salvador, most of the terreiros are Jeje-Nagô. One must not mix up Orixás with spirits in Brazilian or African worship. . #natgeobrasil  #natgeoyourshot  #suafoto  #museuafrobrasil  #culturaafrobrasileira  #bahia  #benin  #portugal  #portonovo  #salvador  #portugal  #lisboa  #agudas  #barroco  @mis_sp #mis_sp  #imoreirasalles  #candomble  #candomblé  #documentaryphotography  #nexojornal  @estadaocultura #estadaocultura  @editorabrasileira #editorabrasileira  @autenticaeditora #companhiadasletras  @editorawmfmartinsfontes @intermeios @editora_alameda @folhailustrada #p3top  #magnumphotos  #suitcasetravels 
(Translation in comments👇🏻) Da série: “Reminiscências Culturais do Tráfico de Escravos: Conexões Bahia, Benin, Portugal” - Zemidhjans fumando. Cotonou, Benin, 2014.  Os Zemidhjans são a principal forma de transporte pago em Cotonou. Seriam o equivalente aos “mototáxis” brasileiros. Com suas motos (a maioria de origem chinesa), transportam pessoas, às vezes famílias inteiras, e todo tipo de mercadoria que se possa imaginar, cumprindo longas jornadas de trabalho. O tabaco é um dos tipos de estimulante que eles costumam utilizar. Alguns tomam estimulantes com cafeína e até mesmo remédios que só podem ser vendidos com receitas para conseguirem se manter alertas. No geral, contudo, os habitantes do Benin não tem o hábito de fumar como parte da cultura local atualmente, como os franceses ou os italianos, ao contrário dos seus antepassados, que muito apreciavam o tabaco brasileiro. Nos séculos XVII e XVIII, a popularidade do tabaco baiano na Costa Ocidental africana foi um dos fatores que levou ao estabelecimento de uma rota de comércio direta entre os dois lados do Atlântico, o que explica, em grande parte, a proximidade cultural existente ainda hoje entre Bahia e Benin. 
Nos meus próximos posts, dividirei com vocês um pouco mais sobre esse trabalho. Para aqueles que tiverem interesse em saber mais sobre o assunto, cliquem no link na minha biografia para conhecerem o livro. Adoraria ouvir aqui a opinião de vocês sobre esse projeto! 
#natgeobrasil #natgeoyourshot #suafoto #museuafrobrasil #culturaafrobrasileira #bahia #benin #portugal #portonovo #salvador #portugal #lisboa #agudas #barroco @mis_sp #mis_sp #imoreirasalles #candomble #candomblé #documentaryphotography #nexojornal @estadaocultura #estadaocultura @editorabrasileira #editorabrasileira  @autenticaeditora #companhiadasletras @editorawmfmartinsfontes @intermeios @editora_alameda @folhailustrada #p3top  #magnumphotos #suitcasetravels
(Translation in comments👇🏻) Da série: “Reminiscências Culturais do Tráfico de Escravos: Conexões Bahia, Benin, Portugal” - Zemidhjans fumando. Cotonou, Benin, 2014. Os Zemidhjans são a principal forma de transporte pago em Cotonou. Seriam o equivalente aos “mototáxis” brasileiros. Com suas motos (a maioria de origem chinesa), transportam pessoas, às vezes famílias inteiras, e todo tipo de mercadoria que se possa imaginar, cumprindo longas jornadas de trabalho. O tabaco é um dos tipos de estimulante que eles costumam utilizar. Alguns tomam estimulantes com cafeína e até mesmo remédios que só podem ser vendidos com receitas para conseguirem se manter alertas. No geral, contudo, os habitantes do Benin não tem o hábito de fumar como parte da cultura local atualmente, como os franceses ou os italianos, ao contrário dos seus antepassados, que muito apreciavam o tabaco brasileiro. Nos séculos XVII e XVIII, a popularidade do tabaco baiano na Costa Ocidental africana foi um dos fatores que levou ao estabelecimento de uma rota de comércio direta entre os dois lados do Atlântico, o que explica, em grande parte, a proximidade cultural existente ainda hoje entre Bahia e Benin. Nos meus próximos posts, dividirei com vocês um pouco mais sobre esse trabalho. Para aqueles que tiverem interesse em saber mais sobre o assunto, cliquem no link na minha biografia para conhecerem o livro. Adoraria ouvir aqui a opinião de vocês sobre esse projeto! #natgeobrasil  #natgeoyourshot  #suafoto  #museuafrobrasil  #culturaafrobrasileira  #bahia  #benin  #portugal  #portonovo  #salvador  #portugal  #lisboa  #agudas  #barroco  @mis_sp #mis_sp  #imoreirasalles  #candomble  #candomblé  #documentaryphotography  #nexojornal  @estadaocultura #estadaocultura  @editorabrasileira #editorabrasileira  @autenticaeditora #companhiadasletras  @editorawmfmartinsfontes @intermeios @editora_alameda @folhailustrada #p3top  #magnumphotos  #suitcasetravels 
🎦 Nuevo vídeo para nuestro canal de YouTube. 
Se trata de un ejercicio de #movilidad #escapular para fases #agudas de procesos patológicos de la articulación escapulo-humeral. •••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••• ⏭ Si quieres ver más vídeos como este, suscríbete a nuestro canal: ••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••https://www.youtube.com/channel/UCmBy7x1WWKiHcRLsv9xaHsg
•••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••• ⏏️ Si eres fisio, te pueden servir como guía terapéutica para tus #pacientes a la hora de recomendarles #ejercicios.
••••••••••••••••••••
#youtube #youtuber #videoconsejo #escápula #omoplato #hombro #ritmoescapulohumeral #fisioterapia #rehabilitación #readaptación #estabilización #movilización #madrid #retiropark #chamberí
🎦 Nuevo vídeo para nuestro canal de YouTube. Se trata de un ejercicio de #movilidad  #escapular  para fases #agudas  de procesos patológicos de la articulación escapulo-humeral. •••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••• ⏭ Si quieres ver más vídeos como este, suscríbete a nuestro canal: ••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••https://www.youtube.com/channel/UCmBy7x1WWKiHcRLsv9xaHsg •••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••• ⏏️ Si eres fisio, te pueden servir como guía terapéutica para tus #pacientes  a la hora de recomendarles #ejercicios . •••••••••••••••••••• #youtube  #youtuber  #videoconsejo  #escápula  #omoplato  #hombro  #ritmoescapulohumeral  #fisioterapia  #rehabilitación  #readaptación  #estabilización  #movilización  #madrid  #retiropark  #chamberí 
Una repasadita de cómo tildar las palabras #Agudas, #Graves, #Esdrújulas y #Sobreesdrúlas nos viene bien a muchos. 
#ortografia #Dicción #ExpresiónOral #Expresioncorporal #lectura
My father's father. Gregorio Obayomi Evaristo. Died: Cameroon 1927. Lived: Lagos Nigeria. Community: Agudas (Brazilian returnees). Tribe: Yoruba. Married: Twice. Children: 5. Profession: Customs Officer. Style: Much (early C21 Sapeur). Identity: Yes. Fictionalised in my verse novel 'Lara'. #bloodaxebooks #yoruba #africanhistory #blackbritishhistory #agudas #nigerianmen #bernardineevaristo
Vida de contrastes, de nubes grises y blancas, de verde y de azul, de cielo y tierra, de noche y día.... #landscape #sunset #campocolombiano #Agudas #Sombreros #Genteamable #iraca #tradición
#NaÁpiceTem #ESPECIALISTAEMDORCRÔNICA Todos merecemos uma vida livre de dor e desconforto! É por isso que, na #ÁpiceMedicinaIntegrada, você encontra profissionais especializados no tratamento da #dorcrônica. Aliado a outras terapias e especialidades também oferecidas na #Ápice, como #fisioterapia, #psicologia e #acupuntura, atua no alívio de desconfortos, como: dor por câncer, na coluna, nos joelhos, ombros e outros tipos de dores crônicas, como #fibromialgia e #cefaleias e de dores #agudas, como a que ocorre no período pós-operatório imediato, por exemplo. Você não precisa conviver com a dor. Procure um especialista! Saiba mais em: apice.med.br #saúde #qualidadedevida #bemestar #dor #clínicadedor
#NaÁpiceTem  #ESPECIALISTAEMDORCRÔNICA  Todos merecemos uma vida livre de dor e desconforto! É por isso que, na #ÁpiceMedicinaIntegrada , você encontra profissionais especializados no tratamento da #dorcrônica . Aliado a outras terapias e especialidades também oferecidas na #Ápice , como #fisioterapia , #psicologia  e #acupuntura , atua no alívio de desconfortos, como: dor por câncer, na coluna, nos joelhos, ombros e outros tipos de dores crônicas, como #fibromialgia  e #cefaleias  e de dores #agudas , como a que ocorre no período pós-operatório imediato, por exemplo. Você não precisa conviver com a dor. Procure um especialista! Saiba mais em: apice.med.br #saúde  #qualidadedevida  #bemestar  #dor  #clínicadedor 
Na fé de meus orixás
Axé meu delogun
Temor e proteção ao anel do dragão de dagoun
A união é bonita
E a gente acredita na força do irmão
No continente africano a ecoar
A epopéia agudá, vitoriosa face da razão
Tem cheiro de benjoim no xirê, alabê Prepare o acarajé, no dendê
Salve o chachá, salve toda a negritude
#agudas
Na fé de meus orixás Axé meu delogun Temor e proteção ao anel do dragão de dagoun A união é bonita E a gente acredita na força do irmão No continente africano a ecoar A epopéia agudá, vitoriosa face da razão Tem cheiro de benjoim no xirê, alabê Prepare o acarajé, no dendê Salve o chachá, salve toda a negritude #agudas 
#agudas
#Nike
😛😛