an online Instagram web viewer

#PimentaBaniwa medias

Photos

#Repost @feirasabornacional (@get_repost)
・・・
A Feira Sabor Nacional é realizada pelo Grupo FSN e o Museu da Casa
Brasileira, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo.
Dias 22 e 23 de setembro, sábado das 10h às 20h e domingo, das 10h às 19h - entrada gratuita sujeita à lotação.
#Repost  @feirasabornacional (@get_repost) ・・・ A Feira Sabor Nacional é realizada pelo Grupo FSN e o Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo. Dias 22 e 23 de setembro, sábado das 10h às 20h e domingo, das 10h às 19h - entrada gratuita sujeita à lotação.
Nothing warms the soul quite as well as a bowl of soup.  This one happens to be vegan!
.
.
.
Tofu, black beans, cannellini, pinto, sweet corn, tomato, shallot, roasted garlic, hatch chili, rainbow chard, turmeric, cumin, corriander, paprika, pimenta baniwa, flax, cilantro, avocado, & nutritional yeast.
.
.
.
#soup #food #dinner #foodie #sdfoodie #sandiego #california #lamesa #pimentabaniwa #jiquitaia #vegetarian #vegan #veganmeals #instafood #instamood #corbinscitchen #cookingwithcorbin #gatherandgraze
Nothing warms the soul quite as well as a bowl of soup. This one happens to be vegan! . . . Tofu, black beans, cannellini, pinto, sweet corn, tomato, shallot, roasted garlic, hatch chili, rainbow chard, turmeric, cumin, corriander, paprika, pimenta baniwa, flax, cilantro, avocado, & nutritional yeast. . . . #soup  #food  #dinner  #foodie  #sdfoodie  #sandiego  #california  #lamesa  #pimentabaniwa  #jiquitaia  #vegetarian  #vegan  #veganmeals  #instafood  #instamood  #corbinscitchen  #cookingwithcorbin  #gatherandgraze 
Bobó de camarão 🍤 (shrimp stew) with Pimenta Baniwa🌶 and pequi oil from the #kisêdjê instead of the traditional red palm oil. #instafood #bobodecamarao #pimentabaniwa #shrimp #pequioil #pequi #coconutmilk #cilantro #baniwa #amazonpantry #rainforesttotable #amazoniangastronomy #foodie #deliciousfood #oibi #atix #origensbrasil
Beringela assada ao forno com azeite e tomilho. 
Recheio: bolonhesa de soja com manjericão fresco e pimenta Baniwa (das terras indígenas do Alto Rio Negro)
Acompanha anéis de abóbora assados ao forno com ervas e risoto de de cogumelos (R.O).
Refeição #vegana  #veganfood  #vegano #vegetarianfood  #vegetariano  #vegetariana  #vegetarianismo  #veganmanaus #vegetarianomanaus 
#Lulalivre  #bastadeodio #facismonão  #demarcaçãojá  #pimentabaniwa #beringela #instagood  #instafood #manaus
Beringela assada ao forno com azeite e tomilho. Recheio: bolonhesa de soja com manjericão fresco e pimenta Baniwa (das terras indígenas do Alto Rio Negro) Acompanha anéis de abóbora assados ao forno com ervas e risoto de de cogumelos (R.O). Refeição #vegana  #veganfood  #vegano  #vegetarianfood  #vegetariano  #vegetariana  #vegetarianismo  #veganmanaus  #vegetarianomanaus  #Lulalivre  #bastadeodio  #facismonão  #demarcaçãojá  #pimentabaniwa  #beringela  #instagood  #instafood  #manaus 
PAPAS À VALENTINE! *
Refeição #vegana
 #vegetariana #vegan #vegetariano #vegetarian * 
Batata doce recheada com brócolis refogado ao azeite com cebola roxa, alho e pimenta branca (Pitadinha para aromatizar)
A batata foi pré-cozida ao dente e foi ao forno com tomilho, sal e azeite.
Saladinha de couve manteiga com repolho e lâminas de castanha do Brasil. 
Molho de beterraba  com abacate 🥑. Leva azeite extra virgem, limão, curry, sal e  pimenta Jiquitaia, produzida pelos povos indígenas da região do Alto Rio Negro, sobretudo os Baniwa. É um ingrediente essencial para dar um "punch" de sabor e quebrar o gosto agridoce, acentuado pela batata doce.
Dica:  ficaria ótimo com umas folhas de manjericão fresco, infelizmente indisponíveis neste momento. *
Dedico essa comida roxa a minha amiga madakafa Chilena, @ladybloodypurple, Também conhecida como Purple Valentine.
#beterraba #abacate #couverefogada
 #repolho  #batatadoceassada #batatarecheada #broxolo #demarcaçãojá  #amazonas #ForaTemer  #lulahaddadmanu  #Lulalivre  #pimentabaniwa #vegetables #veggie #vegetais
PAPAS À VALENTINE! * Refeição #vegana  #vegetariana  #vegan  #vegetariano  #vegetarian  * Batata doce recheada com brócolis refogado ao azeite com cebola roxa, alho e pimenta branca (Pitadinha para aromatizar) A batata foi pré-cozida ao dente e foi ao forno com tomilho, sal e azeite. Saladinha de couve manteiga com repolho e lâminas de castanha do Brasil. Molho de beterraba com abacate 🥑. Leva azeite extra virgem, limão, curry, sal e pimenta Jiquitaia, produzida pelos povos indígenas da região do Alto Rio Negro, sobretudo os Baniwa. É um ingrediente essencial para dar um "punch" de sabor e quebrar o gosto agridoce, acentuado pela batata doce. Dica: ficaria ótimo com umas folhas de manjericão fresco, infelizmente indisponíveis neste momento. * Dedico essa comida roxa a minha amiga madakafa Chilena, @ladybloodypurple, Também conhecida como Purple Valentine. #beterraba  #abacate  #couverefogada  #repolho  #batatadoceassada  #batatarecheada  #broxolo  #demarcaçãojá  #amazonas  #ForaTemer  #lulahaddadmanu  #Lulalivre  #pimentabaniwa  #vegetables  #veggie  #vegetais 
Tender scallops seared then served in a tangy and spicy mango sauce made with white wine, lime juice, red chili pepper flakes and Pimenta Baniwa -- that famous blend of Capsicum peppers sustainably grown and prepared by Baniwa women in the upper Rio Negro Basin of northern Amazonian Brazil.
#scallops #seafood #shelfish #mango #cilantro #Baniwa #PimentaBaniwa #chilipepper #jiquitaia #chilipowder #Capsicumpeppers #Amazonia #socioambiental @alfredobrazao @ade_lopes #oibi #rainforesttotable #organic #foodies #yummy #RioNegro #mangosauce #sauce
Tender scallops seared then served in a tangy and spicy mango sauce made with white wine, lime juice, red chili pepper flakes and Pimenta Baniwa -- that famous blend of Capsicum peppers sustainably grown and prepared by Baniwa women in the upper Rio Negro Basin of northern Amazonian Brazil. #scallops  #seafood  #shelfish  #mango  #cilantro  #Baniwa  #PimentaBaniwa  #chilipepper  #jiquitaia  #chilipowder  #Capsicumpeppers  #Amazonia  #socioambiental  @alfredobrazao @ade_lopes #oibi  #rainforesttotable  #organic  #foodies  #yummy  #RioNegro  #mangosauce  #sauce 
Já conhece a PIMENTA BANIWA ?! Mistura de pimentas cultivadas organicamente pelas mulheres indígenas Baniwa nas roças e quintais das comunidades do Rio Içana e afluentes, desidratadas e moídas com sal especial. Município de São Gabriel da Cachoeira - AM 
#piri #pirivibes #pirenopolis #pirinopolis #euamopiri #vemprapiri #goias #brasilia #goiania #aruátradiçõesamazônicas #amazonia #comunidadetradicional #sustentabilidade #bistromariadocéu #pimentabaniwa #organico
Já conhece a PIMENTA BANIWA ?! Mistura de pimentas cultivadas organicamente pelas mulheres indígenas Baniwa nas roças e quintais das comunidades do Rio Içana e afluentes, desidratadas e moídas com sal especial. Município de São Gabriel da Cachoeira - AM #piri  #pirivibes  #pirenopolis  #pirinopolis  #euamopiri  #vemprapiri  #goias  #brasilia  #goiania  #aruátradiçõesamazônicas  #amazonia  #comunidadetradicional  #sustentabilidade  #bistromariadocéu  #pimentabaniwa  #organico 
Awesome job @roadcheftruck with your bobó de camarão dish. I thought the #pimentabaniwa complemented the #bobodecamarao perfectly. Now you can put the Brazilian flag 🇧🇷 on your truck. :) #pimentabaniwa #foodtruckexcellence #amazoniangastronomy #oibi #origensbrasil #institutosocioambiental #institutoatá #foirn #amazonpantry #foresttotable
If someone ever tells you that they don't like pizza, chances are they've been sent here from hell to steal your soul.
\
/
\
/
\
Did a 48 hr cold rise with 25% white, 25% rye, & 50% wheat flours.  Roasted garlic purée, muenster, fresh mozz, skirt steak, fried cremini, roasted shishito, slivered shallot, shaved aged goat gouda, chili oil, parsley oil, salt/pepp, & pimenta baniwa.
\
/
\
/
\
#pizza #pimentabaniwa #dinner #sundays #food #sdfoodie #sandiego #lamesa #california #instagood #instafood #iateitall #sorrynotsorry #cookingwithcorbin #corbinscitchen
If someone ever tells you that they don't like pizza, chances are they've been sent here from hell to steal your soul. \ / \ / \ Did a 48 hr cold rise with 25% white, 25% rye, & 50% wheat flours. Roasted garlic purée, muenster, fresh mozz, skirt steak, fried cremini, roasted shishito, slivered shallot, shaved aged goat gouda, chili oil, parsley oil, salt/pepp, & pimenta baniwa. \ / \ / \ #pizza  #pimentabaniwa  #dinner  #sundays  #food  #sdfoodie  #sandiego  #lamesa  #california  #instagood  #instafood  #iateitall  #sorrynotsorry  #cookingwithcorbin  #corbinscitchen 
Big day at the Brasifest in Seattle. #pimentabaniwa #caféapuí #nakauchocolate #cogumeloyanomami #oibi @institutoata @socioambiental @cafeapui @idesam @alexatala @ade_lopes @andrebaniwa @alfredobrazao @13colorido #amazonpantry #amazoniangastronomy @edouardojordan @foirn
A mulherada promovendo os produtos de sociobiodiversidade da Amazônia na Brasilfest da Culinary Culture Connections em Seattle. #brasilfestseattle #amazoniangastronomy #pimentabaniwa #caféapuí @cafeapui @artebaniwa @nafloresta @chocolatenakau #CogumeloYanomami #institutosocioambiental @socioambiental #oibi #artebaniwa #foirn #amazonpantry #foresttotable #institutoata #origensbrasil @dj.flor.54 @idesam @felipe.storch
PIMENTA JIQUITAIA BANIWA | Nas roças e quintais das mulheres Baniwa, é feita uma mistura de pimentas cultivadas organicamente, desidratadas e moídas com sal especial. 
As jiquitaias são blends exclusivos de variedades de pimentas do gênero Capsicum spp. cultivadas organicamente pelas mulheres indígenas em roças e jardins de pimentas nas comunidades baniwa, secas e moídas em pó com adição de sal especial. No Alto Rio Negro há uma Rede de cinco Casas da Pimenta Baniwa. Cada casa tem dois gerentes – um homem e uma mulher – que cuidam de todo o processo, desde o recebimento das pimentas até o envio para a cidade mais próxima, São Gabriel da Cachoeira (AM). A pimenta é uma importante fonte de renda para as mulheres Baniwa, protagonistas de toda a produção. 
Venha conhecer mais sobre a Pimenta Baniwa na GaleriAmazônica! Compras por email (galeria@waimiriatroari.org.br), telefone (92 3302 3633) ou inbox. 
#Baniwa #PimentaBaniwa #AltoRioNegro #TI #PovosIndígenas #PovosIndigenas #SaoGabrielDaCachoeira #ComidaDeIndio  #Indigenous #ArteBaniwa #Mandioca #Fronteira #Brasil #Colombia #Venezuela #Amazônia #Amazonia #Manaus #LargosaoSebastiao #ComidaDeVerdade #RealFood #FairTrade #Renda #MulherIndígena fonte: @origensbrasil foto: Felipe Storch/ISA
PIMENTA JIQUITAIA BANIWA | Nas roças e quintais das mulheres Baniwa, é feita uma mistura de pimentas cultivadas organicamente, desidratadas e moídas com sal especial. As jiquitaias são blends exclusivos de variedades de pimentas do gênero Capsicum spp. cultivadas organicamente pelas mulheres indígenas em roças e jardins de pimentas nas comunidades baniwa, secas e moídas em pó com adição de sal especial. No Alto Rio Negro há uma Rede de cinco Casas da Pimenta Baniwa. Cada casa tem dois gerentes – um homem e uma mulher – que cuidam de todo o processo, desde o recebimento das pimentas até o envio para a cidade mais próxima, São Gabriel da Cachoeira (AM). A pimenta é uma importante fonte de renda para as mulheres Baniwa, protagonistas de toda a produção. Venha conhecer mais sobre a Pimenta Baniwa na GaleriAmazônica! Compras por email (galeria@waimiriatroari.org.br), telefone (92 3302 3633) ou inbox. #Baniwa  #PimentaBaniwa  #AltoRioNegro  #TI  #PovosIndígenas  #PovosIndigenas  #SaoGabrielDaCachoeira  #ComidaDeIndio  #Indigenous  #ArteBaniwa  #Mandioca  #Fronteira  #Brasil  #Colombia  #Venezuela  #Amazônia  #Amazonia  #Manaus  #LargosaoSebastiao  #ComidaDeVerdade  #RealFood  #FairTrade  #Renda  #MulherIndígena  fonte: @origensbrasil foto: Felipe Storch/ISA
Suco Ânimo: maçã, laranja, gengibre e beterraba & Na'kau chocolate 72% cacau nativo da Amazônia com pimenta baniwa... maravilhoso! 🌱🍃 Sensacional colocar na embalagem do chocolate o povo da floresta que coloca a mão na massa...😍 Bom indicar produto que respeita a diversidade socioambiental da Floresta Amazônia. 💖

#consumidorconsciente #amazonia #chocolate #nakauchocolate #orgânico #produtosdafloresta #baniwa #pimenta #pimentabaniwa #veganfood #mentalhealth #saudemental #nutrição #nutriçãoafetiva #nutricaoemocional
Suco Ânimo: maçã, laranja, gengibre e beterraba & Na'kau chocolate 72% cacau nativo da Amazônia com pimenta baniwa... maravilhoso! 🌱🍃 Sensacional colocar na embalagem do chocolate o povo da floresta que coloca a mão na massa...😍 Bom indicar produto que respeita a diversidade socioambiental da Floresta Amazônia. 💖 #consumidorconsciente  #amazonia  #chocolate  #nakauchocolate  #orgânico  #produtosdafloresta  #baniwa  #pimenta  #pimentabaniwa  #veganfood  #mentalhealth  #saudemental  #nutrição  #nutriçãoafetiva  #nutricaoemocional 
Esse “ouro” está sendo preparado para SoulBrasil...é a pimenta Jiquitaia Baniwa, da milenar tribo Baniwa que fica na fronteira do Brasil com Colômbia e Venezuela.

Uma verdadeira iguaria que usamos em nosso Molho de Pimenta Jiquitaia com Açaí!
Longo caminho pra chegar a São Paulo, aguardamos ansiosamente!

Repost André Baniwa
#difundindobrasilidade
#soulbrasilcuisine 
#baniwa #institutoata #pimentasbrasileiras #pimentabaniwa #comidadaamazonia #brasilidades #isa
Bife Ancho ao poivre de baniwa e strudel de batata defumada. #beefancho #bifeancho #angus #baniwa #pimentabaniwa #strudel #bistro #duobistro #sorocaba
Arcindo Feliciano, Alfredo Brazão, and Orlando Fontes presenting some of the Pimenta Baniwa that will be arriving at our online store soon.
#PimentaBaniwa #Amazoniangastronomy #Baniwa #InstitutoSocioambiental #ATÁ #foresttotable #AmazonPantry #Indigenous #Amazonia #forest #IndigenousFood #RealFood #sustainablesourcing #OrigensBrasil #Agroforestry
🍫Chocolates Nobres Brasileiros - Na'kau

Atenção amantes de chocolates! Valorizando a produção nacional, iniciaremos a revenda de chocolates artesanais aqui na @pontodebrigadeiro, em parceria com produtores de chocolates "do grão à barra". O primeiro deles, o Na'kau, vem do Amazonas e está entre os chocolates mais puros do mundo, feito exclusivamente com cacau de várzea, nativo da Amazônia, o mais antigo e selvagem que existe. Sua raridade apresenta sabores complexos ao chocolate. A produção é feita em parceria com extrativistas locais, buscando o respeito à natureza e a valorização do trabalho destas famílias amazonenses.

Aqui você encontra os chocolates 54%, 63%, 72%, 81% cacau e ainda versões com #PimentaBaniwa, #Cupuaçu e #Castanha-da-Amazônia.

@chocolatenakau #chocolate #cacauselvagem #beantobar #organico #deorigem #artesanal #cacau #cacao #cocoa #manaus #amazonas #brasil #chocolovers #darkchocolate #zerolactose #delicioso #saudavel #fairtrade
🍫Chocolates Nobres Brasileiros - Na'kau Atenção amantes de chocolates! Valorizando a produção nacional, iniciaremos a revenda de chocolates artesanais aqui na @pontodebrigadeiro, em parceria com produtores de chocolates "do grão à barra". O primeiro deles, o Na'kau, vem do Amazonas e está entre os chocolates mais puros do mundo, feito exclusivamente com cacau de várzea, nativo da Amazônia, o mais antigo e selvagem que existe. Sua raridade apresenta sabores complexos ao chocolate. A produção é feita em parceria com extrativistas locais, buscando o respeito à natureza e a valorização do trabalho destas famílias amazonenses. Aqui você encontra os chocolates 54%, 63%, 72%, 81% cacau e ainda versões com #PimentaBaniwa , #Cupuaçu  e #Castanha -da-Amazônia. @chocolatenakau #chocolate  #cacauselvagem  #beantobar  #organico  #deorigem  #artesanal  #cacau  #cacao  #cocoa  #manaus  #amazonas  #brasil  #chocolovers  #darkchocolate  #zerolactose  #delicioso  #saudavel  #fairtrade 
pra matar o peixe 🔥🔥🔥!! #PimentaBaniwa
🇧🇷Na´kau Chocolate 72% com Pimenta Baniwa 
A Pimenta Jiquitaia Baniwa é um bem do Sistema Agrícola Tradicional do Rio Negro (Amazonas), reconhecido em 2010 como patrimônio imaterial pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional -IPHAN.
É um blend de pimentas (Capsicum spp.) cultivadas organicamente pelas mulheres indígenas em suas roças e quintais na bacia do rio Içana, Estado do Amazonas. São secas e moídas em pó com adição de sal especial. Para os Baniwa, a pimenta jiquitaia tem importante papel nos rituais de passagem para a vida adulta, ela traz proteção contra os mundos invisíveis.

Esta parceria tem o apoio da iniciativa @origensbrasil  do Instituto de Manejo e Certificação Florestal - IMAFLORA. Este produto tem origem e essa origem é atestada pelo selo que se encontra no verso desta embalagem. Lembre-se de scanear o QR-code sobre o selo para viajar nas origens Amazônicas. 🇺🇸Na'kau Chocolate 72% with Baniwa Pepper
Baniwa Pepper Jiquitaia is a product of the Traditional Agricultural System of Rio Negro (Amazonas), recognized in 2010 as intangible heritage by the Brazilian National Historical and Artistic Heritage Institute (IPHAN).
It is a blend of peppers (Capsicum spp.), grown by indigenous women in their gardens and backyards in the Içana River basin, State of Amazonas. They are dried and ground with added salt. For the Baniwa, jiquitaia pepper has an important role in the rituals of passage into adulthood, it brings protection against the invisible worlds.
This partnership also has the support of the Origens Brasil of the Institute of Management and Forest Certification - IMAFLORA. This poduct’s origin is attested by the seal that is on the back of this package. Remember to scan the QR-code on the seal to learn more about the producers and the product source.

#amazonia #amazon #sustentabilidade #chocolate #beantobar #brasil #nakau #nafloresta #craftchocolate #cacau #cacao #theobroma #chocolatenakau #amazonida #amazonico #amamosamazon #ifamcmzl #chocolatedeverdade #wildcacao #wild #cacaudevarzea #origensbrasil #pimentabaniwa # #isa #ata #artebaniwa #imaflora #parceriassustentavais #oibi
🇧🇷Na´kau Chocolate 72% com Pimenta Baniwa A Pimenta Jiquitaia Baniwa é um bem do Sistema Agrícola Tradicional do Rio Negro (Amazonas), reconhecido em 2010 como patrimônio imaterial pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional -IPHAN. É um blend de pimentas (Capsicum spp.) cultivadas organicamente pelas mulheres indígenas em suas roças e quintais na bacia do rio Içana, Estado do Amazonas. São secas e moídas em pó com adição de sal especial. Para os Baniwa, a pimenta jiquitaia tem importante papel nos rituais de passagem para a vida adulta, ela traz proteção contra os mundos invisíveis. Esta parceria tem o apoio da iniciativa @origensbrasil do Instituto de Manejo e Certificação Florestal - IMAFLORA. Este produto tem origem e essa origem é atestada pelo selo que se encontra no verso desta embalagem. Lembre-se de scanear o QR-code sobre o selo para viajar nas origens Amazônicas. 🇺🇸Na'kau Chocolate 72% with Baniwa Pepper Baniwa Pepper Jiquitaia is a product of the Traditional Agricultural System of Rio Negro (Amazonas), recognized in 2010 as intangible heritage by the Brazilian National Historical and Artistic Heritage Institute (IPHAN). It is a blend of peppers (Capsicum spp.), grown by indigenous women in their gardens and backyards in the Içana River basin, State of Amazonas. They are dried and ground with added salt. For the Baniwa, jiquitaia pepper has an important role in the rituals of passage into adulthood, it brings protection against the invisible worlds. This partnership also has the support of the Origens Brasil of the Institute of Management and Forest Certification - IMAFLORA. This poduct’s origin is attested by the seal that is on the back of this package. Remember to scan the QR-code on the seal to learn more about the producers and the product source. #amazonia  #amazon  #sustentabilidade  #chocolate  #beantobar  #brasil  #nakau  #nafloresta  #craftchocolate  #cacau  #cacao  #theobroma  #chocolatenakau  #amazonida  #amazonico  #amamosamazon  #ifamcmzl  #chocolatedeverdade  #wildcacao  #wild  #cacaudevarzea  #origensbrasil  #pimentabaniwa  # #isa  #ata  #artebaniwa  #imaflora  #parceriassustentavais  #oibi 
O Na´kau tem a felicidade de apresentar sua nova linha PARCERIAS SUSTENTÁVEIS: Pimenta Baniwa, Castanha do Unini e o Café Apuí. Sim, o que já era delicioso ficou ainda melhor! Agregamos ao chocolate Na'kau três marcas de produtos amazônicos que compartilham do mesmo conceito que o nosso, que é o respeito pelos povos e pelos recursos naturais amazônicos. Acreditamos que juntos somos mais fortes e podemos chegar ainda mais longe. Seguiremos compartilhando saberes, interesses, experiências, respeito, pontos de vendas e, acima de tudo, a Amazônia. Reconhecemos que a Amazônia pode e precisa ser bem vendida, sim! Em forma de produtos renováveis, íntegros, dignos, sustentáveis, que sejam processados e desenvolvidos por amazônidas, na Amazônia. 
E aí, preparados para essas novas experiências sensoriais, cheias de conceitos e sabores amazônicos?

Aguarde nos próximos dias estaremos publicando detalhes de cada sabor. 🇺🇸
Na’Kau is very pleased to present our new line sustainable products through great partnerships: Baniwa Pepper, Brazil nuts from the Unini Extractive Reserve and Café Apuí. Yes, what was already delicious is now even better! We added three brands of Amazonian products to our line of Na’Kau chocolates that share the same concept as our own, which is respect for the peoples and natural resources of the Amazon. We believe that together we are stronger, and we can go even further. We will continue to share knowledge, interests, experiences, respect, sales points and, above all, the Amazon. We recognize that the Amazon can and must be well sold in the form of renewable, upright, decent, sustainable products that are processed and developed by Amazonians in the Amazon.
So, are you prepared for these new sensory experiences, full of Amazonian concepts and tastes?

Wait in the next few days we will be posting details of each flavor.

#nakau #amazonia #amazon #chocolatedeverdade #pimentabaniwa #cafeapui #castanhadounini #origensbrasil #nafloresta
O Na´kau tem a felicidade de apresentar sua nova linha PARCERIAS SUSTENTÁVEIS: Pimenta Baniwa, Castanha do Unini e o Café Apuí. Sim, o que já era delicioso ficou ainda melhor! Agregamos ao chocolate Na'kau três marcas de produtos amazônicos que compartilham do mesmo conceito que o nosso, que é o respeito pelos povos e pelos recursos naturais amazônicos. Acreditamos que juntos somos mais fortes e podemos chegar ainda mais longe. Seguiremos compartilhando saberes, interesses, experiências, respeito, pontos de vendas e, acima de tudo, a Amazônia. Reconhecemos que a Amazônia pode e precisa ser bem vendida, sim! Em forma de produtos renováveis, íntegros, dignos, sustentáveis, que sejam processados e desenvolvidos por amazônidas, na Amazônia. E aí, preparados para essas novas experiências sensoriais, cheias de conceitos e sabores amazônicos? Aguarde nos próximos dias estaremos publicando detalhes de cada sabor. 🇺🇸 Na’Kau is very pleased to present our new line sustainable products through great partnerships: Baniwa Pepper, Brazil nuts from the Unini Extractive Reserve and Café Apuí. Yes, what was already delicious is now even better! We added three brands of Amazonian products to our line of Na’Kau chocolates that share the same concept as our own, which is respect for the peoples and natural resources of the Amazon. We believe that together we are stronger, and we can go even further. We will continue to share knowledge, interests, experiences, respect, sales points and, above all, the Amazon. We recognize that the Amazon can and must be well sold in the form of renewable, upright, decent, sustainable products that are processed and developed by Amazonians in the Amazon. So, are you prepared for these new sensory experiences, full of Amazonian concepts and tastes? Wait in the next few days we will be posting details of each flavor. #nakau  #amazonia  #amazon  #chocolatedeverdade  #pimentabaniwa  #cafeapui  #castanhadounini  #origensbrasil  #nafloresta 
Primeiro dia de volta das férias.
Um probleminha básico de saúde e o médico foi logo me mandando para antibióticos. Triste essa medicina que não indica tratamentos alternativos aliados aos tratamentos do itinerário médico.
Muito triste por ter que cancelar a viagem para participar do O Seminário sobre Educação Superior Intercultural na UFRR. 
Enfim, para fortalecer o corpo: sopa de cenoura, temperada com alho, cebola, açafrão, pimenta rosa e pimenta baniwa.
Acompanha torradinhas feitas com azeite e pedaços de cará roxo.
Nada de origem animal. #veganfood  #vegano  #vegetariano  #agriculturafamiliar  #cenoura #pimentarosa  #pimentabaniwa
#ForaTemer #Lulalivre #agrotoxicosnao
Primeiro dia de volta das férias. Um probleminha básico de saúde e o médico foi logo me mandando para antibióticos. Triste essa medicina que não indica tratamentos alternativos aliados aos tratamentos do itinerário médico. Muito triste por ter que cancelar a viagem para participar do O Seminário sobre Educação Superior Intercultural na UFRR. Enfim, para fortalecer o corpo: sopa de cenoura, temperada com alho, cebola, açafrão, pimenta rosa e pimenta baniwa. Acompanha torradinhas feitas com azeite e pedaços de cará roxo. Nada de origem animal. #veganfood  #vegano  #vegetariano  #agriculturafamiliar  #cenoura  #pimentarosa  #pimentabaniwa  #ForaTemer  #Lulalivre  #agrotoxicosnao 
Tereza Antônia Torquato Custodio, 40 anos, pertence a etnia Baniwa e vive no Território do Rio Negro, onde trabalha na produção da Pimenta Baniwa e ajuda a proteger a diversidade do Rio Negro com seu modo de vida.⠀
O cultivo das pimentas é feito exclusivamente por mulheres em quintais e roças da região.⠀
⠀
 #OrigensBrasil #Territóriosdeorigem #imaflora #isa #amazonia #rionegro #socioambiental #rainforest #arteindigena #designbrasileiro #pimentabaniwa #baniwa⠀
Tereza Antônia Torquato Custodio, 40 anos, pertence a etnia Baniwa e vive no Território do Rio Negro, onde trabalha na produção da Pimenta Baniwa e ajuda a proteger a diversidade do Rio Negro com seu modo de vida.⠀ O cultivo das pimentas é feito exclusivamente por mulheres em quintais e roças da região.⠀ ⠀ #OrigensBrasil  #Territóriosdeorigem  #imaflora  #isa  #amazonia  #rionegro  #socioambiental  #rainforest  #arteindigena  #designbrasileiro  #pimentabaniwa  #baniwa ⠀
#Repost @origensbrasil with @get_repost
・・・
A Pimenta Baniwa é um blend de mais de sessenta variedades de pimentas do gênero Capsicum spp, cultivadas organicamente pelas mulheres Baniwa em roças, quintais e jardins de pimentas. As pimentas são secas, moídas em pó e misturadas com sal especial.⠀
⠀
FOTO MEDIUM Rogerio Assis/ISA⠀
⠀
 #OrigensBrasil #Territóriosdeorigem #imaflora #isa #amazonia #rionegro #socioambiental #rainforest #arteindigena #designbrasileiro #pimentabaniwa #baniwa⠀
#Repost  @origensbrasil with @get_repost ・・・ A Pimenta Baniwa é um blend de mais de sessenta variedades de pimentas do gênero Capsicum spp, cultivadas organicamente pelas mulheres Baniwa em roças, quintais e jardins de pimentas. As pimentas são secas, moídas em pó e misturadas com sal especial.⠀ ⠀ FOTO MEDIUM Rogerio Assis/ISA⠀ ⠀ #OrigensBrasil  #Territóriosdeorigem  #imaflora  #isa  #amazonia  #rionegro  #socioambiental  #rainforest  #arteindigena  #designbrasileiro  #pimentabaniwa  #baniwa ⠀
A Pimenta Baniwa é um blend de mais de sessenta variedades de pimentas do gênero Capsicum spp, cultivadas organicamente pelas mulheres Baniwa em roças, quintais e jardins de pimentas. As pimentas são secas, moídas em pó e misturadas com sal especial.⠀
⠀
FOTO MEDIUM Rogerio Assis/ISA⠀
⠀
 #OrigensBrasil #Territóriosdeorigem #imaflora #isa #amazonia #rionegro #socioambiental #rainforest #arteindigena #designbrasileiro #pimentabaniwa #baniwa⠀
Scallop roll with Pimenta Baniwa and tucupi preto, part 2. #pimentabaniwa #tucupipreto #sushiamazonico #sushiinnovation
Sushi roll under construction. Scallops with Pimento Baniwa and tucupi preto: part 1. #pimentabaniwa #sushiamazonico #tucupipreto #sushiinnovation #instafood
Das roças e quintais das mulheres Baniwa, no Alto Rio Negro, surgiu uma mistura de pimentas cultivadas organicamente, desidratadas e moídas com sal. Assim nasceu a Pimenta Baniwa, um produto da nossa diversidade socioambiental que participa do Origens Brasil®. ⠀
⠀
FOTO MÉDIUM Roberto Linsker/ISA⠀
⠀
#OrigensBrasil #Territóriosdeorigem #imaflora #isa #amazonia #rionegro #socioambiental #rainforest #arteindigena #designbrasileiro #pimentabaniwa #baniwa⠀
#Repost @socioambiental
• • •
Sinta toda a força feminina da #PimentaBaniwa. No Alto Rio Negro (AM), são as mulheres que protagonizam a produção de sua pimenta tradicional, a Jiquitaia Baniwa. Venha conhecer mais sobre este produto ou fazer uma degustação na GaleriAmazônica!
.
.
.
.
Vídeo: @ferligabue #socioambiental se escreve junto!
#Repost  @socioambiental • • • Sinta toda a força feminina da #PimentaBaniwa . No Alto Rio Negro (AM), são as mulheres que protagonizam a produção de sua pimenta tradicional, a Jiquitaia Baniwa. Venha conhecer mais sobre este produto ou fazer uma degustação na GaleriAmazônica! . . . . Vídeo: @ferligabue #socioambiental  se escreve junto!
"Através da pimenta e através dos artesanatos, as mulheres indígenas começaram a ser presidentes das associações."
.
.Parabéns as mulheres indígenas Baniwa pela produção de sua pimenta tradicional, reforçando a sua posição crucial dentro de suas aldeias! .

#Repost @socioambiental
• • • • •
Sinta toda a força feminina da #PimentaBaniwa. No Alto Rio Negro (AM), são as mulheres que protagonizam a produção de sua pimenta tradicional, a Jiquitaia Baniwa. Inspire-se: https://isa.to/2lwHFvv
.
.
.
.
Vídeo: @ferligabue
"Através da pimenta e através dos artesanatos, as mulheres indígenas começaram a ser presidentes das associações." . .Parabéns as mulheres indígenas Baniwa pela produção de sua pimenta tradicional, reforçando a sua posição crucial dentro de suas aldeias! . #Repost  @socioambiental • • • • • Sinta toda a força feminina da #PimentaBaniwa . No Alto Rio Negro (AM), são as mulheres que protagonizam a produção de sua pimenta tradicional, a Jiquitaia Baniwa. Inspire-se: https://isa.to/2lwHFvv . . . . Vídeo: @ferligabue
“A pimenta é a comida tradicional dos nossos avós. Eles usavam para temperar comida, faziam quinhapira para oferecer aos parentes que os visitavam. Por isso, a pimenta é inseparável da nossa comida. Não dá para perder o valor, muito pelo contrário, vamos continuar plantando nossas pimentas para sempre e ofertar mais para pessoas que estão por vir”. - Nazária Mandu Lopes, produtora de Pimenta Baniwa da comunidade de Canadá, Terra Indígena Alto Rio Negro (AM). Os saberes de Nazária são exemplos vivos do funcionamento do Sistema Agrícola Tradicional do Rio Negro, declarado em 2010 Patrimônio Cultural do Brasil pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). Eles envolvem as técnicas de manejo da roça e dos quintais, o sistema alimentar, os utensílios de processamento e armazenamento e a formação de redes sociais de trocas de plantas e conhecimentos associados.

Está no ar o minidoc que realizei sobre a produção da Jiquitaia pelas mulheres Baniwa para o Instituto Sociambiental! No link tem o video completo com a reportagem de @___beto____  ilustrada pelas belas fotos da incrível @carolquintanilha ! 
#Repost @socioambiental ・・・
Sinta toda a força feminina da #PimentaBaniwa. No Alto Rio Negro (AM), são as mulheres que protagonizam a produção de sua pimenta tradicional, a Jiquitaia Baniwa. Inspire-se: https://isa.to/2lwHFvv
.
.
.
.
Vídeo: @ferligabue
“A pimenta é a comida tradicional dos nossos avós. Eles usavam para temperar comida, faziam quinhapira para oferecer aos parentes que os visitavam. Por isso, a pimenta é inseparável da nossa comida. Não dá para perder o valor, muito pelo contrário, vamos continuar plantando nossas pimentas para sempre e ofertar mais para pessoas que estão por vir”. - Nazária Mandu Lopes, produtora de Pimenta Baniwa da comunidade de Canadá, Terra Indígena Alto Rio Negro (AM). Os saberes de Nazária são exemplos vivos do funcionamento do Sistema Agrícola Tradicional do Rio Negro, declarado em 2010 Patrimônio Cultural do Brasil pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). Eles envolvem as técnicas de manejo da roça e dos quintais, o sistema alimentar, os utensílios de processamento e armazenamento e a formação de redes sociais de trocas de plantas e conhecimentos associados. Está no ar o minidoc que realizei sobre a produção da Jiquitaia pelas mulheres Baniwa para o Instituto Sociambiental! No link tem o video completo com a reportagem de @___beto____ ilustrada pelas belas fotos da incrível @carolquintanilha ! #Repost  @socioambiental ・・・ Sinta toda a força feminina da #PimentaBaniwa . No Alto Rio Negro (AM), são as mulheres que protagonizam a produção de sua pimenta tradicional, a Jiquitaia Baniwa. Inspire-se: https://isa.to/2lwHFvv . . . . Vídeo: @ferligabue
❤️💪🏽🌳 #Repost @socioambiental with @get_repost
・・・
Sinta toda a força feminina da #PimentaBaniwa. No Alto Rio Negro (AM), são as mulheres que protagonizam a produção de sua pimenta tradicional, a Jiquitaia Baniwa. Inspire-se: https://isa.to/2lwHFvv
.
.
.
.
Vídeo: @ferligabue
#esperança #planetaterra #guardiõesdafloresta #socioambiental
A força feminina da pimenta baniwa
#MulheresIndígenas#rionegro#pimentabaniwa
@socioambiental
A força feminina da Pimenta Baniwa! Ancestral, vital! 🌶♥️ Link do filme completo na bio. #pimentabaniwa #comidaehcultura #rionegro #socioambiental #institutoata🔺
#Repost @socioambiental
・・・
Sinta toda a força feminina da #PimentaBaniwa. No Alto Rio Negro (AM), são as mulheres que protagonizam a produção de sua pimenta tradicional, a Jiquitaia Baniwa. Inspire-se: https://isa.to/2lwHFvv
.
.
.
.
Vídeo: @ferligabue
#Repost  @socioambiental ・・・ Sinta toda a força feminina da #PimentaBaniwa . No Alto Rio Negro (AM), são as mulheres que protagonizam a produção de sua pimenta tradicional, a Jiquitaia Baniwa. Inspire-se: https://isa.to/2lwHFvv . . . . Vídeo: @ferligabue
Sinta toda a força feminina da #PimentaBaniwa. No Alto Rio Negro (AM), são as mulheres que protagonizam a produção de sua pimenta tradicional, a Jiquitaia Baniwa. Inspire-se: https://isa.to/2lwHFvv
.
.
.
.
Vídeo: @ferligabue
Sinta toda a força feminina da #PimentaBaniwa . No Alto Rio Negro (AM), são as mulheres que protagonizam a produção de sua pimenta tradicional, a Jiquitaia Baniwa. Inspire-se: https://isa.to/2lwHFvv . . . . Vídeo: @ferligabue
As pimentas são usadas há milênios pelo povo Baniwa como proteção contra maus espíritos, purificação de alimentos e antiséptico facial. Esse mix de pimentas é cultivado pelas mulheres no sistema agrícola tradicional do Rio Negro/Amazonas. Os Baniwa são mestres no cultivo de variedades de pimenta.
Esse cultivo de roças é uma prática milenar entre os indígenas. Em 2010, o sistema agrícola dos Baniwas e de outros povos indígenas da região do Rio Negro passou a ser considerado patrimônio cultural do Brasil.
No site deles tem uma lista com todos os pontos de venda pelo Brasil e também com as lojas online. Essa veio pra mim pelas mãos da querida @alorenafranca ♡

Já parou pra pensar de onde vem a tua pimenta?

Essa pimenta dura bastante tempo porque é super forte (mesmo)!
As pimentas são usadas há milênios pelo povo Baniwa como proteção contra maus espíritos, purificação de alimentos e antiséptico facial. Esse mix de pimentas é cultivado pelas mulheres no sistema agrícola tradicional do Rio Negro/Amazonas. Os Baniwa são mestres no cultivo de variedades de pimenta. Esse cultivo de roças é uma prática milenar entre os indígenas. Em 2010, o sistema agrícola dos Baniwas e de outros povos indígenas da região do Rio Negro passou a ser considerado patrimônio cultural do Brasil. No site deles tem uma lista com todos os pontos de venda pelo Brasil e também com as lojas online. Essa veio pra mim pelas mãos da querida @alorenafranca ♡ Já parou pra pensar de onde vem a tua pimenta? Essa pimenta dura bastante tempo porque é super forte (mesmo)!
MA CUISINE • Linguine al nero di seppia con gamberetti e calamari in salsa, pepe baniwa, pomodorini e basilico | Linguine with squid ink with shrimp and squid in its own sauce, baniwa pepper, cherry tomatoes and basil | Linguine com tinta de lula com camarão e lula no próprio molho, pimenta baniwa, tomate cereja e manjericão #vivibene #macuisine #mangimegliovivimeglio #cocina #homemadefood #artesanalfood #gourmet #gourmetfood #wannabemasterchef #gastronomia #gastronomie #gastronomy #foodporn #braziliancuisine #cuisinebrasiliene #cozinhabrasileira #foodlovers #homecooked #culinaryart #homechef #pepebaniwa #pimentabaniwa #baniwapepper #baniwa
MA CUISINE • Linguine al nero di seppia con gamberetti e calamari in salsa, pepe baniwa, pomodorini e basilico | Linguine with squid ink with shrimp and squid in its own sauce, baniwa pepper, cherry tomatoes and basil | Linguine com tinta de lula com camarão e lula no próprio molho, pimenta baniwa, tomate cereja e manjericão #vivibene  #macuisine  #mangimegliovivimeglio  #cocina  #homemadefood  #artesanalfood  #gourmet  #gourmetfood  #wannabemasterchef  #gastronomia  #gastronomie  #gastronomy  #foodporn  #braziliancuisine  #cuisinebrasiliene  #cozinhabrasileira  #foodlovers  #homecooked  #culinaryart  #homechef  #pepebaniwa  #pimentabaniwa  #baniwapepper  #baniwa 
Culinary Culture Connections will soon be offering Pimenta Baniwa with the Origens Brasil seal, which is actually the QR Code. In this collaborative platform, consumers simply scan the QR Code to know the origin of the products, the stories of people and their territories, encourage more ethical business relationships built through dialogue, transparency and respect for diversity of traditional ways of life and preserve the environment. #PimentaBaniwa #Indigena #Amazonia #Baniwa #indigenousfood #Amazonia #forest #ComidaDeÍndio #ComidaDeVerdade #amazonpantry #rainforesttotable #amazoniangastronomy #OrigensBrasil #Oibi #realfood #instafood
Culinary Culture Connections will soon be offering Pimenta Baniwa with the Origens Brasil seal, which is actually the QR Code. In this collaborative platform, consumers simply scan the QR Code to know the origin of the products, the stories of people and their territories, encourage more ethical business relationships built through dialogue, transparency and respect for diversity of traditional ways of life and preserve the environment. #PimentaBaniwa  #Indigena  #Amazonia  #Baniwa  #indigenousfood  #Amazonia  #forest  #ComidaDeÍndio  #ComidaDeVerdade  #amazonpantry  #rainforesttotable  #amazoniangastronomy  #OrigensBrasil  #Oibi  #realfood  #instafood 
From a loyalist: Fresh caught trout from a Wisconsin stream (by a four year old) with fried egg, Havarti cheese grits, tomato, cilantro, and capers, then dusted generously with Pimenta Baniwa--that famous hot pepper powder produced exclusively by women of the Baniwa community in the upper Rio Negro basin (Rio Içana) of Amazonas, Brazil, and available here at CCC. Simply delicious! 
#baniwa #pimentabaniwa #hotpepper #capsicumpepper #hotpepperpowder #eggs #friedegg #cilantro #capers #tomato #grits #corngrits #cheesegrits #havarticheese #oibi #socioambiental #fish #trout #breakfast #amazonianfood #specialtyfood @baileana
From a loyalist: Fresh caught trout from a Wisconsin stream (by a four year old) with fried egg, Havarti cheese grits, tomato, cilantro, and capers, then dusted generously with Pimenta Baniwa--that famous hot pepper powder produced exclusively by women of the Baniwa community in the upper Rio Negro basin (Rio Içana) of Amazonas, Brazil, and available here at CCC. Simply delicious! #baniwa  #pimentabaniwa  #hotpepper  #capsicumpepper  #hotpepperpowder  #eggs  #friedegg  #cilantro  #capers  #tomato  #grits  #corngrits  #cheesegrits  #havarticheese  #oibi  #socioambiental  #fish  #trout  #breakfast  #amazonianfood  #specialtyfood  @baileana
Among the many ways we use Pimenta Baniwa powder on a range of dishes, we also use it in hot sauce that includes hot chili peppers from the Capsicum chinense group (e.g., habaneros) combined with sautéed onion, garlic, mango and mild chili peppers (e.g., bell peppers) and a strained infusion of herbs including pepper corns, coriander seed, oregano, and basil reduced by heat in vodka or cachaça, cane vinegar and water. Yeah, it's good and as hot as you want it.
#culinaryculture #gastronomy #specialtyfood #chilipepper #hotsauce #pimentabaniwa #vodka #cachaça #infusion #hotpepper #capsicum #socioambiental @alfredobrazao @andrebaniwa @ade_lopes @felipe.storch #oibi #habanero #rainforesttotable #organic #amazonianfood #salsapicante
Among the many ways we use Pimenta Baniwa powder on a range of dishes, we also use it in hot sauce that includes hot chili peppers from the Capsicum chinense group (e.g., habaneros) combined with sautéed onion, garlic, mango and mild chili peppers (e.g., bell peppers) and a strained infusion of herbs including pepper corns, coriander seed, oregano, and basil reduced by heat in vodka or cachaça, cane vinegar and water. Yeah, it's good and as hot as you want it. #culinaryculture  #gastronomy  #specialtyfood  #chilipepper  #hotsauce  #pimentabaniwa  #vodka  #cachaça  #infusion  #hotpepper  #capsicum  #socioambiental  @alfredobrazao @andrebaniwa @ade_lopes @felipe.storch #oibi  #habanero  #rainforesttotable  #organic  #amazonianfood  #salsapicante 
O sabor verdadeiro vem sempre acompanhado de saber. A Pimenta Baniwa é um ingrediente milenar cultivado exclusivamente por mulheres indígenas no Alto Rio Negro (AM) e traz um blend  pimentas cultivadas organicamente, desidratadas e moídas com sal especial. Você pode encontrar a Pimenta Baniwa no site da Concon.life, acesse o link no nosso perfil.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
#concon #sustentabilidade #consumoconsciente #socioambiental #belezaorganica #naturalbeauty #crueltyfree #saboresbrasileiros #pimentabaniwa #Amazonia⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
O sabor verdadeiro vem sempre acompanhado de saber. A Pimenta Baniwa é um ingrediente milenar cultivado exclusivamente por mulheres indígenas no Alto Rio Negro (AM) e traz um blend pimentas cultivadas organicamente, desidratadas e moídas com sal especial. Você pode encontrar a Pimenta Baniwa no site da Concon.life, acesse o link no nosso perfil.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ #concon  #sustentabilidade  #consumoconsciente  #socioambiental  #belezaorganica  #naturalbeauty  #crueltyfree  #saboresbrasileiros  #pimentabaniwa  #Amazonia ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Just tried my newest spice craze. It’s truly AMAZING! All the way from the rainforests of Brazil. #pimentabaniwa #baniwa #peppers #rainforest #brazil
@betobellini preparing a consommé of Yanomami mushrooms finished with Pimenta Baniwa for the dinner event: Amazonian Gastronomic Exploration and Discovery in DeLand, FL. @13colorido #hutukara #socioambiental #CogumeloYanomami #PimentaBaniwa #amazonianfood #rainforesttotable #mushroom #Yanomami
Some of the ingredients for the evening of Amazonian Gastronomic Exploration and Discovery with @betobellini. Featuring @cafeapui, @nafloresta and @pimentabaniwa. #amazoniangastromomy #caféapuí #pimentabaniwa #nakauchocolate #agroforestry #sustainablesourcing #delicious #adesam @socioambiental @alfredobrazao @felipe.storch @bicellicoimbra @ade_lopes @andrebaniwa
Couve manteiga cozida no vapor.
Cenoura ao molho de laranja, temperado com páprica doce e pimenta  Jiquitaia (Baniwa).
Arroz de beterraba, temperado com uma Pitadinha de chimichurri
Repolho crocante
#veganos  #veganfood ,#veganismo  #vegetais  #vegetariano  #vegetarianomanaus  #veganmanaus  #veganomanaus  ##agriculturaorganica  #AgriculturaFamiliar #mst #demarcaçãojá  #pimentabaniwa #foratemer  #foramonsanto  #chegadeveneno  #foratemer  #lularesiste
Bônus: diálogos do Alto Solimões com o Alto rio Negro.
Tacachi temperado com pimenta jiquitaia (mundialmente conhecida como pimenta Baniwa).
Receita em teste, mas aos amantes de comida picante, adianto que ficou delicioso.
#baniwa #rionegro  #pimentabaniwa #tacachi #riosolimoes  #rionegro  #veganos  #veganfood  #veganismo  #vegetariano  #ovolactovegetarian  #ovolactovegetariano  #lulalivre  #demarcaçãojá  #foratemer  #ditaduranuncamais
Tacachi do Alto Solimões, onde enterrei um pedaço do meu coração.
Ingredientes: banana pacovão verde, cozida com sal.
Cebola roxa israelita, alho, azeite e pimenta preta. 
E se não tiver cheiro verde, eu nem como!

#veganos #veganfood  #veganismo  #vegetariano  #vegetarianomanaus  #veganomanaus #banana  #cheiroverde  #pimentabaniwa  #cebolaroxa  #ovolactovegetarian  #fruits  #foratemer  #lularesiste #mst  #AgriculturaFamiliar  #demarcaçãojá
"Yo comí chapilines en Oaxaca, México"
Grasshoppers are a delicacy in Oaxaca, Mexico. We enjoy them on tacos, enchiladas, and many other Mexican foods. Of course whatever you put them on, they are even better accompanied with Pimenta Baniwa, Na'kau chocolate or Café Apuí--check our store for such products!
#grasshoppers #chapulines #mexicanfood #cafeapui #nakauchocolate #nafloresta #nakau #pimentabaniwa #mexicancuisine #culinaryculture #OaxacaMéxico #Oaxaca #Mexico #edibleinsects #insects #oaxacanfood
"Yo comí chapilines en Oaxaca, México" Grasshoppers are a delicacy in Oaxaca, Mexico. We enjoy them on tacos, enchiladas, and many other Mexican foods. Of course whatever you put them on, they are even better accompanied with Pimenta Baniwa, Na'kau chocolate or Café Apuí--check our store for such products! #grasshoppers  #chapulines  #mexicanfood  #cafeapui  #nakauchocolate  #nafloresta  #nakau  #pimentabaniwa  #mexicancuisine  #culinaryculture  #OaxacaMéxico  #Oaxaca  #Mexico  #edibleinsects  #insects  #oaxacanfood 
Pour relever mes prochains plats du #pimentabaniwa pour faire comme @alexatala ! #brasiliafood #amazonia #worldisyours
Venezuelan arepa from PAN corn flour with avocado, cilantro , mushroom filling and hot chili sauce with fatalii peppers (Capsicum chinense) and Pimenta Baniwa, the hot chili powder from Baniwa women in the upper Rio Negro of Amazonian Brazil, and available at our website. Yum! 
@socioambiental #venezuelancornflour #venezuelanfood #venezuelancuisine #amazonianfood #specialtyfood #gastronomy #latinamericanfood #maizeflour #PANmaizeflour #avocado #guacamole #culinaryculture #PimentaBaniwa #hotchilipowder #chilipowder #hotpepperpowder #hotsuace #salsapicante #capsicum #arepa #venezuelanarepas #sustainablefood #yummy
Venezuelan arepa from PAN corn flour with avocado, cilantro , mushroom filling and hot chili sauce with fatalii peppers (Capsicum chinense) and Pimenta Baniwa, the hot chili powder from Baniwa women in the upper Rio Negro of Amazonian Brazil, and available at our website. Yum! @socioambiental #venezuelancornflour  #venezuelanfood  #venezuelancuisine  #amazonianfood  #specialtyfood  #gastronomy  #latinamericanfood  #maizeflour  #PANmaizeflour  #avocado  #guacamole  #culinaryculture  #PimentaBaniwa  #hotchilipowder  #chilipowder  #hotpepperpowder  #hotsuace  #salsapicante  #capsicum  #arepa  #venezuelanarepas  #sustainablefood  #yummy 
Another Costa Rican popular (not typical) dish. Chifrijo (chee-free-ho). Consists of rice, kidney beans, Pico de gallo sauce (or as we call it, chimichurri), avocado and pork. Cassava on the side and a touch of baniwa peppers from Brazil for some extra magic. #costarica #baniwa #pimentabaniwa #streetfood #foodie #foodlover
Another Costa Rican popular (not typical) dish. Chifrijo (chee-free-ho). Consists of rice, kidney beans, Pico de gallo sauce (or as we call it, chimichurri), avocado and pork. Cassava on the side and a touch of baniwa peppers from Brazil for some extra magic. #costarica  #baniwa  #pimentabaniwa  #streetfood  #foodie  #foodlover 
Coluna de domingo no segmento impresso... #colunadejornalista #jornalistaprofissional #jornalista #manaus #amazonia #brasil #jornalimpresso @bemviverblog #semanadolivro #quilombo #resistencia #tambordospretos #pimentajiquitaia #cervejacompimenta #pimentabaniwa @hopfully_brewing #irlanda #festivalamazonasdeopera @fao @godofwar.ps4 @marcianovo_amazonia @zezinhocorrea_oficial #cinecasarao #cinemabrasileiro #arabia #semanadolivro @_.shakespeare._ #menudafloresta #feiradaFAS @thestoneramosoficial @_usinachamine @secretariadeculturadoamazonas #artesplasticas #amazonasplural @icbeumanaus @geraldo107 @jaimecovas @loucaliri13 @joseseraficodecarvalho #mpb #startup
Coluna de domingo no segmento impresso... #colunadejornalista  #jornalistaprofissional  #jornalista  #manaus  #amazonia  #brasil  #jornalimpresso  @bemviverblog #semanadolivro  #quilombo  #resistencia  #tambordospretos  #pimentajiquitaia  #cervejacompimenta  #pimentabaniwa  @hopfully_brewing #irlanda  #festivalamazonasdeopera  @fao @godofwar.ps4 @marcianovo_amazonia @zezinhocorrea_oficial #cinecasarao  #cinemabrasileiro  #arabia  #semanadolivro  @_.shakespeare._ #menudafloresta  #feiradaFAS  @thestoneramosoficial @_usinachamine @secretariadeculturadoamazonas #artesplasticas  #amazonasplural  @icbeumanaus @geraldo107 @jaimecovas @loucaliri13 @joseseraficodecarvalho #mpb  #startup 
Pimenta Baniwa does pesto! Avocado/cilantro pesto with uará nuts (Parinari sprucei), roasted garlic, parmesan cheese, scallions, and avocado oil over noodles, finished with roasted red peppers and Pimenta Baniwa powder, that famous hot chili powder produced sustainably by Baniwa women in the rainforests of the upper Rio Negro basin of Amazonian Brazil, and available at our website.
@socioambiental #socioambiental #uará #uaránuts #Parinarisprucei #baniwa #amazonianfood #specialtyfood #avocado #pesto #pasta #noodles #roastedpepper #parmesancheese #culinaryculture #PimentaBaniwa #jiquitaia #hotchilipowder #chilipowder #rainforesttotable #foresttotable #yummy #healthyfood #cilantro #foodies #organicfood #oibi #artebaniwa #foirn @ade_lopes @alfredobrazao #Baniwawomen #sustainablefood
Pimenta Baniwa does pesto! Avocado/cilantro pesto with uará nuts (Parinari sprucei), roasted garlic, parmesan cheese, scallions, and avocado oil over noodles, finished with roasted red peppers and Pimenta Baniwa powder, that famous hot chili powder produced sustainably by Baniwa women in the rainforests of the upper Rio Negro basin of Amazonian Brazil, and available at our website. @socioambiental #socioambiental  #uará  #uaránuts  #Parinarisprucei  #baniwa  #amazonianfood  #specialtyfood  #avocado  #pesto  #pasta  #noodles  #roastedpepper  #parmesancheese  #culinaryculture  #PimentaBaniwa  #jiquitaia  #hotchilipowder  #chilipowder  #rainforesttotable  #foresttotable  #yummy  #healthyfood  #cilantro  #foodies  #organicfood  #oibi  #artebaniwa  #foirn  @ade_lopes @alfredobrazao #Baniwawomen  #sustainablefood 
Arepa from Venezuelan PAN corn flour with shrimp, queso fresco, avocado, scallions, cucumber, heirloom lettuce, cilantro and celery salad filling and sprinkled with Pimenta Baniwa, the hot chili powder of the Baniwa women in the upper Rio Negro of Amazonian Brazil, and available at our website. Yum! 
@socioambiental #venezuelancornflour #venezuelanfood #venezuelancuisine #amazonianfood #specialtyfood #gastronomy #latinamericanfood #maizeflour #PANmaizeflour #shrimp #avocado #scallions #quesofresco #culinaryculture #PimentaBaniwa #hotchilipowder #chilipowder #hotpepperpowder #hotpepper #capsicum #arepa #cilantro #foodies #venezuelanarepas #heirloomlettuce #organicfood #oibi #artebaniwa #foirn @ade_lopes @alfredobrazao
Arepa from Venezuelan PAN corn flour with shrimp, queso fresco, avocado, scallions, cucumber, heirloom lettuce, cilantro and celery salad filling and sprinkled with Pimenta Baniwa, the hot chili powder of the Baniwa women in the upper Rio Negro of Amazonian Brazil, and available at our website. Yum! @socioambiental #venezuelancornflour  #venezuelanfood  #venezuelancuisine  #amazonianfood  #specialtyfood  #gastronomy  #latinamericanfood  #maizeflour  #PANmaizeflour  #shrimp  #avocado  #scallions  #quesofresco  #culinaryculture  #PimentaBaniwa  #hotchilipowder  #chilipowder  #hotpepperpowder  #hotpepper  #capsicum  #arepa  #cilantro  #foodies  #venezuelanarepas  #heirloomlettuce  #organicfood  #oibi  #artebaniwa  #foirn  @ade_lopes @alfredobrazao
チョコレートのアマゾン素材トッピングをテイスティング
ヤノマミマッシュルーム、ドライクプアス、ピメンタバニワ、フレッシュブラジルナッツ、クマル…
ちなみにここはマナウスではなく表参道である

#日本にいながらブラジルライフ #amamosamazon #nakau #アマゾンフルーツ #アマゾン料理 #cacau #cupuaçu #yanomami #pimentabaniwa
Ancient grain farro with black beans and organic tomatoes. Made with vegetable broth, onions and garlic; finished with cilantro and Pimenta Baniwa. Vegan heaven! #vegan #pimentabaniwa @felipe.storch @andrebaniwa @alfredobrazao @ade_lopes #farro #blackbeans @betobellini #ancientgrains
Ancient grain farro with black beans and organic tomatoes. Made with vegetable broth, onions and garlic; finished with cilantro and Pimenta Baniwa. Vegan heaven! #vegan  #pimentabaniwa  @felipe.storch @andrebaniwa @alfredobrazao @ade_lopes #farro  #blackbeans  @betobellini #ancientgrains 
Wisconsin poké bowl!! With beer brats, avocado, green onions, artisan lettuce, radish, pickled ginger, wasabi, soy sauce, and sesame oil over white rice and dusted with Pimenta Baniwa, hot chili powder made by Baniwa women in the upper Rio Negro Basin of Amazonian Brazil and available at our website. 
#pokebowl #poké #beerbrats #brats #sausage #avocado #culinaryculture #scallion #greenonion #wasabi #hotpepper #artisanlettuce #hotpepperpowder #capsicumpepper #chilipowder #capsicum #foresttotable #rainforesttotable #amazonianfood #gastronomy #sustainablefood #specialtyfood #organicfood #hotchili #pimentabaniwa #socioambiental #oibi #artebaniwa #foirn @ade_lopes @alfredobrazao #jiquitaia
Wisconsin poké bowl!! With beer brats, avocado, green onions, artisan lettuce, radish, pickled ginger, wasabi, soy sauce, and sesame oil over white rice and dusted with Pimenta Baniwa, hot chili powder made by Baniwa women in the upper Rio Negro Basin of Amazonian Brazil and available at our website. #pokebowl  #poké  #beerbrats  #brats  #sausage  #avocado  #culinaryculture  #scallion  #greenonion  #wasabi  #hotpepper  #artisanlettuce  #hotpepperpowder  #capsicumpepper  #chilipowder  #capsicum  #foresttotable  #rainforesttotable  #amazonianfood  #gastronomy  #sustainablefood  #specialtyfood  #organicfood  #hotchili  #pimentabaniwa  #socioambiental  #oibi  #artebaniwa  #foirn  @ade_lopes @alfredobrazao #jiquitaia 
Da série: picâncias!
“La Chicha de Jora Frutillada” e a Pimenta Baniwa 
A jiquitaia é mesmo de uma versatilidade incrível. Ontem comemoramos, em San Blas, os 84 anos do meu vizinho, Dom Cornélio, o patriarca da família Palomino. A data especial foi regada com a melhor “chicha de jora frutillada” de Cusco, encomendada pelas filhas do aniversariante numa das tradicionais “chicherias” desta cidade peruana. A “chicha de jora” é uma bebida andina excepcional e indispensável em momentos como o de ontem. De origem pré-incaica, é elaborada a partir de grãos de milho germinados (jora). Bebida preferida dos Inca, estava presente em momentos tão importantes de sua vida social e cerimonial, como quando os Inca brindavam em reverência ao Sol durante o Inti Raymi (Fiesta del Sol), ou quando realizavam suas oferendas à Pachamama (Madre Tierra). Como é setembro, temporada de frutilla (o pequeno morango andino), este é agregado à chicha nesta época, resultando na deliciosa “frutillada”. Cada vaso servido recebia uma pitada de coentro tostado e moído, usado para dar um toque aromático e, principalmente, evitar a produção de gases intestinais nos que brindavam durante toda a noite. A conversa sobre o porquê do coentro levou-nos à pimenta, que tem este mesmo papel descrito na literatura médica. E como peruanos e brasileiros adoram um “aji picante”, resolvemos partir para as pitadas de Pimenta Baniwa - do potinho que fui buscar em minha casa - em substituição ao coentro, que muitos amam, mas que outros odeiam. A picância da jiquitaia agregada à chica de jora frutillada surpreendeu a todos, e a pitada tornou-se obrigatória depois da rodada experimental. Outro dia a amiga Cacau anunciou aqui que alguns de seus clientes agregam a jiquitaia ao café. E já tem gente testando na cerveja. Com essa versatilidade toda - entre secos e molhados, doces e salgados, Andes e Amazônia - esta ainda vai longe! (Adeilson Lopes, Cusco, 17/09/2013). Foto: “UN COLOR... UN SABOR”, finalista del "Concurso Mistura 2013", gentilmente cedida pela artista plástica Mayra Cortez para este post.
#pimentabaniwa #chicha #andesamazonia #cusco
Da série: picâncias! “La Chicha de Jora Frutillada” e a Pimenta Baniwa A jiquitaia é mesmo de uma versatilidade incrível. Ontem comemoramos, em San Blas, os 84 anos do meu vizinho, Dom Cornélio, o patriarca da família Palomino. A data especial foi regada com a melhor “chicha de jora frutillada” de Cusco, encomendada pelas filhas do aniversariante numa das tradicionais “chicherias” desta cidade peruana. A “chicha de jora” é uma bebida andina excepcional e indispensável em momentos como o de ontem. De origem pré-incaica, é elaborada a partir de grãos de milho germinados (jora). Bebida preferida dos Inca, estava presente em momentos tão importantes de sua vida social e cerimonial, como quando os Inca brindavam em reverência ao Sol durante o Inti Raymi (Fiesta del Sol), ou quando realizavam suas oferendas à Pachamama (Madre Tierra). Como é setembro, temporada de frutilla (o pequeno morango andino), este é agregado à chicha nesta época, resultando na deliciosa “frutillada”. Cada vaso servido recebia uma pitada de coentro tostado e moído, usado para dar um toque aromático e, principalmente, evitar a produção de gases intestinais nos que brindavam durante toda a noite. A conversa sobre o porquê do coentro levou-nos à pimenta, que tem este mesmo papel descrito na literatura médica. E como peruanos e brasileiros adoram um “aji picante”, resolvemos partir para as pitadas de Pimenta Baniwa - do potinho que fui buscar em minha casa - em substituição ao coentro, que muitos amam, mas que outros odeiam. A picância da jiquitaia agregada à chica de jora frutillada surpreendeu a todos, e a pitada tornou-se obrigatória depois da rodada experimental. Outro dia a amiga Cacau anunciou aqui que alguns de seus clientes agregam a jiquitaia ao café. E já tem gente testando na cerveja. Com essa versatilidade toda - entre secos e molhados, doces e salgados, Andes e Amazônia - esta ainda vai longe! (Adeilson Lopes, Cusco, 17/09/2013). Foto: “UN COLOR... UN SABOR”, finalista del "Concurso Mistura 2013", gentilmente cedida pela artista plástica Mayra Cortez para este post. #pimentabaniwa  #chicha  #andesamazonia  #cusco 
Bom dia com bolinho de quinoa com pequi e pimenta Baniwa. Receita com toque de flechada no coração preparada pela @belagil para nosso livrinho Pimenta Jiquitaia Baniwa. É surpreendente como algumas receitas podem mexer com a gente. É o caso desse bolinho que a Bela criou para nosso livrinho sobre essa emblemática pimenta das mulheres Baniwa. Quando pedimos a @belagil ao @alexatala e ao @felipeschaedler_ para que dessem essa mãozinha à obra, já imaginávamos que o quilate dessas feras nos surpreenderia. Entre as receitas que eles nos enviaram, Bela me enquadrou. Botou numa assadeira as esquinas da minha vida.
Eu venho de MoC, Montes Claros, a capital mineira do pequi, onde há até um movimento de fundação de uma nova república: a república do Pequistão! E moro há anos nos Andes, em Cusco, onde a quinoa não é só um grão a mais, senão nossa mais forte e cotidiana fonte de conexão,  através do prato, com a herança dos antepassados Inka. Entre esses dois lugares profundos, o Içana, no Alto Rio Negro, que Roberto Esmeraldi chamou de "Vale Sagrado da Pimenta", em sua preciosa crítica sobre nosso livrinho "Pimenta Jiquitaia Baniwa".
Quando recebi a receita da Bela eu pensei: ela só pode estar de "sacanagem" comigo. Nem em meus sonhos mais profusos, frutos das correrias entre uma viagem e outra, quando as vezes desperto sem saber em qual desses Sertões estou, eu poderia imaginar em plasmar tais conexões no meu prato. A Bela me flechou! Na ponta da flecha, um bolinho, todo bonitinho, que não somente nos transporta e conecta a territórios profundos como o Cerrado, os Andes e a Amazônia, mas que nos faz cúmplices de tudo o que há de mais atual e digno no mundo da gastronomia: a comida de verdade, que alimenta corpo e alma e que conecta e reconecta quem come com quem produz. Uma novidade que não vem lá do brejo da cruz,mas que o
O. Ou iu v, nos alimenta de luz.

Preparei o bolinho. Até dei umas pinceladas de Tucupi preto em alguns na hora de cheirar, admirar, comer. Se ficou bom? Hham, nham, nham! 
Seguem as fotos. A receita vocês podem ver no livrinho: 
https://issuu.com/instituto-socioambiental/docs/pimenta_baniwa_web/67 #pimentabaniwa #comidadeverdade #comidaehcultura
Bom dia com bolinho de quinoa com pequi e pimenta Baniwa. Receita com toque de flechada no coração preparada pela @belagil para nosso livrinho Pimenta Jiquitaia Baniwa. É surpreendente como algumas receitas podem mexer com a gente. É o caso desse bolinho que a Bela criou para nosso livrinho sobre essa emblemática pimenta das mulheres Baniwa. Quando pedimos a @belagil ao @alexatala e ao @felipeschaedler_ para que dessem essa mãozinha à obra, já imaginávamos que o quilate dessas feras nos surpreenderia. Entre as receitas que eles nos enviaram, Bela me enquadrou. Botou numa assadeira as esquinas da minha vida. Eu venho de MoC, Montes Claros, a capital mineira do pequi, onde há até um movimento de fundação de uma nova república: a república do Pequistão! E moro há anos nos Andes, em Cusco, onde a quinoa não é só um grão a mais, senão nossa mais forte e cotidiana fonte de conexão, através do prato, com a herança dos antepassados Inka. Entre esses dois lugares profundos, o Içana, no Alto Rio Negro, que Roberto Esmeraldi chamou de "Vale Sagrado da Pimenta", em sua preciosa crítica sobre nosso livrinho "Pimenta Jiquitaia Baniwa". Quando recebi a receita da Bela eu pensei: ela só pode estar de "sacanagem" comigo. Nem em meus sonhos mais profusos, frutos das correrias entre uma viagem e outra, quando as vezes desperto sem saber em qual desses Sertões estou, eu poderia imaginar em plasmar tais conexões no meu prato. A Bela me flechou! Na ponta da flecha, um bolinho, todo bonitinho, que não somente nos transporta e conecta a territórios profundos como o Cerrado, os Andes e a Amazônia, mas que nos faz cúmplices de tudo o que há de mais atual e digno no mundo da gastronomia: a comida de verdade, que alimenta corpo e alma e que conecta e reconecta quem come com quem produz. Uma novidade que não vem lá do brejo da cruz,mas que o O. Ou iu v, nos alimenta de luz. Preparei o bolinho. Até dei umas pinceladas de Tucupi preto em alguns na hora de cheirar, admirar, comer. Se ficou bom? Hham, nham, nham! Seguem as fotos. A receita vocês podem ver no livrinho: https://issuu.com/instituto-socioambiental/docs/pimenta_baniwa_web/67 #pimentabaniwa  #comidadeverdade  #comidaehcultura 
Miso soup with ground Yanomami mushrooms, scallions, seaweed and diced sautéed mushrooms. The Yanomami mushrooms (cogumelos) come from the Sanöma group of Yanomami people from northern Roraima in Amazonian Brazil. The cogumelos are produced sustainably. The soup is finished with Pimenta Baniwa, a blend of powdered chili peppers that is sustainably produced by Baniwa women in the Upper Rio Negro of Amazonas and is available at our website. 
#miso #misosoup #soup #yanomamimushrooms #fungocomestível #sanöma #cogumeloyanomami #culinaryculture #gourmetfood #hotchili #hotpepper #mushroom #scallion #greenonion #seaweed #amazonia #hotpepperpowder #capsicum #chilipowder #foresttotable #rainforesttotable #amazonianfood #organicfood #pimentabaniwa #socioambiental #specialtyfoods #oibi #artebaniwa #foirn #healthyfood @andrebaniwa @ade_lopes@socioambiental @13colorido @betobellini
Miso soup with ground Yanomami mushrooms, scallions, seaweed and diced sautéed mushrooms. The Yanomami mushrooms (cogumelos) come from the Sanöma group of Yanomami people from northern Roraima in Amazonian Brazil. The cogumelos are produced sustainably. The soup is finished with Pimenta Baniwa, a blend of powdered chili peppers that is sustainably produced by Baniwa women in the Upper Rio Negro of Amazonas and is available at our website. #miso  #misosoup  #soup  #yanomamimushrooms  #fungocomestível  #sanöma  #cogumeloyanomami  #culinaryculture  #gourmetfood  #hotchili  #hotpepper  #mushroom  #scallion  #greenonion  #seaweed  #amazonia  #hotpepperpowder  #capsicum  #chilipowder  #foresttotable  #rainforesttotable  #amazonianfood  #organicfood  #pimentabaniwa  #socioambiental  #specialtyfoods  #oibi  #artebaniwa  #foirn  #healthyfood  @andrebaniwa @ade_lopes@socioambiental @13colorido @betobellini